Domingo, 27 DE Novembro 2011

Bom jogo na Luz, com o Sporting a demonstrar grande atitude e a querer ganhar o jogo desde o inicio. A primeira grande oportunidade foi de Gaitan que pouco depois dos 10” meteu uma bola no poste. O Sporting controlou o meio-campo e evitava que o Benfica ataca-se, mas o seu ataque era débil e sem pontaria. Pouco antes do intervalo, num pontapé de canto, Javi Garcia marcou o primeiro e único golo do jogo. Na segunda parte, Elias teve duas ou três grandes oportunidades, Cardozo também teve uma excelente oportunidade antes de ser expulso e Gaitan meteu uma bola na trave na tentativa de marcar um canto directo. O jogo foi muito emotivo até final e muito equilibrado, valeu um golo em lance de bola parada a desequilibrar o resultado. Palavra ainda para a expulsão de Cardozo com meia hora para se jogar, que me pareceu exagerada, salvo se tiver insultado o árbitro, mas..

 

No domingo o Porto recebeu o Braga e entrou algo temeroso e a permitir que o Braga até atacasse mais.. Mas após uns bons primeiros 20 a 30” do Braga, o Porto pegou no jogo e controlou-o totalmente. Sem surpresa, marcou por Hulk aos 37” e continuou a dominar e a procurar o segundo, que curiosamente só apareceu já perto dos 77” depois de o Braga alargar a frente de ataque que tinha deixado de existir.. O segundo golo de Hulk abanou os minhotos que durante 5” andaram completamente à deriva. Viram Kleber entrar e marcar o 3º, viram Hulk quase fazer o hat.trick e Cebolla também quase marcou.. Como quem não marca sofre, o Porto viu Lima bisar aos 89” (de penalty) e aos 91”.. O 3-2 final foi penalizador para o Porto que deveria ter ganho com mais facilidade..

publicado por Spaceship às 21:18
Sábado, 26 DE Novembro 2011

O Benfica entrou em Old Trafford a marcar. Num bonito lance, com passes de primeira, a bola chega a Gaitan que tenta rematar ou cruzar, mas um defesa desvia para a própria baliza. Ainda antes do intervalo, Berbatov, em fora-de-jogo, iguala. Na segunda parte, o Manchester entrou forte e após a lesão de Luisão marcou. Mas praticamente na resposta, Aimar iguala novamente e faz o resultado final. Com este empate a dois em Inglaterra, o Benfica garantiu a passagem à fase seguinte. Manchester e Basileia discutem quem acompanha o Benfica que ira fazer a festa em casa frente aos romenos, onde espero que consigam garantir o primeiro lugar do Grupo.

 

O Porto teve um jogo complicado em Donekst, com os cranianos a conseguirem criar muitas dificuldades e a meterem duas bolas nos ostes. O Porto soube sofrer e soube aguentar a pressão, soube esperar pelo momento certo para atacar e Moutinho soube fazer um passe magnífico que Hulk aproveitou para marcar. A equipa da casa tremeu e o Porto controlou completamente a fase final, voltando a marcar num lance de insistência em que Rat acabou por desviar para a própria baliza. Com esta vitória, o Porto garantiu no mínimo o terceiro lugar e o apuramento para a Liga Europa, mas se ganhar ao Zenit no Dragão passa à fase seguinte e pode ainda ir em primeiro.. Esperemos que sim!

publicado por Spaceship às 23:29
Quinta-feira, 17 DE Novembro 2011

Meus Caros,

 

 

Cumpriu-se ontem oito anos que o Estádio do Dragão abriu as portas, local onde muitas felicidades tenho vivido. Desde que o Barcelona, que estreou Messi nesse jogo, apadrinhou o novo recinto dos portistas, o FC Porto já venceu 18 troféus, três dos quais internacionais. Ou seja, mais de duas conquistas por ano. Mais nenhum clube europeu - e provavelmente em todo o mundo - iguala este registo no mesmo período. Os catalães são os que mais se aproximam, com 17 títulos, o último dos quais conquistado "à custa" dos dragões, na Supertaça Europeia. Mais atrás surgem o Inter de Milão (16) e o Manchester United (14).

É por isso uma casa de sucesso, com um registo brilhante, aquela que hoje apaga as velas. Construído para substituir o velhinho Estádio das Antas, o Dragão custou quase cem milhões de euros e foi palco de cinco jogos do Euro'2004. Antes disso, já tinha festejado um título nacional e a conquista da Liga dos Campeões com José Mourinho. Foi o início de um percurso que continua a acumular troféus para exibir no futuro museu, que deverá abrir portas em Abril de 2012.

Classificado com Grau A - pode ser palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional -, o Dragão não vive apenas de futebol. Espaço desenhado pelo Dragão de Ouro Manuel Salgado para ser multifuncional, já recebeu concertos (Rolling Stones), congressos, festas de aniversário, casamentos e a prova de automobilismo Race of Champions.

Além disso, tem acumulado prémios próprios, a juntar aos da equipa: foi o primeiro estádio do mundo a receber a Certificação Integrada de Qualidade (ISO 9001) e Ambiente (ISO 14001), distinguindo-se ainda na ecologia, na reciclagem e na siderurgia.

Aqui ficam alguns números:

18

São 6 campeonatos, 4 Taças de Portugal, 5 Supertaças, uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa e uma Taça Intercontinental na galeria do Dragão

179

O número de jogos oficiais do FC Porto no estádio. São 129 triunfos, 33 empates e apenas 17 derrotas. Neles, os portistas já festejaram 361 golos e viram os adversários marcar110. Amédia é de dois golos marcados por partida.

6,5

Milhões de espectadores - valor ultrapassado no último jogo - que se sentaram nas bancadas em partidas oficiais, excluindo jogos da Selecção e do Euro'2004. A média é de 36 479, o que perfaz uma taxa de ocupação muito interessante de 70,1 por cento.

 

Impressionante!!

publicado por AR às 12:20
Quinta-feira, 10 DE Novembro 2011

Meus Caros,

Sempre ouvi dizer que, quem não se sente não é filho de boa gente. Posto isto, subscrevo na integra o comunicado hoje emitido pelo FC Porto, aqui fica:

 

«A Confederação do Desporto de Portugal realizou a sua gala anual esta semana no Casino Estoril. Para além de uma série de desportistas premiados pelos seus desempenhos no último ano desportivo, entenderam os responsáveis atribuírem o prémio Alto Prestígio ao Benfica e ao Sporting.

Estas distinções valem sempre o que valem, mas não deixa de ser surpreendente e estranho que os responsáveis pela Confederação tenham distinguido dois grandes clubes de Lisboa e tenham esquecido, por exemplo, os finalistas da última Liga Europa, FC Porto e Braga, os dois clubes que nos últimos anos mais têm feito pela imagem internacional de Portugal.

Pela primeira vez dois clubes portugueses disputaram uma final europeia, pela quarta vez nos últimos oito anos uma equipa portuguesa venceu um troféu internacional – e só para recordar o quão difícil é vencer competições internacionais basta recordar que os agora distinguidos venceram troféus internacionais há 47 anos (Sporting) e 49 anos (Benfica) – mas os senhores da Confederação do Desporto de Portugal decidiram homenagear esses emblemas com o prémio Alto Prestígio.

Desconhecem-se os critérios de tais escolhas, necessariamente muito criativos, mas para os mais desatentos convirá também recordar que caso queiram retirar o futebol e concentrar a argumentação nas chamadas modalidades, o FC Porto venceu todas e até tem uma equipa (hóquei em patins) que há dez anos consecutivos conquista o campeonato nacional, mas isso ainda deve estar no “quase prestígio”, longe de atingir o épico “alto prestígio”...

É este funcionamento em circuito fechado, alheado da realidade, que o FC Porto continuará sempre a denunciar e a combater. Para ao menos no Desporto o país ser realmente do Minho ao Algarve, sem esquecer as regiões autónomas.».

 

Sem mais,

publicado por AR às 17:16
Quarta-feira, 09 DE Novembro 2011

 

Meus Caros,

Para quem não conhece, Alex Zanardi, é um piloto que teve uma carreira de grande destaque na Fórmula 1 e na Fórmula Indy até ter sofrido um acidente que, em 2001, o obrigou a amputar as duas pernas, voltou aos triunfos, mas num outro tipo de corridas. O italiano, de 45 anos, venceu a prova de "handcycle" - cadeiras de rodas em que os atletas pedalam com as mãos - da Maratona de Nova Iorque, completando os42,195 quilómetrosem 1h13m58s. O italiano triunfou por apertados dois segundos, bateu os outros 92 participantes da categoria e, note-se bem, superou em mais de 51 minutos Geoffrey Mutai, o queniano que venceu a corrida masculina!

Aquele que ainda hoje é um piloto admirado e que se manteve no desporto motorizado correndo no WTCC entre 2005 e 2009, conquistando quatro triunfos para a BMW, virou agulhas para outro desporto, o paraciclismo. Fez uma experiência em Nova Iorque'2007, ganhou a Maratona de Veneza em 2009 e desde o ano passado definiu um objectivo máximo, ir aos Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres. E parece que irá ser bem sucedido, atendendo ao triunfo de domingo em Nova Iorque, à vitória do ano passado na Maratona de Roma, e à medalha de prata no Mundial de ciclismo paralímpico. O espírito competitivo está lá e o caminho faz-se pedalando. "A minha missão, para esta época, é acumular pontos para os Jogos Paralímpicos de Londres'2012", confessou o italiano.

Com Zanardi na luta pelas medalhas, a prova de "handcycle" dos próximos Paralímpicos vai ter, garantidamente, um relevo muito especial.

Um grande campeão!!

 

publicado por AR às 17:27
Terça-feira, 08 DE Novembro 2011

Meus Caros,

Curiosamente, as polémicas em jogos do slb fora do campo continuam. Não sou ninguém para fazer juízos de valor sobre o carácter dos jogadores, muito menos não sendo do FCP, nem quem é mentiroso ou não. O certo, é que há acusações de racismos e xenofobia graves, que não deviam existir. Quanto a isso, dificilmente se chegará a qualquer conclusão, já quanto ás lamentáveis frases do gr Artur, eles são públicas e de enorme gravidade. Posto isto, que aliás já tinha aflorado num dos últimos comentários, foi agora emitido um comunicado dos capitães do SC Braga, mostraram indignação com várias coisas, mas aquelas que destaco é mesmo a posição do Artur. E fazem um desafio que também eu gostava de em público. Que assuma quais os truques a que se referiu!! É tão grave e baixo, que só mesmo dando a cara e assumindo o que pretendia fazer poderá salvar a sua imagem. Aqui fica o comunicado, e aguardo curiosamente pela posição do sr (propositadamente com letra pequena enquanto não limpar a imagem) Artur.

 «1- O grupo repudia todo e qualquer comportamento/manifestação racista ou xenófoba, demonstrando total e incondicional apoio aos colegas de grupo Alan e Djamal, cuja honra e dignidade foram postas em causa.
2- São deploráveis, e inexplicáveis as palavras de índole racista dirigidas aos atletas Alan e Djamal, no decorrer do referido jogo, tal como são incompreensíveis as ofensas à família do Alan.
3- Os atletas do SC Braga em causa são profissionais de honra imaculada, sem nunca terem vivido ou assistido a situação semelhante.
4- Djamal tem orgulho nas suas raízes e na sua carreira e Alan partilha dos mesmos valores. Alan que apresenta, em Portugal, uma carreira profissional de 10 anos, cuja idoneidade poderá ser comprovada pela própria equipa técnica do SL Benfica.
5- Manifestamos ainda tristeza e surpresa pelos comentários do nosso ex-colega de equipa, Artur Moraes, que põe em dúvida o valor, profissionalismo e seriedade desta instituição. Ele viveu este clube e sabê-lo-á, mais do que ninguém, que no SC Braga não são necessários “truques” ou “jogos sujos” para vencer. Assim o honrámos no passado, assim o fazemos no presente.
6- Desafiamos, por isso, Artur Morais, a revelar ou contar qualquer “truque” por nós idealizado ou perpetrado nos jogos com o SL Benfica, na época passada, no AXA, onde, para o campeonato vencemos por 2-1 e para a Liga Europa por 1-o. Jogos, onde Artur vestiu esta camisola.»


Até breve

publicado por AR às 17:45
Segunda-feira, 07 DE Novembro 2011

Sábado o Porto foi a Olhão e tudo parecia bem encaminhado para os visitantes quando logo aos 2”, Kleber foi carregado por Mauricio na área e o Porto beneficiou de um penalty. Hulk permitiu a defesa e na recarga também não conseguiu fazer melhor. O lance moralizou o Olhanense que defendeu sempre com muita gente e não deu espaços ao Porto, mesmo quando o Porto conseguia chegar à baliza, estava lá o guarda-redes para evitar males maiores. O jogo foi de sentido único e o Olhanense só criou perigo em dois ou três contra-ataques e um ou outro lance de bola parada, mas sempre sem grandes sobressaltos.. O empate foi penalizador para o Porto que foi sempre a melhor equipa e a única que procurou mesmo ganhar o jogo. Cumpre ainda salientar um lance aos 19” em que a bola toca no braço de Mexer depois de desviada por um colega mesmo em cima dele.. Embora sem ser consensual, podia ter sido marcada grande penalidade.

No domingo o Benfica foi a Braga jogar e o jogo fica lamentavelmente marcado por 3 interrupções de jogo na primeira parte por falta de luz. Em cada uma das interrupções o jogo esteve mais de 10” interrompidos e essas interrupções talvez tenham lesado mais o Benfica que tem feito grandes inícios de jogos e tem feito segundas partes lamentáveis. Para além das interrupções, a primeira parte fica marcada pelo golo de Lima de penalty aos 45” a castigar uma mão de Emerson (a meu ver, bem assinalada porque a bola desviou-se da trajectória, mas foi igual a muitas que ficam por marcar..). Mas também pela ausência de expulsão de Djamal por agressão a Gaitan (aos 6”) e por um lance em que talvez tenha existido penalty sobre Luisão (aos 13”). Na segunda parte o Benfica tentou dar a volta aos acontecimentos, mas sem conseguir rematar e com o Braga a contra-atacar com perigo. O Benfica empatou aos 71” em mais um belo lance de Rodrigo, com Douglão a dar uma ajuda.. Até ao fim, houve oportunidades para ambos ganharem, mas sem concretizarem.

Seguiu-se o Sporting que era suposto jogar após o fim do Benfica, mas devido aos mais de 30” de atraso devido às falhas de luz, acabou por começar sem que o Benfica tivesse terminado. A recepção ao Leiria correu bem, com Matias a fazer uma grande jogada que culminou no primeiro golo aos 8”. O Sporting continuou a procurar ampliar a vantagem, mas aos 21”, um erro do jovem estreante Ilori, deixou Djianiny sozinho frente a Patrício e empata o jogo. O Sporting voltou a carregar, mas perto do intervalo, foi o Leiria quem podia ter marcado. No reatamento, Matias volta a marcar e a colocar o Sporting na frente. Depois, entre brinde de Ilori e vários desentendimentos entre Patrício e os defesas, foi um milagre não ter surgido o empate. Pelo meio, João Pereira escapou-se de um vermelho directo porque o arbitro não o viu pisar um adversário que estava no chão.. Já nos descontos, um defesa toca com a mão na bola na área e permite que van Wolfswinckel eleve para 3-1 de penalty.

Palavra para o Maritimo que voltou a ganhar e continua nos lugares cimeiros.

publicado por Spaceship às 23:00
Sexta-feira, 04 DE Novembro 2011

O Porto sofreu a sua segunda derrota no segundo jogo fora de casa para a Champions. No campo do Apoel que continua a liderar o Grupo de forma surpreendente. Este foi dos jogos menos conseguido do Porto nesta época. Foi bem manietado pelo Apoel que voltou a defender muito bem, com muita gente e muito coeso e a atacar rapidamente e sempre pela certa à procura de surpreender. Os cipriotas marcaram de penalty em cima do intervalo, mas já antes tinham mandado uma bola ao poste. Na segunda parte, o Porto melhorou ligeiramente mas ainda assim não foi suficiente. Ainda empatou por Hulk aos 89” também de penalty, mas inexplicavelmente permitiram um contra-ataque dos cipriotas que lhes permitiu ganhar o jogo. Vida difícil para o Porto que vai em 3º com 4 pontos, quando Apoel tem 8 e Zenit 7. Do mal o menos, o Shakhtar só tem 1 ponto e o próximo jogo em Donetsk pode permitir assegurar o 3º lugar, no mínimo.

O Benfica recebeu o Basileia e voltou a ter um inicio de jogo muito bom. Logo no primeiro minuto, Rodrigo fez grande remate e o redes defendeu com custo, levando a bola a bater ainda no poste. Mas aos 4” o mesmo Rodrigo faz um grande golo. O Benfica continuou a jogar bem e a controlar o jogo e foi desperdiçando algumas oportunidades. Pelo meio, o árbitro ainda perdoou um penalty contra o Basileia por corte de uma bola com o braço. Na segunda parte, o Benfica entrou apático, a jogar num ritmo bem mais baixo e com vários jogadores a mostrarem cansaço e alguma desorientação. Fruto disso, o Basileia consegue o empate por Hoggel aos 64”. Até ao fim, o Benfica tentou dar a volta ao resultado mas sem grande consistência. Com o empate ficou em igualdade pontual com o Manchester United, ambos com 8 pontos, enquanto o Basileia ainda acredita com 5.

O Sporting foi jogar com o Vaslui e com o apuramento garantido, Domingos resolveu dar uma oportunidade a vários jogadores para terem mais ritmo. O jogo do Sporting foi fraco e sem objectividade e foi com naturalidade com o Vaslui marcou em cima da meia hora. Depois de uma má primeira parte, o Sporting entrou com mais atitude na segunda mas embora tenha melhorado o seu jogo, poucas oportunidades criou. Ainda se queixa e com razão de um penalty não assinalado por falta sobre Rubio perto do final, mas mesmo assim, pouco fez para ter um resultado melhor. Mas pior que a derrota, foi a lesão de Rinaudo logo no inicio do jogo e que se teme que seja grave e implique uma paragem prolongada. O Sporting continua tranquilo com 9 pontos, agora com a Lazio e o Vaslui com 5, enquanto o Zurique permanece com 2.

O Braga recebeu o Maribor e começou muito bem. Logo aos 4” beneficiou de um canto e no primeiro remate do jogo, Lima marcou. Aos 7”, no segundo remate do jogo, Alan fez um grande golo. Este inicio empolgou o Braga e desmoralizou o Maribor. As oportunidades de golo para o Braga foram aumentando e Elderson marcou o terceiro aos 38”, no segundo canto a favor do Braga. Na segunda parte a equipa entrou demasiado descontraída e relaxada e permitiu que o MAribor tomasse conta do jogo.. Fez o tento de honra aos 62” e pouco depois meteram uma bola na trave. O Braga voltou a tomar conta do jogo e ainda fez mais dois golos perto do final por Vinicios aos 85” e Mérida aos 91”. Com este resultado, o Braga igualou o Birmingham e o Brugges na frente com 7 pontos.

 

Numa jornada em que as 3 equipas lusas jogaram contra as equipas mais fracas dos seus grupos e o Benfica jogou com uma equipa muito acessível, contabilizaram apenas uma vitória (e pelo Braga), um empate e duas derrotas. É muito mau! Felizmente, a França não fez melhor, o PSG ganhou e o Marselha empatou, mas Lille, Lyon e Renes perderam. Logo mantemos o 5º lugar no ranking.

publicado por Spaceship às 09:46
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO