Segunda-feira, 29 DE Março 2010

A jornada iniciou-se na sexta-feira com o Sporting a visitar o Marítimo. Os visitantes, sem puderem contar com Carriço, Moutinho e Veloso, fizeram um jogo fraco e foi sem surpresa que perderam por 3-2. A destacar apenas o facto de João Pereira ter marcado mais um golo (o terceiro da época e o segundo desde que está no Sporting) e que pode ser o melhor lateral direito para a selecção face à ausência de Bosingwa. Ah.. e Pongolle que se estreou a marcar, primeiro na própria baliza e já nos descontos marcou na baliza certa a converter uma grande penalidade.. já vez mais que o Caicedo..

 

Sábado, jogou-se aquele que a comunicação social apelidou de “o jogo do título”.. Eu ainda não quero entrar por aí porque ainda há muito jogo pela frente, mas que foi um jogo importante e com muito peso na classificação final, isso foi, nem que fosse pelo simples de se defrontarem os dois primeiros classificados!

Começou bem melhor o Benfica que fez uma excelente primeira parte, dominando completamente o jogo e criando várias oportunidades de perigo. O golo, já nos descontos da primeira parte, acabou por premiar a única equipa que tinha feito algo pelo golo até então! Na segunda parte, o Braga entrou melhor e mais destemido, procurando chegar à baliza do Benfica e criando (finalmente) oportunidades de golo. O Benfica aproveitou o crescimento do Braga para jogar em contra-ataque e também criar as suas oportunidades de golo. Embora ambos tivessem criado duas ou três boas ocasiões, o resultado não se alterou.

Uma nota para a infeliz lesão de Mossoró que acabou a época.

 

Finalmente, no domingo, assistimos ao regresso de Hulk! E que regresso!

Voltou o jogador que no ano passado passeou força e talento nos nossos relvados, muito melhor que o Hulk que tínhamos visto durante esta época! Fez um jogo grandioso, com duas assistências e um golaço!

Esta excelente exibição foi determinante para a vitória folgada por 3-0 face ao Belenenses. O FCP ganhou com alguma tranquilidade a um Belenenses que começa a ver a sua situação muito complicada. Embora seja de referir que o primeiro golo, foi obtido com Rolando em fora-de-jogo, também é verdade que não houve qualquer falta de Hulk no lance em que Falcao acabou por introduzir a bola na baliza já perto do final..

 

Contas feitas e com 18 pontos ainda em disputa, o Benfica leva 6 pontos de avanço para o Braga e este encurtou para apenas 5 pontos a vantagem para o Porto, o que indicia que para além de se lutar pelo título, também ainda se luta pelo acesso à Champions.

Na luta pela Europa, o Sporting já está a 12 pontos do Porto e tem apenas mais 2 que o Guimarães que é o 5º, seguem-se o Leiria a 3, dps o Paço a 1, o Marítimo a 2.

Na luta pela descida, o Belém lidera, tendo 4 pontos de atraso do Leixões, que já vê a Olhanense e o Setúbal a 5 pontos, a Académica tem mais 1 ponto que estes e está quase garantida..

publicado por Spaceship às 23:11

                                                        

 

Parece que o Hulk da época passada está de volta.

O golo (golaço!) e as duas assistências frente ao Belenenses fizeram-me recordar o Hulk que passeou classe pelos relvados nacionais e internacionais na última temporada.

Espero que exibições como esta se repitam no futuro.

Hulk (o da época passada, não o desta) tem tudo para ser um dos melhores jogadores do Mundo.

publicado por Joca às 00:21
Quinta-feira, 25 DE Março 2010

Como sabem também não tenho qualquer formação jurídica, mas tenho sempre uma opinião! Má ou boa, é tão válida como a de qualquer outro..

E a minha opinião é a de que os grandes culpados disto tudo são os clubes, onde se incluem, o FC Porto e o SL Benfica, para além de todos os outros que disputam a 1ª e 2ª Liga.

Independentemente da honestidade das pessoas que estão à frente da Liga e do seu CD ou da FPP e do seu CJ, independentemente dessas pessoas serem mais ou menos (in)competentes ou das suas preferências clubistas, considero que os clubes são os principais culpados por Hulk (e Sapunaru) terem estado tanto tempo castigados.

Foram os clubes que decidiram e aprovaram um regulamento em que apenas existem duas categorias de pessoas, os que são intervenientes no jogo e os que estão ao “mesmo nível do público”. Ou são uma coisa ou outra, não há mais hipóteses. E isto para não voltar a falar no absurdo que é a diferença da moldura penal que se aplica a agressões a uma e a outra categoria..

Quer o CD da Liga, quer o CJ da FPF fizeram várias referências às falhas dos regulamentos em vigor e esse é o problema que gerou tudo isto!

 

Segundo o CD da Liga, os stewards (ou assistentes de recinto desportivo) são intervenientes. Segundo o entendimento do CJ da FPF os únicos que podem ser intervenientes são “os delegados dos clubes, as pessoas que desempenham funções no quadro das equipas em confronto (treinadores, massagistas, médicos), o director de segurança,  o director de campo e o delegado da Liga", e embora não tenham referido neste acórdão, mas pelo facto de já terem sido referidos em anteriores decisões (vejam o meu post intitulado “jurisprudência”) também foram considerados os bombeiros, os maqueiros, os delegados da Liga, os polícias e o pessoal de assistência médica.

Até aqui tudo bem, mas para mim, não se podem colocar os stewards e o público no mesmo saco, única e exclusivamente pelo facto de existir uma lei (a Portaria do Governo 1522-C/2002) que tornou obrigatória a utilização de um sistema de segurança privado em jogos que se realizem em estádios com lotação superior a 25 mil espectadores. Qualquer clube cujo estádio tenha lotação superior a 25.000 espectadores e que não assegure a presença de seguranças privados pode ser punido pelo Ministério da Administração Interna. Ora não existe nenhuma lei que obrigue a que haja público nos estádios..

Terá que haver uma revisão dos regulamentos, de modo a criar uma nova categoria onde encaixem os stewards e onde as suas acções (provocações e tudo o mais) sejam seriamente castigadas, reflectindo-se os castigos pesadamente no clube que joga em casa (e não as meras multas de valor pecuniário ridículo).

 

No entanto, e uma vez que não existe mais nenhuma hipótese e, à luz dos regulamentos aprovados pelos clubes, apenas se pode enquadrar os stewards ou como sendo intervenientes no jogo ou como público, então do mal o menos, antes pecar por defeito do que pecar por excesso!

Pelo que, tendo em conta que apenas se podiam aplicar uma destas duas molduras penais, sou a favor da aplicação agora dada pelo CJ da FPF.

 

Por fim, queria apenas lembrar que quando Cantona agrediu um adepto do Cristal Palace que estava no meio do público a provocá-lo, foi suspenso imediatamente por um ano pelo Manchester United, e enquanto a federação inglesa aplicou uma suspensão de 8 meses (foi ainda condenado em tribunal, a pena de prisão transformada em 120 dias de trabalho comunitário).

publicado por Spaceship às 18:21

Caríssimos,

 

Parece que vieram dar-nos razão… aguardarei por outro volte face, mas caso este não surja estaremos perante mais uma farsa que o Dr. Ricardo Costa, ao melhor estilo Juiz Decide de Hollywood, magicou para prejudicar o IV Campeão. Realmente ter pessoas da casa na Liga dá os seus frutos, como profetizou o Orelhas! Há quatro anos tivemos o Estorilgate, este ano tivemos o Tunelgate… e o vencedor será previsivelmente o mesmo.

 

Fiquei ao mesmo tempo, contente e revoltado com esta revogação. Contente porque é sempre bom saber que temos razão, e revoltado porque nada poderá apagar a farsa ou restituir a verdade desportiva dos últimos quase três meses. A ausência em questão até poderá não justificar tudo, estou de acordo… mas nunca saberemos que teria sido com este esplêndido jogador em campo.

Se fiquei contente/revoltado com a revogação, confesso que jubilei com a demissão do Hermínio Loureiro, apenas o só porque estou habituado a viver num país em que a culpa morre solteira.

Para mim, será sempre o escândalo maior de uma época que prejudicou, e muito, o Porto.

Arrisco dizer que terá sido a maior bronca da Liga na sua breve existência… ao lado disto, qualquer bacorada do Major terá sido uma brincadeira de crianças.

 

Muito se tem falado nestas últimas horas pelo que analisarei esta situação em duas partes distintas.

 

1. Enquadramento

 

Antes de mais, relembro que não tenho formação jurídica, pelo que qualquer argumento aqui esgrimido é baseado em puro bom senso e em algumas opiniões auscultadas.

 

Sobre o critério aplicado, quer o primeiro quer este que agora vingou serão discutíveis mas entendo que este último é muito mais equilibrado e razoável do que o anterior. E passo a explicar porquê, com honestidade:

Entendo como “intervenientes do jogo” quaisquer indivíduos que detenham responsabilidades nas entidades que participam no jogo. Falo dos jogadores, treinadores, dirigentes, árbitros, delegados cujas entidades que representam podem ser responsabilizadas por qualquer irregularidade.

Mais, é crucial que os eventuais infractores que sejam “intervenientes do jogo” possam ser individualmente responsabilizados e penalizados pela sua conduta pelos Clubes, Liga, Federação ou qualquer outro organismo desportivo pelo mesmo peso e a mesma medida.

O que eu não posso aceitar é que um mercenário colocado numa zona (que deveria ser) neutra, que responde profissionalmente a uma entidade que está completamente fora da esfera desportiva (é apenas um outsourcing) e não detenha um função de responsabilidade social (como a PSP), seja portador de um estatuto que o proteja e lhe permita envolver-se em quaisquer tipos de provocações sem que estas não resultem em penalizações ou castigos para o indivíduo. Se realmente lhe quiserem auferir aos stewards essa impunidade para provocar, então eles deverão ficar enquadrados com as restantes pessoas que a têm, o público em geral (a quem reconheço o direito de provocar) e consequentemente responder no mesmo quadro legal que estes.

 

Por fim,

Para os que me dizem que os stewards são necessários para a organização de um desafio e como tal “intervenientes” desse jogo, eu respondo, também o são controladores dos torniquetes ou os marcadores das linhas do relvado.

Para os que me dizem que eles só estão ali, porque efectivamente há um jogo, eu respondo, também o público!

 

 

2. Implicações

 

Aguardo que esta decisão tenha consequências na estrutura da Liga além da que assistimos, e espero que o FCP faça tudo para se ver ressarcido do enorme prejuízo desportivo e financeiro que foi o de ter dois activos do clube (um com inegável preponderância na equipa e, na altura, convocado para o Escrete) incorrectamente afastados durante mais de 13 jogos do clube.

 

Fazer cálculos seria no mínimo estúpido. Haverá apenas a certeza que o Hulk (como sou sério nem vou referir o Sapunaru, já que até o Miguel Lopes é melhor do que este) fez uma enorme falta, pelo jogador que é e pelas lesões que assolaram o nosso plantel. Nunca saberemos como teriam corrido as coisas com ele em campo… e consequentemente a verdade desportiva será sempre uma incógnita.

 

O Jesualdo referiu ontem inteligentemente que a 22 de Dezembro o Porto estava em crise… uma crise a 4 pontos dos líderes (que efectivamente estavam melhores que nos anos anteriores), e cabalmente qualificado para os 1/8 da Champions. Nos 9 jogos para o campeonato que se seguiram, com 27 pontos em disputa, o Porto perdeu 9… e isto são factos.

Hoje o Porto está a 11 e 8 pontos… o Hulk poderia ter feito a diferença? Booh, nunca saberemos. Até podia acontecer que com ele em campo não ganhássemos 5-2 ao SCP ou 5-1 ao SCB, mas ninguém me pode garantir que com ele em campo, em qualquer um dos jogos que terminou com um desfecho negativo, o Hulk não teria marcado um golo no inicio quando tudo ainda estava a zeros e o resultado fosse diferente. Talvez sim, talvez não… são suposições que nem a bruxa conseguirá certificar.

 

Dir-me-ão que a ausência do Hulk não justificará, per si, a má época do Porto, mas decerto que concordarão que um jogador daquele calibre pode decidir um jogo, estando ele em boa ou má forma. Além disso ter o Hulk em campo significaria ter dois adversários de olho nele, libertando os colegas dessa marcação. Por outro lado permitiria aliviar os restantes jogadores da enorme carga de jogos que realizaram decorrente da falta de substitutos disponíveis.

É igualmente previsível que Hulk teria sido titular em 90% dos jogos que falhou, e já nem falo nos jogos recentes em que o Porto não teve 3 avançados para formar o tridente ofensivo.

 

Paralelamente à questão da presença ou ausência do jogador, há outras questões ainda mais difíceis de quantificar. A questão financeira de ter dois internacionais impedidos de jogar, dois activos do clube que desvalorizaram (ou não valorizaram) como poderiam, e ainda a questão psicológica de um plantel que se viu debaixo do fogo da Liga, ou da influência do Hulk no jogo colectivo e consequentemente no rendimento dos colegas. Limitar esta questão aos eventuais golos e prestações do jogador é muito redutor e pouco sério.

 

 

De resto, e aqui entre nós… não era nada que eu não esperasse dado o passado recente de acusações ao Porto: quando estas saem do âmbito do CD da Liga, normalmente absolvem ou são menos penalizadoras para o clube… e assim há-de continuar enquanto estiverem por lá algumas toupeiras.

Não são coincidências, são fatalidades! E uma grande VERGONHA!!!

 

Abraço Champions

publicado por fred às 15:45
Quarta-feira, 24 DE Março 2010

O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol decidiu reduzir a pena dos jogadores Hulk e Sapunaru para 3 e 4 jogos de suspensão, respectivamente. Esta decisão arrasa completamente os castigos impostos pela Comissão Disciplinar da Liga que eram de 4 e 6 meses, respectivamente!

 

Ou seja, Hulk já pode jogar. Caso este castigo tivesse sido aplicado logo na altura, Hulk teria perdido o jogo da taça de Portugal contra a Oliveirense, taça da Liga contra o Leixões e o jogo da jornada 15 contra o Leiria. Sapunaru teria perdido ainda o segundo jogo da taça da Liga contra a Académica..

 

Relativamente ao castigo de três meses aplicado a Vandinho, o mesmo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol decidiu negar provimento ao recurso apresentado pelo Braga e manteve o castigo.

publicado por Spaceship às 15:30
Terça-feira, 23 DE Março 2010

O Benfica voltou conquistar a Taça da Liga e passou a ser o clube com mais taças da Liga.

 

O Porto sofreu um grande contratempo na véspera do jogo com a lesão de Varela, pelo que mesmo quase sem extremos no plantel, Jesualdo continua a apostar cegamente no habitual 4-3-3, desta feita com Belluschi numa das alas. Além desta alteração, Jesualdo mexeu também na baliza, alinhando com Nuno, o 3º guarda-redes da equipa, mas que foi o habitual titular nesta competição.
O Benfica também mexeu na equipa, fruto de ter jogado com o Marselha 72h antes. Jesus voltou a entregar a baliza a Quim (titular indiscutível no campeonato e que apenas tinha feito um jogo nesta competição), fez descansar Javi Garcia, Ramires, Saviola e Cardozo, jogando nos seus lugares, Airton, R. Amorim, C. Martins e Kardec. Desta feita, em vez do habitual 4-4-2 losango, terá jogado num 4-4-1-1.

O primeiro remate do jogo pertenceu a Cristian Rodriguez ao qual Quim correspondeu com boa defesa. Pouco depois e no primeiro remate do Benfica à baliza, R. Amorim remata de longe, rasteiro e à figura, mas Nuno deixou a bola escapar-se para a baliza de forma quase inacreditável!
O golo madrugador teve impacto no jogo, com o Benfica a jogar com calma, a controlar e a gerir o resultado, e o Porto com algum desnorte e sem grande motivação e clarividência para inverter o resultado. Só a chegar quase à meia hora de jogo, o Porto reagiu, com duas oportunidades criadas por Falcao e Beluschi mas que em nada resultaram. Pouco depois, ainda tiveram uma grande  oportunidade com um alívio do meio campo do Kardec que passou perto da baliza de Quim.
Em cima do intervalo, num livre frontal a cerca de 30 metros da baliza, Carlos Martins, desfere uma bomba ao canto da baliza e eleva a vantagem para 2-0.
Ao intervalo, Jesualdo retirou Miguel Lopes e Ruben Micael e fez avançar Fucile e Valeri, mas em nada melhoraram o desempenho da equipa (a 20mn do fim também entrou Orlando Sá para o lugar de Belluschi e também nada fez).
Na segunda parte, o Porto pouco ou nada fez e o Benfica dominou e controlou por completo a segunda parte. Depois de fazer descansar os mais desgastados C. Martins, Aimar e Kardec (lutou muito), fazendo entrar Ramires, Saviola e Cardozo, o Benfica voltou à sua táctica normal e acabou por fazer mais um golo, após uma bela combinação entre Saviola e Amorim, este atirou ao poste e na recarga Cardozo fez mais um golo.

Mais uma vez, o Benfica não precisou de fazer um grande jogo para ganhar ao Porto e Jesus voltou a ganhar tacticamente a Jesualdo..

 

Pela positiva, no Benfica, destaco Airton e Kardec que fizeram um bom jogo e deram tudo para justificarem a chamada à titularidade. David Luiz também teve um excelente pormenor após a marcação de uma fora lateral perto da área do Porto, passando de forma fantasiosa por dois adversários e rematando ao lado. Ruben Amorim e Carlos Martins, pelo que jogaram e fizeram jogar, foram os melhores em campo.

Do lado do Porto, o melhor em campo foi Fernando. Belluschi e Falcao também não estiveram mal.. mas estiveram muito sozinhos e
desacompanhados.

 

Pela negativa, destaco desde logo a ausência do Porto (treinador e jogador) nas conferências de imprensa conjuntas de lançamento do jogo. Foi a primeira vez que tal aconteceu.
Em segundo lugar, o mau comportamento das claques, desde os distúrbios nas áreas de serviço, a confusão na chegada dos autocarros dos Super Dragões e o arremesso das cadeiras e outros objectos para o relvado (sobretudo ao intervalo). Há que atribuir também responsabilidades às forças policiais (eram mais 1.100 elementos, onde estavam?)

Negativa ainda a Jesualdo que falhou tacticamente, foi incapaz de corrigir as coisas durante os 90mn e ainda foi capaz de dizer após o jogo que o Benfica nunca tinha sido superior ao Porto.. Imagino se tivesse sido..
E por fim, Bruno Alves! Voltou a ter comportamentos idênticos aos dos seus primeiros tempos ao serviço do Porto. Perdeu completamente a cabeça e o discernimento e, para mim, é um milagre como conseguiu acabar o jogo em campo. Protagonizou diversos lances em que poderia e
deveria ter visto um segundo amarelo que nunca lhe foi mostrado.. Embora seja um grande jogador e um defesa central competentíssimo, penso que lhe falta cabeça e calma para ser capitão de equipa. Ainda assim, notei que no final do jogo foi abraçar Aimar e Kardec. Esteve muito bem, mostrou fair play e desportivismo.

publicado por Spaceship às 09:13
Sexta-feira, 19 DE Março 2010

Por motivos de força maior, nenhum dos elementos deste blog teve a possibilidade de assistir aos jogos da segunda-mão dos oitavos de final na íntegra.

Eu vi meia hora do Marselha – Benfica (entre os 15mn e o intervalo) e dei algumas espreitadelas ao Sporting Lisbon – Atlético de Madrid. Mais tarde, tive hipótese de ver os resumos alargados e de ler os jornais.

 

O Benfica foi o primeiro a entrar em campo, às 18h entrou no Velodrome para tentar inverter o rumo da eliminatória. Pelo que vi e li, o Benfica foi a equipa mais forte, dominou o jogo e o adversário, teve bastantes mais oportunidades de golo que o adversário. Ao intervalo o Benfica já tinha atirado uma bola ao poste (tiro de Cardozo) e tinha visto o Di Maria permitir duas defesas ao Mandanda. Pelo meio, Taiwo tinha atropelado Ramires na área e tinha tocado uma bola com a mão, também na área, e ambas sem que o árbitro visse.

A segunda parte voltou a ter um Benfica mais forte e mais ofensivo, no entanto, o futuro ameaçou ficar negro quando Niang marcou aos 70mn no seguimento de um lance de bola parada.. Ainda assim, o Benfica não tremeu e passados 15mn conseguia empatar o jogo e a eliminatória num remate a 30m de Maxi Pereira (o defesa direito, marca dois golos nesta eliminatória). O Benfica continuou em cima do adversário e acabaria por conseguir o golo da vitória, ironicamente, no minuto 90. Depois de ter sofrido na Luz, no último minuto, marca no Velodrome no último minuto! Amor com amor se paga e Kardec tratou disso.

No final, os treinadores foram unânimes, foi uma grande vitória para a melhor equipa em campo.

 

Ainda antes deste jogo, já o Sporting – Atlético dava muito que falar! Depois de Salema Garção ter pedido aos adeptos para tornarem a visita de Simão e do Atlético difícil e ter pedido para serem recebidos em ambiente hostil, conseguiu acender um rastilho que culminou em pancadaria e agressões entre as claques (o líder da Juve leo chegou a falar para uma cadeia televisiva na escadaria de Alvalade, recordando Aljubarrota e dando conta da pancadaria entre portugueses e espanhóis). Foi uma bela imagem dada pelos adeptos portugueses e espanhóis, ainda para mais quando se pretende organizar um mundial em conjunto!!!!

Quanto ao jogo, é de salientar que o Sporting jogou muito desfalcado!

Em primeiro lugar, Carvalhal teve que alinhar com Abel, Polga, Caneira e Pedro Silva, as segundas escolhas para a defesa (J. Pereira impedido, Carriço lesionado, Tonel e Grimi castigados) e depois teve um episódio rocambolesco com Izmaelov que terá pedido para não jogar.

Graças a isto, mal entraram em campo, o Atlético marcou.. Liedson ainda empatou, mas Aguero voltou a marcar e em cima do intervalo, na marcação de um livre indirecto, a bola terá roçado em Polga e entrou na baliza (Polga faz o seu 3º golo em 7 épocas!!!!). Na segunda parte, o Sporting bem tentou dar a volta ao resultado mas não conseguiu.

Depois de ter sido eliminado da Champions com 4 empates em 4 jogos (passou o Twente com os golos fora e foi eliminado dessa forma pela Fiorentina), acaba por voltar a ser eliminado numa ronda com dois empates.

 

O sorteio para os quartos de final, ditou que o Benfica tivesse que defrontar a equipa mais forte em prova. Próxima ronda: Liverpool.

Quem passar, defronta o vencedor do Valência – Atlético de Madrid!

 

publicado por Spaceship às 13:50
Quinta-feira, 18 DE Março 2010

Jorge Sousa foi o árbitro designado para apitar a final da Taça da Liga de futebol entre Benfica e Porto. Até aqui, nada de mais, podia ser este como outro qualquer..

Ainda para mais, Jorge Sousa (da AF Porto) foi o melhor árbitro da Liga nas duas últimas temporadas (com nota final de 3,7 em 2008/09). Mas, recentemente, Jorge Sousa recebeu a nota mais baixa de um árbitro na Liga Sagres, fruto da sua prestação no encontro entre Setúbal e Benfica, disputado a 6 de Fevereiro.
Cumpre referir que essa actuação mereceu a nota mais baixa atribuída até ao momento a um árbitro na Liga Sagres: 2,2 (numa escala de 1 a 5). A avaliação é mesmo equivalente a um "insatisfatório" porque nesse jogo ficaram por assinalar duas grandes penalidades a favor dos encarnados (falta de Collin sobre Di María e mão de Zoro na área) e ainda foi mal invalidado um golo aos sadinos, embora aí com penalização para a nota do árbitro assistente José Ramalho.

Eu nem costumo ligar muito a isto, mas achei que há aqui um facto curioso. Não quero fazer nenhum reparo à honestidade ou integridade do árbitro, nem muito menos contestar a sua competência (afinal foi considerado o melhor nos dois últimos anos), apenas achei curioso como, mais uma vez no nosso futebol, se pode passar de bestial a besta num ápice!
publicado por Spaceship às 14:29
Quarta-feira, 17 DE Março 2010

Muito bom!

Embora já tenha alguns meses, só hoje tomei conhecimento disto e achei fantástico!

Vejam bem a campanha que a Heineken fez em Milão por altura do Real Madrid - AC Milan:

 

http://vimeo.com/10057219

 

Está brutal!

 

publicado por Spaceship às 14:15
Terça-feira, 16 DE Março 2010

 

Para quem não sabe, o CROMO do josé carlos soares deixou de fazer o relato dos jogos do benfica, na benfica tv.

Pelos vistos, há CROMOS ainda maiores do que ele que estão com saudades dos seus "fantásticos" comentários e resolveram fazer o que está na moda...lançar uma petição on-line.

Se alguém estiver interessado em participar, aqui fica o link...

 

http://www.peticao.com.pt/jose-carlos-soares

 

P.S.1: espero que, rapidamente, alguém crie uma petição contra o regresso dessa figura.

Estou certo que a adesão vai ser bem supeior à que se regista na petição que pede o seu regresso.

P.S.2: a título de curiosidade a petição já conta com uns "espantosos" 32 signatários!!!

publicado por Joca às 12:05
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
20
21
22
26
27
28
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO