Sexta-feira, 30 DE Março 2012

O Benfica recebeu o Chelsea e fez um bom jogo.. Dominou, controlou, teve a iniciativa de jogo e remeteu o Chelsea para o seu meio campo defensivo. Falhou bastante na finalização, rematando muito para fora ou à figura de Peter Cech.. O Chelsea atacava pouco e com poucos homens, normalmente apenas em contra-ataque ou em lances de bola parada. Na primeira parte, apenas um remate de longe de Meireles e defendido por Artur para canto é que causou calafrios.. já na segunda, houve um remate de Mata ao poste depois de contornar Artur e o golo de Kalou após contra-ataque de Ramires e Torres.. antes desse golo, o Benfica tinha falhado várias oportunidades.. viu Cech agarrar tudo o que ia à baliza (quase sempre na sua direcção), David Luiz ainda aliviou uma bola sobre a linha de golo e Terry cortou uma bola com o braço dentro da área, que nem o árbitro nem os assistentes (nomeadamente o de baliza que estava a 2 ou 3 metros) viram.. O Benfica perde um jogo pela margem mínima, tendo sido sempre superior ao adversário, sai castigado pela ausência de pontaria no ataque, pelo erro do árbitro que não marcou o penalty com o jogo ainda empatado e pela fragilidade defensiva dos dois homens mais fracos da equipa, Jardel e Emerson! Embora neste jogo, o Benfica tenha sido superior, dificilmente irá conseguir repetir essa superioridade fora, ainda para mais com o adversário em vantagem.

O Sporting recebeu o Metalist e a primeira parte foi muito fraca, jogada em ritmo muito lento e sem grandes oportunidades de golo. Após o intervalo, o Sporting entrou muito mais decidido e a colocar muito mais velocidade no jogo, com Capel e Izmaelov a imprimirem muito mais velocidade para desmontar a organização defensiva dos ucranianos. Aos 54’, o espanhol assistiu o russo que inaugurou o marcador. O Sporting estava muito forte e acabou por chegar ao segundo num livre de Insua aos 64’. Entretanto, por fadiga e problemas físicos, o Sporting tirou 3 dos melhores em campo (Capel, Izmaelov e Carriço – não joga a segunda  mão por castigo) e o Metalist cresceu no último quarto de hora, obrigando Patricio a 3 ou 4 fantásticas intervenções até ser obrigado a cometer um penalty que o Metalist converteu já nos descontos. O 2-1 é justo, mas perigoso para uma segunda eliminatória que se prevê complicada, embora o Sporting seja mais forte que o Metalist..

publicado por Spaceship às 16:03
Quarta-feira, 28 DE Março 2012

A primeira equipa a entrar em campo foi o Benfica que na sexta-feira foi a Olhão defrontar a equipa Algarvia, que à semelhança do que havia feito com o Porto, passou os 90’ a perder tempo e a defender com unhas e dentes o empate a zero. O Benfica dominou e controlou o jogo contra uma equipa que pouco ou nada fez para além de defender, perder tempo e tentar pausar e abrandar ao máximo o ritmo do jogo. O Benfica foi incapaz de lutar contra isso e pouco jogou, criando apenas 4 ou 5 lances de verdadeiro perigo, principalmente no final do jogo, quando já reduzido a 10, viu um defesa aliviar uma cabeçada de Gaitan sobre a linha e pouco depois o guarda-redes fazer uma brilhante defesa aos pés de Saviola. O resultado final castiga o cansaço e a impotência do Benfica e beneficiou a estratégia de anti-jogo de uma equipa que mesmo com um jogador a mais, punha cada vez mais homens a defender.

Sábado o Sporting recebeu o Feirense e entrou muito forte, pressionando e criando alguns lances de perigo logo desde o inicio. Essa entrada forte, deu frutos logo aos 15’ com Insua  a ser derrubado na área e com Capel a converter a grande penalidade. Até ao fim da segunda parte, o Sporting procurou o golo da tranquilidade sem sucesso. Na segunda parte, o Sporting baixou o ritmo e o Feirense começou a aparecer mais perto da grande área, tornando o jogo mais equilibrado e com o golo a poder surgir em qualquer baliza. Terminou com a vitória pela margem mínima, mas justa para o Sporting.

Seguiu-se o Porto no domingo a visitar o Paços de Ferreira. Também aqui, o Paços se comportou como havia feito contra o Benfica, ou seja, entregou a iniciativa do jogo toda ao Porto e procurou o contra-ataque venenoso. Mas as primeiras tentativas foram todas anuladas por fora-de-jogo (em dois casos, com algumas dúvidas, mas a darmos o benefício da dúvida ao árbitro). O Porto controlava, mas aos 22’ e em contra-ataque, Luisinho é derrubado por Sapunaru na área e vê amarelo por simulação. Daí para a frente, só se viu Porto e foi com naturalidade que chegou ao golo, embora por auto-golo de Ricardo no início da segunda parte. O Porto continuou a atacar e podia ter feito mais golos. Hulk também viu um amarelo por simulação, mas foi mesmo carregado na área por Cássio! Quando nada previa, e num canto, o Paços empatou por Melgarejo aos 78’. Embora com domínio do Porto, pouco ou nada se fez até final. Empate injusto para o Porto que foi sempre o melhor em campo.

Com estes empates todos, quem beneficiou foi o Braga que voltou a ganhar e passou a ser líder isolado. 13 vitórias consecutivas são obra! Agora seguem-se Benfica na Luz e Porto em casa..

Nota ainda para a expulsão de Aimar.. Para mim, justa e não compreendo as críticas! Apenas estranho o castigo de 2 jogos (Braga e Sporting), mas também como levou vermelho directo, acabo por aceitar..

publicado por Spaceship às 09:43
Segunda-feira, 19 DE Março 2012

A jornada iniciou-se na sexta com o Porto a visitar o Nacional. O jogo começou muito dividido no meio campo e com as equipas a equilibrarem-se muito, mas aos 20’ um defesa do Nacional facilita e demora muito tempo a aliviar a bola, permitindo que Álvaro Pereira corte e isole Janko que na cara do guarda-redes inaugura o marcador. Em vantagem o Porto resguardou-se e deu a iniciativa ao Nacional.. Aos poucos (e principalmente na segunda parte), destacaram-se Mateus pela quantidade de oportunidades que falhou e Helton pela quantidade de grandes defesas que fez.. Parecia que o Nacional podia marcar a qualquer altura, mas Helton conseguiu evitar sempre.. Nos instantes finais do jogo, o Porto renasceu e na mesma jogada, Rolando e Maicon acertaram na trave. Já nos descontos, Alex Sandro estabeleceu o resultado final de 2-0.

Ainda na sexta, o Benfica recebeu o Beira-Mar e teve uma noite tranquila. Numa primeira parte de sentido único, o Benfica voltou a entrar em campo com Witsel a defesa direito e voltou a ser feliz com essa adaptação.. O Benfica marcou dois golos por Cardozo e Gaitan e teve mais uma mão cheia de oportunidades frente a uma equipa que apenas queria defender. Logo no reinício, Cardozo bisou e colocou o resultado em 3-0. O Benfica dominou todo o jogo, mas nos instantes finais relaxou e permitiu que nos descontos o Beira-Mar fizesse um contra-ataque e marcasse o tento de honra.

Já na segunda, o Sporting viajou a Barcelos e deixou a equipa da casa dominar e controlar durante a primeira meia hora. Desse domínio resultou um bom golo para o Gil Vicente por Rodrigo Galo. Depois desses primeiros trinta minutos muito fracos, o Sporting acordou e terminou a primeira parte muito forte e quase a marcar.. O Sporting voltou a entrar muito bem na segunda parte, mas num lance muito duvidoso em cima da linha, o árbitro assinala penalty por mão de Schaars. Patrício defendeu a penalidade, mas no seguimento do lance, João Pereira toca com a mão na bola dentro da área dando origem a novo penalty que o Gil não desperdiçou e fixou o 2-0. O Sporting continuou a pressionar e, mesmo depois da expulsão do Schaars, continuou a procurar o golo que não apareceu. Para além do erro no primeiro penalty, o árbitro voltou a errar ao não assinalar um penalty muito claro a favor do Sporting já nos instantes finais.. Realço que num jogo em que o Sporting acabou a contestar muito a arbitragem, Sá Pinto correu para o relvado para impedir que os jogadores falassem com o árbitro e, quer na flash interview, quer na conferencia de imprensa, foi correctissimo a falar dos lances, remetendo para mais tarde, depois de analisar as imagens, qualquer comentario. Nem parecia o Sá Pinto que deu socos a seleccionadores e à estrela da equipa..

Destaque novamente para o Braga que foi ganhar muito tranquilamente por 4-1 ao Feirense e conseguiu uma fantástica 12ª vitória consecutiva! Poucas equipas se podem gabar deste registo!

publicado por Spaceship às 23:31

O Sporting fez uma grande primeira parte em Manchester e merecidamente marcou dois golos e esteve mais próximo de fazer o terceiro do que de sofrer um golo.. Pelo meio ainda viu ser perdoada uma penalidade ao City. Na segunda parte, o City resolveu jogar o que ainda não tinha feito em jogo e meio e mostrou a sua notória superioridade, mas foi tarde de mais! O City ainda esteve muito perto de conseguir o apuramento.. não só virou o resultado de 0-2 para 3-2 (embora um deles tenha sido num penalty duvidoso) como ainda viu no último segundo Rui Patrício desviar com a ponta dos dedos uma bola cabeceada pelo guarda-redes do City e Dzeko não conseguir fazer a emenda por milímetros. Embora derrotado no jogo, o Sporting passou merecidamente a eliminatória frente a um adversário muito mais forte mas que foi castigado pelo excesso de confiança. Grande feito do Sporting que tem tudo para seguir em frente, visto ir defrontar a equipa mais fraca ainda em prova.

publicado por Spaceship às 23:30
Terça-feira, 13 DE Março 2012

A recente direcção da Liga tinha como um dos pilares na sua candidatura o alargamento da segunda liga para 22 clubes (com a inclusão das equipas B e que já saudámos) e da primeira liga para 18 clubes..

Confesso que não sei quais as grandes diferenças de termos uma primeira liga com 18 (conforme já tivemos num passado recente e iremos voltar a ter) ou com 16.. Já vi vários argumentos a favor e contra cada uma das hipóteses, mas acho que acaba por ser mais do mesmo..

Ambos os alargamentos foram votados e aprovados.. Até aqui, nada de mais e até era expectável que isto sucedesse, afinal se era uma das principais medidas do candidato escolhido pela grande maioria dos clubes.. O que espanta é a forma como tal vai suceder.. Na primeira liga, não desce ninguém.. ficam os 16 e sobem os 2 primeiros da segunda liga.. E na segunda liga, os 2 primeiros subiram, entram os 2 melhores da 2ª divisão, entram 6 equipas B e ficam os restantes 14.. Ou seja, ninguém desce! Nem na primeira, nem na segunda liga!

Para mim, é absurdo! Temo muito pela competitividade e pela verdade desportiva se apenas as equipas do topo da tabela é que vão lutar por objectivos (ganhar a liga, apuramento para a Champions e apuramento para a Liga Europa), enquanto mais de metade das equipas já não terá que lutar pela manutenção, nem evitar a despromoção.. em termos práticos ficar em 7º ou 8º é o mesmo que ficar em 10º ou mesmo 15º ou 16º..

publicado por Spaceship às 23:49

A primeira equipa a entrar em campo foi a Académica, visto que o Porto apenas começou a jogar na segunda e pouco ou nada fez na primeira parte.. De facto os primeiros 45’ terminaram com apenas 1 remate do Porto (uma boa oportunidade desperdiçada por Janko) e 3 da Académica, uma das quais a dar golo aos 38’ por Edinho. Entretanto a primeira parte acaba com o árbitro a assinalar mal um fora de jogo a Hulk em que o avançado do Porto surgia sozinho e contornava Peiser.. Erro grave que custou um golo certo ao Porto (seria um falhanço escandaloso se Hulk não marcasse de baliza aberta depois de contornar Peiser).. A recomeçar a segunda parte mais um erro do árbitro ao não assinalar uma penalidade sobre Hulk.. Pouco depois, mais um lance em que James cai na área, à primeira vista parecia penalty, mas só na repetição se vê que foi simulação, neste lance esteve bem o árbitro.. Assim como voltou a estar bem quando, já nos descontos, assinalou penalty por mão de Pape Sow que Hulk converteu e estabeleceu o empate final. Pelo que o Porto fez na segunda parte, merecia mais, mas foi prejudicado pelo que não fez na primeira parte e pela acção do árbitro.

No dia seguinte, o Benfica entrou em Paços de Ferreira ao ataque e logo aos 3’, há um lance com algumas dúvidas na área do Paços com Luiz Carlos a agarrar Jardel e impedir que este saltasse num canto (benefício da dúvida por haver muita confusão e eventualmente por Jardel também ter agarrado o adversário).. O Benfica atacou muito no inicio e não marcou e aos poucos o Paços ia explorando o contra-ataque com muito perigo.. Num deles, Michel marcou aos 28’.. O Benfica acusou o golo e passou a atacar sem grande nexo e sem grande perigo, enquanto o Paços ia criando várias oportunidades de golo em contra-ataques muito venenosos.. Quase em cima do intervalo, erro grave do árbitro que considera simulação de Bruno César quando este foi carregado na área.. A segunda parte começou no mesmo tom em que acabou a primeira, o Benfica a atacar sem perigo e o Paços em contra-ataque sempre muito perto do golo.. De repente, e numa altura que o Paços parecia perto do segundo golo, Nelson Oliveira fez uma arrancada e Gaitan igualou aos 63’.. Pouco depois, aos 68’ Bruno César punha o Benfica na frente.. Aos 75’ Michel via o segundo amarelo e o jogo ficou condenado.. até final, mais um lance com alguma dúvida com Nélson Oliveira a cair na área e um vermelho directo muito excessivo a Ricardo aos 89’ (só entendo se tiver sido por palavras, porque a entrada era apenas para amarelo). Resultado justo para equipa que mais atacou, embora a mais perigosa até tenha sido o Paços..

Pouco depois, o Sporting recebia o Guimarães e fazia uma grande exibição.. O Sporting esteve numa grande noite e, em contrapartida, o Guimarães foi quase inexistente.. Nilson acabou por ser o melhor dos visitantes, negando vários golos.. ainda assim, sofreu 5!!!! Nilson já tinha feito duas ou três grandes intervenções quando Wolfswinkel marcou aos 21’.. O mesmo Nison conseguiu manter a margem mínima até ao intervalo. Mas no recomeço, Matias dilatou a vantagem.. O Guimarães esboçou uma ligeira reacção, mas aos 70’ Izmaelov marcou de penalty o terceiro e acabou com essa tentativa de reacção.. Até ao final, o Guimarães desistiu e Jeffren entrou para ganhar ritmo e marcar dois golos aos 80’ e aos 87’. Vitória mais que justa..

 

Nota ainda para o Braga que somou a 11ª vitória.. em casa, sofriada e pela margem mínima contra o último (que ate teve um golo limpo anulado), mas não deixa de ser notório o facto de ter as 11 vitórias serem o melhor registo vitorioso de toda a primeira liga, o que lhe permite estar em 2º com o Benfica a apenas 1 ponto do líder, Porto.

publicado por Spaceship às 23:26
Quinta-feira, 08 DE Março 2012

O Benfica entrou em campo para dar a volta a um resultado que o Zenit vinha defender a todo o custo.. O Benfica entrou a dominar e a controlar o jogo, e foi tendo várias oportunidade para marcar o golo que dava a volta à eliminatória.. Golo que surgiu já nos descontos da primeira parte, quando Witsel depois de rematar contra o guarda-redes, recupera a bola e dá de calcanhar para Maxi que voltou a marcar ao Zenit depois de também ter inaugurado o marcador na primeira mão. Nessa primeira parte, o Zenit apenas chegou uma vez à baliza de Artur e num erro do próprio Artur. Na segunda parte, o Zenit passou a atacar mais e o Benfica desceu as linhas, procurando jogar nas costas da defesa do Zenit e criando algumas hipóteses de golo. Golo que voltaria a aparecer nos descontos da segunda parte, por Nélson Oliveira que se estreou na Champions e logo com um golo. Vitória mais que justa.

O Sporting recebeu o Man City e entregou toda a iniciativa de jogo aos favoritos, procurando jogar muito coeso na defesa e a explorar o contra-ataque. Logo num dos primeiros contra-ataques, João Pereira quase marcava.. Mas ao mesmo tempo, Patrício também se tinha de aplicar para garantir que o City não marcava.. O empate ao intervalo justificava-se, embora pudesse ter havido golos para ambos os lados.. 5’ depois do recomeço, Matias marca um livre directo que Hart defende para frente, Xandão ganha o ressalto e remata, mas Hart volta a defender para a frente, Xandão de calcanhar volta a empurrar para a baliza e marca. O City passou a atacar ainda mais e o Sporting reforçou o meio campo defensivo procurando manter a vantagem mínima até ao fim. Com sacrifício e sofrimento, o Sporting ganhou e vai em vantagem para Inglaterra.

publicado por Spaceship às 23:35
Quarta-feira, 07 DE Março 2012

Possivelmente, o melhor "fodassss" de todos os tempos :)

 

publicado por fred às 19:42
Terça-feira, 06 DE Março 2012

publicado por Spaceship às 00:17
Domingo, 04 DE Março 2012

A jornada iniciou-se na sexta com o clássico entre Benfica e Porto na Luz.. O Porto entrou melhor, a pressionar muito alto e a não deixar o Benfica construir jogo.. O Benfica muito pressionado e com muito receio falhava passes atrás de passes.. Aos 7’, Hulk arrancou por cima de Emersson e despejou uma bomba que só parou dentro da baliza de Artur.. O Benfica foi recuperando a serenidade e o Porto foi recuando.. Aos 40’, no seguimento de um canto e de vários ressaltos, Cardozo recebe uma bola e sozinho frente a Helton empatou o jogo. No reatamento, Cardozo faz o segundo e coloca o Benfica na frente.. Logo dps, Aimar lesiona-se e do outro lado, sai Rolando, para entrar James.. O Benfica perdia o maestro e o Porto ganhava um.. Aos 64’, James faz um grande golo, a culminar uma excelente jogada sua.. Aos 77’, Emerson expulsa-se e deixa o Benfica apenas com 10 (para ajudar, Garay também já tinha saído lesionado).. Mesmo com o Porto em superioridade, o jogo parecia destinado a um empate a 2, quando aos 87’, a equipa de arbitragem valida um golo de Maicon em fora-de-jogo claro! Num lance de bola parada e sem qualquer dúvida, Maicon em fora-de-jogo marca o golo que da a vitória ao Porto.. Erro gravíssimo com clara influência no resultado final que deveria ter sido um empate..

No dia seguinte, o Sporting foi a Setúbal e embora dominasse e controlasse totalmente o jogo desde o inicio, dois erros de cada um dos centrais do Sporting, permitiram que Targino acertasse no poste e depois Bruno Amaro marcasse.. O Sporting dominou e controlou todo o jogo e tentou colocar o guarda-redes do Setúbal à prova sem grande sucesso (Izmaelov teve dois remates que foram soberbamente defendidos), pelo meio, Capel e Matias caíram na área do Setúbal com algumas dúvidas.. Também Carrillo pareceu desviar uma bola com o seu braço na área do Sporting.. Já perto do final, o árbitro é enganado por uma simulação de Rubio e oferece um penalty ao Sporting que Matias desperdiça.. O Sporting perde pela margem mínima sem o merecer.. No final, os jogadores perderam a cabeça e Carrillo foi expulso..

Entretanto, nota de destaque para o Braga que foi à Madeira ganhar ao Nacional por 3-1 depois de ter estado a perder.. foi a 10ª vitória consecutiva!

publicado por Spaceship às 23:32
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO