Sábado, 31 DE Outubro 2009

 

Depois dos benefícios das arbitragens ao benfica, começa agora uma nova fase...prejudicar o F.C.Porto.

Na 1.ª parte do jogo contra o Belenenses foi anulado um golo limpo a Farías.

O avançado portista encontrar-se-ia em fora-de-jogo se o passe tivesse sido feito por um jogador do F.C.Porto.

Acontece que Farías recebeu a bola de um jogador do Belenenses, logo, não havia fora-de-jogo.

E assim se roubam 2 pontos...

Gostava de saber o quê que certas pessoas que escrevem neste blog têm a dizer sobre isto?

publicado por Joca às 14:56

 

Meus caros,
 
Muito se fala dos melhores. As coisas são sempre assim, os melhores são mais comentados e expostos. Por isso neste blog muitas vezes as contas do FCP forma muitas vezes discutidas.
Hoje, para varias vamos analisar as contas do SLB.
A Benfica SAD registou perdas de 34,8 milhões de euros no exercício de 2008/09, que comparam com lucros de 116 mil euros na época anterior.
Os resultados operacionais foram igualmente bem encarnados, na ordem dos 30 milhões de euros.
O passivo da SAD ascende aos 178 milhões e os capitais próprios estão também no vermelho: 11,8 milhões de euros negativos.
As receitas caíram devido ao mau desempenho desportivo, já que o clube esteve fora da Liga dos Campeões, e os custos subiram devido às indemnizações e às saídas negociadas, nomeadamente com a anterior equipa técnica, liderada por Quique Flores.
«Valores significativamente negativos», assume a SAD encarnada, adiantando que os mesmos são «apenas comparáveis com o prejuízo superior a 37 milhões de euros apurado em 2000/2001». Foi assim interrompido um ciclo de dois anos consecutivos de resultados positivos, que a SAD quer retomar «no mais curto espaço de tempo possível».
Os activos da SAD valem 166,8 milhões de euros, mais 12,7%, graças aos direitos desportivos de atletas. Com o fundo de jogadores Benfica Stars Fund, o clube embolsou 22 milhões de euros e espera vir a encaixar 40 milhões!!

(sublinhado meu)

Até Breve

publicado por AR às 12:39
Sexta-feira, 30 DE Outubro 2009

 

Meus caros,
 
Depois de esta semana muito se ter falado de um individuo que não vale um vintém, apesar de alguns insanos o tentarem comparar com o Mourinho, volto hoje ao tema das contas da SAD do FCP. Isto por duas ordens de razões: foram 4ª feira apresentadas e votadas, por um lado, e porque o presidente do Benfica, depois de muito apregoar veio ontem afirmar que vai vender um jogador. Resta saber qual, para quem e por quanto, mas veremos.
As contas do FCP demonstram que teoricamente e contrariando aquela que tem sido a tendência dos últimos anos, o FC Porto não vai precisar de vender jogadores no próximo Verão para cobrir o orçamento de 81,5 milhões de euros para o exercício 2009/2010 aprovado ontem por maioria em Assembleia Geral Ordinária da SAD. As receitas já garantidas atingem os 89,9 milhões de euros e não dependem da inclusão de mais-valias decorrentes da venda de jogadores, prevendo-se ainda que o resultado do próximo exercício, tal como aconteceu nos últimos três, seja positivo, desta feita em cerca de 3 milhões de euros.  Lembro que, apesar de uns mais distraídos e outros por mera ignorância têm dificuldade em perceber que esta é uma das razões pelo qual o passivo não diminuía ao ritmo das receitas pois, tinham sempre que cobrir os orçamentos do ano seguinte.
Este é um valor que pode variar de acordo com a prestação da equipa na Liga dos Campeões, prevendo o orçamento aprovado uma receita próxima da conseguida na última temporada. Sem a necessidade de dividir o market pool por ser a única equipa portuguesa na prova e com o aumento generalizado dos prémios pagos pela UEFA, um rendimento desportivo semelhante ao da última temporada pode até garantir receitas mais elevadas.
Como nota de rodapé, pode referir-se que, a manter-se o cashflow actual, de acordo com os dados da SAD portista, seriam precisos apenas dois anos para resolver definitivamente o passivo. Sublinhe-se igualmente que no capítulo das dívidas aos bancos, à data do fecho do último exercício, FC Porto devia 76 milhões de euros, sendo que no final de Setembro já estavam liquidados 17 milhões de euros, reduzindo o total em dívida para 59 milhões de euros fruto das verbas recebidas pelas vendas de Lisandro, Cissokho e Ibson, mas também por Quaresma e Pepe.
Entretanto, a Assembleia Geral aprovou igualmente por maioria as contas relativas ao exercício de 2008/09, tendo igualmente sido aprovada uma declaração sobre a política de remuneração da administração, onde se reafirma a recusa de recebimento de qualquer prémio pelo desempenho da SAD caso a equipa principal de futebol não garanta o primeiro lugar no campeonato.
 
 
 
(sublinhado meu)
 
Abr Champions
publicado por AR às 10:31

Jorge Jesus é o homem do momento..

Para uns é porque colocou a equipa a jogar um futebol de ataque, vistoso e atractivo, que tem ganho grande parte dos jogos e muitas vezes com resultados deveras dilatados. Conseguiu pegar num conjunto de bons jogadores (uns jovens que eram rotulados de craques mas que nada faziam e noutros mais velhos a quem já vaticinavam o fim da carreira) e conseguiu uni-los de forma a formarem uma equipa compacta, unida e que joga de forma entusiasmante..
Para outros é porque fala demasiado, fala do que sabe e do que não sabe, cometendo gafes atrás de gafes. Porque provoca outros treinadores, porque se intromete no trabalho e na rotina dos seus adversários com palpites e com teorias suas. Porque é mal-educado e provocador, porque faz gestos despropositados e diz mais disparates..
 
Mas este post não tem como principal intenção falar bem ou mal de Jorge Jesus, mas sim mostrar que o que ele é agora no Benfica não é muito diferente do que foi noutros clubes. Simplesmente agora tem muito mais protagonismo por estar num grande e porque tem uma projecção mediática praticamente diária enquanto antes só se lembravam dele meia dúzia de vezes por ano, normalmente quando as suas equipas iam defrontar um dos grandes..
No passado, Jesus conseguiu coleccionar uma boa quantidade de gafes, bacuradas e atribuiu a si mesmo uma série de feitos e façanhas que a todos nos fez rir. Sempre foi demasiado arrogante, convencido e emproado e conseguiu coleccionar uma catrefada de “amigos” no futebol português:
Augusto Inácio - Substituiu Jesus no Felgueiras, e foi logo acusado por Jesus de lhe roubar o bloco onde estavam os seus segredos das bolas paradas (até mostrou vídeos para provar a teoria). Inácio referiu que Jesus seria “um bom treinador, mas um mau homem. Tem pouca cultura e escassa formação".
Carlos Azenha - Zangaram-se quando Jesus abandonou o Setúbal e Azenha (na altura era seu adjunto), manteve-se no cargo. Jesus apelidou-o de "traidor" e o caso foi parar aos tribunais.
Domingos Paciência - Substituiu Jesus no Braga e criticou logo a condição física dos jogadores e disse também que a equipa tinha obrigação de fazer melhor em todas as competições do que na época passada. Quando foram eliminados da Europa, Domingos atribuiu culpa ao mau planeamento de época do seu antecessor e Jesus sacudiu as culpas, mas quando o Braga começou a vencer, Jesus puxou a si os méritos por ter escolhido os jogadores e ter formado a equipa.
José Mota - Na época passada, trocaram palavras a propósito de Beto. Jesus disse que este era demasiado baixo para poder vir a ser um guarda-redes de topo e Mota pediu "respeito" e disse algo como "Quem quiser falar, que fale dos dele e deixe os outros em paz.
Manuel Machado - Há duas épocas, quando treinava o Braga, Machado atirou-se a Jesus, acusando-o de estar a preparar - juntamente com a Direcção do clube - a sua sucessão. Entre outras coisas, Machado já referiu que nunca o irão ver a mascar chicletes de boca aberta ou a dizer palavrões para dentro do campo. No final da época passada, Machado congratulou-se por ficar à frente do “mestre da táctica”.
 
Logo, como podem ver, o comportamento de Jesus não mudou por ter chegado ao Benfica ou por estar a ganhar, ele sempre foi conflituoso e arrogante! Eu preferia que Jesus se concentrasse apenas na equipa do Benfica e mantivesse as vitórias e os resultados, que deixasse as provocações estúpidas e as faltas de educação.
Mas obviamente que tenho de reconhecer o bom trabalho que ele fez na equipa, pela forma que a equipa joga e pelos resultados que tem conseguido! Eu concordo com a opinião de Inácio, Jesus é um bom treinador, mas como homem, falta-lhe muita coisa!
publicado por Spaceship às 09:45
Quinta-feira, 29 DE Outubro 2009

Antes de responder ao amigo Fredy, apenas deixo aqui as imagens da suposta falta barbara cometida sobre o Ruben Micael. Para os mais distraídos....no campo superior direito aparece já 4-1, mas este é o tal lance da polémica, que como é obvio passou em repetição logo a seguir ao golo.

 

 

Espero que em vez de engolirem  as declarações do treinador do Nacional, observem as imagens e verifiquem se existe alguma falta. Falar sem saber fica muito mal.

publicado por lmb às 12:02

 

«Um vintém é um vintém e um cretino é um cretino. Há coisas que não mudam por muito que a gente pinte de amarelo, de azul, de vermelho ou se encha jornais. São valores absolutos»
Manuel Machado, 26-10-2009
 
Esta frase proferida, em directo, pelo meu técnico de eleição em Portugal, não podia ser mais correcta. Corria o minuto 60 e o Benfica fazia o 4-1 na sequência de uma falta grosseira não assinalada sobre um jogador do Nacional (já o 3-1 que matou o jogo foi da forma que se viu, mas isso tem a ver com a deliberação da UEFA sobre os lances com o Aimar nas áreas adversárias), Jorge Jesus virava-se para o seu homólogo adversário e acenava com 4 dedos, num gesto pequenino de completa grosseria. “Fair play” também é saber ganhar… se acompanhassem a Champions, os meus colegas saberiam que o último slogan resume-se a apenas uma palavra: “Respect”.
 
Já houve quem comparasse Jesus a Mourinho, mas quem o fez esqueceu-se de uma coisa muito importante… Mourinho era (e é) um arrogante/confiante com classe. Essa arrogância começa nos “mind games” que antecedem os jogos, prolonga-se nos festejos dentro do campo e acaba nas flash interviews que concede. O Mourinho que em Manchester entrou pelo campo e festejou em cima dos jogadores do Porto, que afirmou que o FCP ia ser campeão no ano seguinte ao da sua chegada e que disse que o SCP ia pagar as favas depois da derrota na Supertaça Europeia, fê-lo com altivez mas sem tacanhez de querer agredir o adversário… era capaz de ser provocador com Sir Alex Ferguson, mas dentro de um patamar de rivalidade que não o impedia de ter a cortesia de beber um copo de vinho com ele em dias dos jogos. Reconhece a sua própria agressividade e jamais apareceu a branquear as suas atitudes. Criou inimizades pelo discurso e pelo sucesso, não pela falta de chá ou ataques ignóbeis aos seus homólogos!
Jorge Jesus é de uma raça diferente… é pavão e ao mesmo tempo medricas. Esconde-se em discursos de falsa modéstia pintalgados com alarvidades de “defesa em zona nos cantos” mas depois explode em gestos de má educação quando as coisas lhe correm de feição durante os jogos. Faz lembrar o Leyton Hewit dos courts de ténis: com algum talento, mas sem estrutura mental para lidar com o sucesso a longo prazo. Esse é justamente o problema dele… a falta de preparação para lidar com esta onda de euforia encarnada. Esta semana foi sintomático: perdeu a cabeça com o sucesso, fez a figurinha triste que se viu e, sem a resistência mental para manter essa postura, desculpou-se com gestos de defesas em linha e (pasmem-se!) acabou a elogiar quem minutos antes lhe tinha chamado cretino em directo para o país... mas alguém imagina o Mourinho a ter tal atitude?
Não há dúvida que o homem está a fazer um bom trabalho e a subir uns degraus na pirâmide do sucesso. Mas para bem dele, é bom que não tropece lá em cima… porque já se viu que pode não ter a audácia necessária para se voltar a equilibrar.
 
Sobre o acto do Jesualdo, é caso para dizer: quem foi cabecinha luminosa que se lembrou disto, e o que é que isto tem a ver? O Sr. Ika merece a menção honrosa para o “raciocínio-mais-perspicaz-na-categoria-menores-de-6-anos”.
Ora vamos lá explicar: um gesto menos próprio de alguém que está sobre a pressão do lugar e reagiu a quente a uma provocação de desconhecidos, de resto exemplarmente castigado pelas entidades e devidamente censurado pelos adeptos racionais (eu incluído), nada tem a ver com o sucedido esta semana. Os mais demagógicos (ou infantis) como o Sr. Ika ainda não perceberam que o que está em causa não é o “gesto” (tal faria sentido na escola primária), mas sim a falta de respeito entre colegas de profissão, numa profissão em que se exige alguma autoridade e exemplo. Mas dizer isto a um apóstolo incondicional do seleccionador que andou ao murro com Dragutinovic, é como lutar contra moinhos de vento!!!
 
Agora percebo o porquê de determinadas Ordens profissionais levarem a Deontologia tão a sério… parece que há alguns indivíduos que saem da faculdade com integridade tosca e sem sentido de respeito (embora ainda acredite não ser esse o caso de nenhum dos presentes). Custa-me no entanto compreender como é a Igreja Católica, que assenta os seus pilares no respeito pelo próximo, entrega a responsabilidade da formação moral de crianças a indivíduos que batem euforicamente palmas aos que ignoram por completo este mandamento.
 
Por fim, uma palavra para o Sr. Spaceship que parece também começar a ficar cego com esta euforia vermelha… com que então podemos comparar os lances dentro do campo entre jogadores com esta atitude lamentável entre dois treinadores!?!? Ao contrário do outro, tenho-o em boa conta, por isso vou fingir que a ceguez (ainda) não o impede de distinguir a virilidade e excessos dentro das 4 linhas de um desporto (que os há em qualquer modalidade) com atitudes baixas de mau ganhar e falta de respeito de um líder. Parece-me a mim que se está a esquecer que o futebol acontece entre aqueles 22 que estão lá dentro, e repito, em qualquer modalidade existe um árbitro para defender a integridade desses praticantes dos excessos que por vezes surgem… agora por favor não me venha dizer que isso desculpa per si, qualquer acto entre treinadores que seja menos grave do que arrancar olhos!
Sr. Spaceship, esperava mais de si… ainda por cima era sempre o primeiro crítico dos excessos dos dirigentes do nosso futebol e defendia que o exemplo devia vir de cima… mudou de crença anteontem, ou já não lhe convém defender essa corrente filosófica tão budista e politicamente correcta???
 
Abraço Champions
 
 
PS: Mais uma vez este texto, que inicialmente previsto como comentário ao post “O Benfica continua fraquinho…”, surge como post, desta vez por exceder o número limite de caracteres permitido em comentários. Desculpem, mas havia demasiado a ser dito a estes discípulos cegos de Jesus, até anteontem missionários da educação, respeito e bons costumes. Eu sei que andam na amargura há demasiado tempo para conseguirem manter a postura nestas vitórias folgadas, mas ficar-vos-ia melhor ganhar sem estas mesquinhices próprias dos famélicos e sôfregos de sucessos!!! A sério, olhem que seriam mais respeitados.

 

publicado por fred às 01:47
Quarta-feira, 28 DE Outubro 2009

 

publicado por Spaceship às 16:51

No seguimento do post Haja Coerência, em que se defendia que tendo o Lisandro sido castigado por enganar o árbitro ao simular uma penalidade inexistente, também o Aimar tinha que ser castigado, cumpre referir o que vem na edição de hoje (28/10/2009) do jornal Ojogo:

 
«Aimar deve escapar a uma punição por parte da Liga, apesar de ter simulado falta na área de Felipe Lopes. O artigo 122, nº 2, do Regulamento Disciplinar da Liga prevê que um jogador seja punido por simular "de forma evidente falta inexistente" uma falta, desde que obtenha "benefício para a sua equipa na atribuição final dos pontos em disputa". Como o jogo terminou 6-1, esta situação não se irá colocar.»
 
Quando comentei o post acima referido, defendi logo que o Aimar também tinha que ser castigado. No entanto, e à luz dos regulamentos (que eu desconhecia), as situações são distintas. Lisandro simulou um penalty com o resultado em 0-1 e graças a essa grande penalidade ficou 1-1 e acabou assim, logo teve influência directa na atribuição final dos pontos. Já o Aimar, simulou o penalty com resultado em 2-1, graças a essa penalidade, passou para 3-1 e terminou 6-1, pelo que não houve influência na atribuição final dos pontos (algo que Manuel Machado também referiu prontamente na flash interview).
Assim sendo, e de acordo com este regulamento, Aimar não deverá ser castigado, mas eu continuo a considerar que se um jogador simula um penalty e com isso engana o arbitro, deve sempre ser punido, independentemente do penalty ser ou não convertido e de a sua conversão ter ou não influência na atribuição dos pontos. Considero que havendo batotice, esta deve sempre ser punida!
publicado por Spaceship às 12:22
Terça-feira, 27 DE Outubro 2009

Caros amigos o Miguel Souta Tavares é conhecido por ser um adepto fanático do FCP, e muitas vezes cego a defender o FCP e a atacar o Benfica. Mas até ele consegue ver aquilo que até ao momento se está a passar. Deixo aqui parte do texto dele escrtio no jornal ABOLA

 

 

"E acontece ainda ( a verdade é para ser dita) que o Benfica está a jogar um grande futebol, que dá gosto ver. Não é apenas a impressionante média de 3,5 golos por jogo, ou a cadência de jogo ofensivo do quarteto sul-americano do ataque (Di Maria, Aimar, Saviola, Cardozo). É também uma coisa que há muito, muito tempo, não se via ao Benfica: o prazer de jogar, o respeito pelo público, a vontade de fazer cada vez mais e melhor e a sensação de que ali está a nascer uma verdadeira equipa e não apenas um lote de jogadores momentâneamente inspirados. Confesso que estava longe de esperar tanto do Benfica de Jorge Jesus. Não sei se isto é para durar e se continuará assim quando chegarem os jogos a doer – já no próximo fim-de-semana, em Braga. Mas, para já e por enquanto, caramba, que diferença para o Benfica dos últimos anos, que tanto reclamava e apregoava e tão pouco jogava!"
 

Espero que assim os meus amigos possam ser ajudados na cegueira pela qual estão a passar e possam concluir que não são os eventuais livres mal assinalados a 30 metros da baliza, ou os penaltys duvidosos com os jogos resolvidos, que estão a dar origem a esta onda de resultados.

publicado por lmb às 18:14

        

 

"O avançado do FC Porto, Hulk, integra a convocatória elaborada pelo seleccionador do Brasil, Dunga, para os jogos particulares com Inglaterra (14 de Novembro) e Omã (17)."

- Fonte: "Record".

 

Gostava de saber o quê que o cromo do António Pedro Vasconcelos ou o imbecil que faz os comentários na TVI têm a dizer sobre esta convocatória...segundo esses grandes entendidos, o Hulk não vale nada.

 

P.S.: não me venham falar no Luisão (continuo a achar que não vale nada...o David Luiz é muito melhor) ou no Ramires (este sim, bom jogador).

Quer um, quer outro já tinham nome feito no Brasil, aliás, antes de chegarem ao benfica já tinham jogado na Selecção brasileira.

Como qualquer pessoa atenta sabe, é muito mais difícil que um jogador que saiu do Brasil sem ser conhecido (como é o caso de Hulk) seja chamado à Selecção.

 

publicado por Joca às 15:56
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
19
20
21
24
25
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO