Quinta-feira, 26 DE Fevereiro 2009

                         Atletico Madrid vs Porto, 25 fev 09

 

Terminou mais uma jornada da Liga dos Campeões e os resultados das duas equipas portuguesas em prova são bem diferentes.

 

O F.C.Porto, mais uma vez, prestigiou o futebol português.

A uma exibição de gala, só faltou a vitória para que a noite fosse perfeita.

Não fosse a falta de atenção da defesa, no lance do primeiro golo, e o FRANGO (mais um) de Helton, no segundo, e estaríamos perante mais uma vitória do F.C.Porto na Champions.

Jogadores como Bruno Alves, Lucho, Lisandro, "Cebola" e Lisandro, mostraram todo o seu valor, perante uma equipa recheada de internacionais, mas que, perante o futebol demolidor do Campeão Nacional, nada pôde fazer.

Se dúvidas houvesse (e para mim, já há muito tempo que não existem), o jogo de 3.ª feira apenas veio confirmar que o F.C.Porto tem, este ano, uma equipa-base muito superior à da época passada.

O trio de ataque composto por Hulk, Lisandro e Rodriguez está ao nível do que de melhor há a nível mundial. Tal como já disse várias vezes no passado, não trocava nenhum destes jogadores por Quaresma...acho que, hoje, já não deve haver tantas pessoas a discordar comigo.

Para além dos 5 jogadores supra referidos (e que, para mim, têm lugar em qualquer equipa do mundo), é justo realçar, igualmente, outros dois que estão a fazer uma excelente época e que são Raúl Meireles e Fernando.

Uma última palavra para alguém que não é muito apreciado pela maioria dos Portistas (na qual me inclúo), mas que está a fazer um excelente trabalho...Jesualdo Ferreira.

Na equipa titular que defrontou o Atlético de Madrid estavam 6 jogadores que não faziam parte do plantel na época passada, incluindo, jogadores sem qualquer experiência ao nível da Champions (Sapunaru, Rolando, Cissokho, Fernando e Hulk).  Perante isto, tem que se dar mérito ao treinador e dizer que há, claramente, trabalho seu na consistência apresentada pela equipa. 

 

Quanto ao sporting, nada de novo...é uma equipa sem dimensão internacional que, para bem dos seus adeptos, se deveria cingir à Taça UEFA (a partir da próxima época, passa a chamar-se Taça Europa). Assim, evitava humilhações como a de ontem.

Pelo menos, o pequeno clube que tem por casa o maior quarto-de-banho do mundo pode dizer que entrou para um grupo muito restrito e para a história da competição...passou a fazer parte do conjunto de equipas que sofreram a maior goleada de sempre da Liga dos Campeões, em casa.

O F.C.Porto também faz parte dessa história, mas com uma "pequena" diferença...o F.C.Porto VENCEU o Werder Bremen, em Bremen, por 5-0, corria a época de 1993/1994 (lembro-me perfeitamente desse jogo...o Secretário, marcou um grande golo...é verdade, o Secretário).

 

 

Não podia terminar sem dizer que o que se passou nesta jornada mostra claramente a diferença de dimensão entre o F.C.Porto e o resto das equipas do futebol português.

Compreendo que, perante tanta superioridade do Campeão Nacional, os adeptos dos outros clubes portugueses tentem arranjar desculpas para os seus fracassos, mas os resultados internacionais estão aí e só não vê quem não quer...

 

publicado por Joca às 20:44
Segunda-feira, 23 DE Fevereiro 2009

Este fim-de-semana o Benfica voltou a jogar mal… muito mal…

Tirando os dois golos, só me lembro de duas oportunidades de golo, ambas na primeira parte, ambas entre o primeiro golo do Liedson e o golo do Reyes, ambas por Yebda… numa cabeceia a rasar o poste e na outra chega atrasado/falha um cruzamento…
Se nos esquecermos desses 4 lances, o jogo teve tudo aquilo que de mau já apontei à equipa este ano:
- Erros defensivos em demasia, com os defesas a cometerem erros e a permitirem os adversários marcarem (toda a linha defensiva a cometer erros, a dar espaço em demasia aos atacantes leoninos e a falharem no tempo de entrada às bolas).
- Ausência de alguém que assuma o jogo, que organize e conduza o ataque (Aimar voltou a desaparecer do jogo e, quer Reyes, quer Amorim, estiveram muito apáticos).
- Substituições e alterações do treinador a não terem impacto no jogo, mais uma vez, não se vê influência de Quique a mexer na equipa, ao contrário de Paulo Bento que ao trocar Vuk por Pereirinha dinamizou completamente o ataque (embora se possa argumentar que Quique mexeu bem ao trocar Suazo por Cardozo que acabou por marcar, convém referir que ao tirar o Yebda perdeu completamente o meio-campo).
O Sporting jogou bem melhor e foi um justo vencedor!
Mais uma vez, o Liedson fez o quis e lhe apeteceu da defesa do Benfica… só ele já meteu 12 batatas na nossa baliza… Apre!
 
PS – Embora a derrota tenha sido merecidíssima, se o larápio benquerença tivesse assinalado o penalty aos 9mn por falta de Roca sobre o Aimar, talvez a história do jogo tivesse sido bem diferente.
É verdade que no final da primeira parte também ficou por marcar um penalty por mão do Maxi, mas um erro não compensa o outro… Além disso, há mais um lance na segunda parte em que se poderia ter marcado penalty para o Sporting (no seguimento da bola na trave do Pereirinha) e o Luisão também deveria ter ido para a rua já quase no final por dar uma chapada no Liedson.
publicado por Spaceship às 17:01
Sexta-feira, 20 DE Fevereiro 2009

O meu caro amigo Spaceship aponta bem para a diferença de critérios de um país para outro. Mas sabe, meu caro amigo, em Portugal a diferença de critérios é igualmente gritante.

 

No último jogo do FCP - Rio Ave, a jogada que deu o penalty fazia me lembrar qualquer coisa, até que descobri.

 

 

 

Em duas jogadas iguais critérios diferentes. Critérios igualmente diferentes dos assalariados do Oliveira. Na jogada do Benfica "lance normal na área do Braga" na jogada do FCP "visto e revisto permite mais que uma intrepretação". Haja pudor. p.s: em abono da verdade, para mim o lance do golo do Farias é limpo. Ao contrário do que os meus amigos dizem, não sou doente nem fanático.
publicado por lmb às 10:08
Quinta-feira, 19 DE Fevereiro 2009

Antes de se iniciar uma nova jornada em que haverá um derby (o derradeiro tira-teimas para o campeonato da segunda circular), gostaria apenas de deixar duas notas que suscitaram a minha curiosidade esta semana.

 
Em primeiro lugar, todos viram o golo que Adriano marcou ao Milan? Foi com o braço, ninguém viu e foi validado. Nada a dizer! Mas o que me surpreendeu foi o que sucedeu nos dias seguintes, primeiro o Comité Disciplinar da federação italiana decidiu que não havia provas suficientes para suspender Adriano, ao contrário do que haviam feito ao Gillardino quando este também marcou um golo com a mão num jogo da Fiorentina no inicio desta época. Também o árbitro do jogo revelou, no seu relatório, que Adriano tocou a bola com o braço de forma involuntária.
Logo pelo que me é dado a ver, as novas regras de que falou Pedro Henriques aquando do Benfica – Nacional, não se aplicam em terras transalpinas…
 
Em segundo lugar, Pedro Proença teve 2,4 no jogo FC Porto-Benfica, essencialmente por não ter apitado o penalty de Reyes sobre o Lucho e não ter mostrado o amarelo a Sidney por entrada violenta sobre um adversário (tendo sido dado o benefício da dúvida no lance do Lisandro com o Yebda). Embora seja considerada negativa, a exibição não foi tão má como outras que já se verificaram, nomeadamente, “Elmano Santos foi avaliado com 2,1 no Belenenses-Benfica, enquanto Pedro Henriques (Benfica-Nacional), Paulo Baptista (Benfica-Braga) e Paulo Costa (Braga-FC Porto) tiveram 2,3”. (In OJogo). É impressão minha ou há demasiados jogos a envolver o Benfica?
publicado por Spaceship às 14:15
Sexta-feira, 13 DE Fevereiro 2009

Nos últimos anos, independentemente dos resultados alcançados e das exibições efectuadas, bem como do valor dos seleccionadores (e restante equipa técnica) ou dos jogadores da nossa selecção, tenho verificado duas questões que me preocupam bastante na equipa de todos nós!

 

A primeira põe-se com algo muito simples e que ajuda a enfraquecer o nosso campeonato, é que ano após ano, verificamos que se privilegia os jogadores portugueses a actuar no estrangeiro em detrimento dos jogadores portugueses a actuar no nosso campeonato. As recentes chamadas de Gonçalo Brandão e Eliseu à selecção nacional são mais um exemplo de algo que se passa à anos a fio, ou seja, jogadores que enquanto andaram em clubes portugueses nunca foram considerados como hipóteses para a selecção e quando começam a jogar em clubes estrangeiros são logo convocados.
Ainda esta semana, numa entrevista a um jornal, o jovem sub-21 português Amaury Bischoff (nascido em França, mas filho de mãe portuguesa e pai francês) referiu o seguinte: “Quando saí para o Werder Bremen disseram-me que privilegiariam sempre os jogadores de clubes estrangeiros. Estou muito orgulhoso por jogar por Portugal e a minha ambição é chegar à Selecção principal”.
Quem é que lhe terá dito isso? Passou a ser regra convocar primeiro os jogadores lusos no estrangeiro e só em última instância optar pelos que jogam cá?
 
 
 
Finalmente, a segunda questão é bem mais visível, bem mais mediática e bem mais debatida! Prende-se com a naturalização de jogadores e com a chamada desses jogadores às selecções nacionais. Eu sou contra!
Gosto muito do Deco e do Pepe, mas para mim, eles são brasileiros, não são portugueses… Por mais qualidade que tenham, acho que nunca deveriam ter jogado por Portugal. O Deco tem sido influentíssimo na selecção e ainda no último europeu, foi o melhor jogador da nossa selecção. Embora (muito) mais fracas, temos alternativas para jogarem na sua posição! O mesmo se passa com o Pepe, embora seja um dos melhores centrais, existem outras opções nascidas e criadas em Portugal…
Assusta-me pensar que no futuro a nossa selecção seja maioritariamente constituída por jogadores nascidos no lado de lá do Atlântico… Várias vezes se falou na possibilidade de Derlei ser convocado e mais recentemente apareceram os nomes de Liedson e Paulo Assunção. São ambos bons, são ambos melhores do que aqueles que actualmente jogam nas suas posições, mas não nasceram cá, não cresceram cá!
O fenómeno de se naturalizarem atletas e de os colocar a jogar pelas selecções começa a ser prática corrente um pouco por todo o mundo… Ainda nos últimos mundiais e europeus me recordo do Japão, da Turquia e da Tunísia terem jogadores brasileiros nas suas equipas, da Polónia ter um jogador brasileiro e um africano no ataque, da Espanha com Marcos Senna, da Croácia só não levou Eduardo Silva ao europeu por estar lesionado. Mais recentemente, a selecção mexicana tinha 4 brasileiros naturalizados…
Onde é que isto vai parar? No futuro, serão todas as selecções representadas por brasileiros naturalizados? Passaremos a assistir a jogos em europeus em que o país mais representado será o Brasil? Ou num mundial, a selecção oficial do Brasil terá que defrontar uma selecção de outro país composta apenas por brasileiros, numa espécie de Brasil A contra Brasil B?
Ainda no último europeu (ou mundial, confesso que não me recordo) de futsal, a Itália apresentou-se com uma equipa de 14 jogadores em que 12 tinham nascido no Brasil.
publicado por Spaceship às 15:53

 

Meus caros,
 
O clube dos milhafres, não tendo nada de relevante para discutir e se orgulhar nos últimos 30 anos, anda regularmente a fazer queixinhas de tudo e todos. Faz lembrar aqueles alunos mimados, que se julgam os melhores da turma, que sempre os pais protegem para que não chorem.
 
Mas vamos aos últimos acontecimentos.
 
Queixaram-se da PSP, e do atraso na entrada os adeptos no Dragão. Parece-me estranho que se questione o zelo das autoridades, policiais e não só, no sentido de garantir a segurança de um espectáculo desportivo. Afinal, mesmo que possa existir algum excesso nesse zelo, não será esse um mal menor e um preço justo a pagar pela segurança de todos os espectadores? Não seria, por exemplo, mais alarmante o eventual laxismo e ineficácia das autoridades policiais perante um jogo de alto risco? Faça-se um esforço e imagine-se um cenário improvável em que os adeptos de determinado clube se deslocam a casa de um rival para assistirem a um jogo e vêem o autocarro que os transportou ser incendiado, felizmente sem vítimas. Ou, num esforço de ficção, admita-se como possível a entrada de um very-light num estádio de futebol perante a complacência das autoridades policiais, nesse caso com consequências inimagináveis. Ou ainda que um adepto entrasse no campo e agredisse um fiscal de linha?? Ou que se colocasse uma claque de um clube rival inum estádio exactamente por baixo de adeptos do clube rival.
Claro que estes são cenários rebuscados, fruto da minha imaginação fértil, mas talvez o zelo das autoridades sirva justamente para prevenir que tais cenários se tornem realidade. 
 
Entretanto, o clube das queixinhas pretende castigar um jogador do FCP. Em declarações à Benfica TV, João Gabriel, director de comunicação dos encarnados, expressou o desejo de ver Lisandro suspenso. E isto porquê?? Será que ele agrediu alguém? Cuspiu ou insultou?? Nada disso. Apenas porque, segundo eles, simulou um penalti. A acontecer, todas as semanas em todo o mundo, quantos não seriam os jogadores suspensos? Qual o critério de aplicação das sanções?
 
Duas palavras: Absurdos e ridículos!!
publicado por AR às 15:23

Meus caros,

 

A empresa alemã "Sport Markt" concluiu que o Benfica tem 2,2 milhões de adeptos, sendo o mais popular em Portugal.

 
O estudo desta empresa de marketing alemã, reduziu para menos de metade o número de simpatizantes contabilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
 
Segundo dados de um estudo da 'Vox Populi', INE e secretaria de Estado das Comunidades, divulgado em março de 2006, os encarnados reuniam mais de 4,75 milhões de adeptos só em Portugal e mais de 5,5 milhões na Europa.  
 
Contudo, a empresa alemã atribuiu ao Benfica perto de 2 milhões de adeptos, mais 900 mil adeptos do que o FC Porto (1,3 milhões) e o dobro do Sporting (1,1 milhões). 
 
Que factos curiosos... Que jeito dava a censura dos tempos da outra senhora para que os os adeptos do clube do milhafres poderem continuar a sonhar com o virtual.
 
Abr

 

 

 

publicado por AR às 14:54

Nos últimos 10 anos, morreram nada mais que 3,8 milhões de portugueses benfiquistas.

Segundo a empresa alemã "Sport Markt" concluiu que o Benfica tem 2,2 milhões de adeptos. Ora bem se em meados de 98 eramos 6 milhões, e 10 anos depois somos apenas 2,2 milhões, quer dizer que morreram em 10 anos 3,8 milhões de portuguses benfiquista. É com pesar e luto que transmito esta noticia

 

publicado por lmb às 11:43

Jesus, não o cristo, mas o treinador do Braga, numa recente entrevista, ao jornal OJOGO , ao ser questionado com a seguinte questão:

 

Mas não vai um pouco em contraciclo com o que se viu no último Europeu, em que a maioria das equipas baixou as linhas e apostou numa espécie de "pressão baixa" em oposição à "pressão alta" que era moda há uns anos? "

 

Terá respondido:

 

"Sim, mas eu tenho as minhas próprias ideias. Por exemplo, fui o primeiro treinador do Mundo a defender zona nas bolas paradas. Já fazia isso no Amora há 20 anos. Tenho cassetes que o provam. Hoje todas as grandes equipas o fazem."

Absolutamente brilhante

publicado por lmb às 11:36
Quinta-feira, 12 DE Fevereiro 2009

             

 

 

"O Tribunal da Relação do Porto negou provimento ao recurso interposto pela equipa liderada pela magistrada Maria José Morgado, que contestava o arquivamento do processo contra Pinto da Costa e o FC Porto, relativo ao jogo FC Porto-Estrela da Amadora de 2003/2004.

 

O acórdão do Tribunal da Relação, a que a agência Lusa teve acesso, rejeita a tese da equipa especial de investigação liderada por Maria José Morgado, especialmente no que diz respeito ao testemunho de Carolina Salgado, ex-companheira de Pinto da Costa: "(...) Como é bom de ver, tal prova testemunhal não se revela, a nosso ver e de forma alguma, credível".

Este processo reporta-se ao célebre "caso da fruta", em que o FC Porto, o seu presidente, Pinto da Costa, e o árbitro Jacinto Paixão, entre outros, eram acusados de corrupção desportiva.

 

Numa primeira investigação, o Ministério Público arquivou o processo, que viria, mais tarde, a ser reaberto pela procuradora-geral adjunta Maria José Morgado, directora do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, que deduziu acusação.

O processo viria, no entanto, a ser arquivado pelo tribunal de primeira instância, decisão contestada por Maria José Morgado, que recorreu para a Relação, que voltou, agora, a decidir pelo arquivamento. ".

- Fonte: "O Jogo".

 

 

Pois é, nada de novo...mais um processo que, depois de já ter sido arquivado pelo M.P., foi reaberto pela "equipa especial" da inenarrável maria josé "saldanha sanches" morgado, que, posteriormente, deduziu acusação, apenas para ver o Tribunal de 1.ª Instância e o Tribunal da Relação não lhe dar razão.

Gostava de ver a cara do não menos inenarrável ricardo costa, presidente da Comissão Disciplinar da Liga...ele condenou, os Tribunais absolveram.

Isto só vem demonstrar, se dúvidas houvesse (e não havia) que a Comissão Disciplinar da Liga queria, a todo o custo, condenar o F.C.Porto e o seu Presidente.

Depois desta decisão do Tribunal da Relação do Porto, só resta um caminho ao Presidente da Comissão Disciplinar da Liga...DEMITIR-SE!!!

Na verdade, se tivesse vergonha na cara, tinha-se demitido logo após a decisão do Supremo Tribunal Administrativo no sentido de que as escutas obtidas no âmbito das investigações que deram origem ao processo "Apito Dourado" não podiam ser utilizadas fora do âmbito desse processo, ou seja, não podiam ser utilizadas pela Comissão Disciplinar da Liga em sede de processo disciplinar.

Enfim, tudo o que não seja a demissão do Presidente da Comissão Disciplinar da Liga, acompanhada de um pedido de desculpa ao F.C.Porto e ao seu Presidente será lamentável...

 

P.S.1: É impressão minha ou a maria josé "saldanha sanches" morgado e o Robert Smith (vocalista dos "The Cure") - ver fotos supra - são uma só pessoa? A verdade é que nunca foram vistos no mesmo sítio e à mesma hora...

P.S.2: O M.P. tinha arquivado, e bem, este processo...depois, vem esta "equipa especial" de lisboa que começa a reabrir inquéritos, só porque sim, e no fim o resultado é o que está a vista...quem tinha razão, quem fez bem o seu trabalho, foi o Procurador do M.P. que, inicialmente, tinha arquivado o processo.

Quem é que vai pagar o mau trabalho da dita "equipa especial"? Os contribuintes.

Quem é o responsável? A culpa vai, seguramente, morrer solteira...

 

publicado por Joca às 20:03
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
16
17
18
21
22
24
25
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO