Sábado, 19 DE Maio 2012

Paulo Bento convocou os seguintes 23:

Guarda-redes: Rui Patrício (Sporting), Eduardo (Benfica) e Beto (Cluj);
Defesas: João Pereira (Sporting), Miguel Lopes (SC Braga), Pepe (Real Madrid), Bruno Alves (Zenit), Rolando (FC Porto), Ricardo Costa (Valência) e Fábio Coentrão (Real Madrid);
Médios: João Moutinho (FC Porto), Raúl Meireles (Chelsea), Carlos Martins (Granada), Miguel Veloso (Génova), Rúben Micael (Saragoça), Custódio (SC Braga);
Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Nani (Manchester United), Ricardo Quaresma (Besiktas), Silvestre Varela (FC Porto), Hugo Almeida (Besiktas), Hélder Postiga (Saragoça) e Nélson Oliveira (Benfica).

Aparentemente e segundo o jornal Record, tem ainda oito jogadores que vão manter-se de prevenção até ao início do Europeu para a eventualidade de uma lesão no lote inicial de 23 eleitos: Quim (SC Braga), Nélson (Bétis), Nuno André Coelho (SC Braga), Manuel Fernandes (Besiktas), Hugo Viana (SC Braga), Hélder Barbosa (SC Braga), Vieirinha (Wolfsburgo) e Nuno Gomes (SC Braga).

 

Não concordo com a chamada de Eduardo que apenas jogou na taça de Portugal e da Liga, pelo que nada fez para merecer essa chamada, ao contrário de Quim, que fez uma excelente época!

Na defesa, Ricardo Costa continua a surpreender com as presenças repetidas nestas provas onde só tem feito asneiras. Quanto ao Miguel Lopes, também estranho que com apenas meia época tenha feito o suficiente para a chamada, além disso, nunca o vi a jogar a defesa esquerda (algo que foi valorizado por Paulo Bento para justificar a chamada).. Em vez de Ricardo Costa, preferia qualquer outro central português, mas talvez Carriço (podia ainda jogar a trinco ou à direita) merecesse a honra. Para lateral polivalente, em vez de Miguel Lopes, preferiria Sílvio (talvez ainda esteja lesionado) ou mesmo Nélson.. e isto porque Bosingwa está fora!

No meio campo, não mexia.. infelizmente, não temos mesmo mais ninguém.

Tal como no ataque onde acho que os 3 pontas de lança são fracos, mas ainda assim os melhores e onde talvez só o veterano João Tomas pudesse fazer parte do lote. Duvido que alguma selecção tenha pontas-de-lança piores que nós..

 

Os meus 23 não seriam estes, e os 8 de reserva também não, mas se são estes que temos, temos que acreditar e apoiar!

publicado por Spaceship às 16:20
Segunda-feira, 14 DE Maio 2012

Meus Caros,

 

Terminado o campeonato, aparecem os papagaios a tentar arranjar justificações para o insucesso. Primeiro as declarações de Jorge Jesus, treinador, e João Gabriel, diretor de comunicação, apresentadas em «A Bola» são duas peças que ajudam a compreender a fase que o Benfica atravessa.

Na primeira, em forma de entrevista, o treinador passa três mensagens: não vai para o F.C. Porto (sendo que o campeão nunca disse que o desejava), cometeu alguns lapsos (poucos, parece...) e não houvesse erros dos árbitros o Benfica teria festejado o título na Luz.

Na segunda, também em forma de entrevista, o diretor de comunicação preocupa-se em passar duas mensagens: os que gritam contra Vieira e Jesus estão a ser instrumentalizados (chega ao ponto de lembrar Vale e Azevedo, pobre dele, a viver dificuldades em Londres) e os árbitros deram o título ao F.C. Porto.

As duas peças utilizam a desculpa da arbitragem para justificar mais um título perdido para o F.C. Porto.

Este argumento é tão velho como os campeonatos. E por ser tão velho, estaria gasto não fosse dar-se o caso de haver adeptos que gostam de discutir futebol a partir dos equívocos de quem apita. Ou seja, este discurso, em parte, funciona.

Apesar de, na verdade, o Benfica não ter razão.

Os árbitros são, em grande parte, os mesmos da época em que o Benfica foi campeão, um detalhe. E nessa altura não pareciam assim tão incompetentes. Mas isso nem é o mais relevante.

Uma década depois, o líder do Benfica festejou apenas dois títulos. O que faz de Luís Filipe Vieira um espectador bastante frequente do sucesso alheio. A acreditar na tese, o presidente dos «encarnados» deveria ter lugar no guiness como o dirigente desportivo mais prejudicado pela arbitragem. Provavelmente a par de alguém do Sporting.

Mas o Benfica não perde mais do que o F.C. Porto por causa dos árbitros. Nem pelos dirigentes, pois se bem nos recordamos o único presidente que ouvimos dizer que preferia contratar pessoas da Liga e não jogadores dói o luís Filipe Vieira. Aliás, o único que apoiou esta liga e este presente da FPF. Acontece que tem sido menos capaz, vista a coisa de diferentes ângulos. Tem escolhido quase sempre pior, de treinadores a jogadores. É a história e a história não se reescreve.

Este discurso dos responsáveis do Benfica parece bastante agressivo e destinado a marcar uma posição sólida, de clube grande que de facto é. Mas na prática nada sucede. Como em todo os defesos, o Benfica irá de férias sem que lhe seja conhecida uma ideia de fundo para o futebol português, algo que ajude a melhorar. E regressará, como sempre, eufórico com o título de campeão do mercado.

Na verdade, este discurso não procura marcar pontos junto dos árbitros, de quem os nomeia ou sequer da Liga ou da Federação. Este é um tipo de conversa que aponta apenas numa direção: os sócios. Até pode funcionar, no sentido em que funcionar pode ser sinónimo de convencer.

No entanto, é evidente que não será com declarações num jornal que o Benfica alterará seja o que for. O problema do clube é de estrutura, de competência e de garra.
Basta olhar para os dois títulos que conquistou na última década. Eles foram obtidos palavra a palavra, treino a treino, conferência a conferência, jogada a jogada. Lances dentro e fora do relvado. Não foi bonito? Se bem me lembro, não.  Lembro aliás que um deles é o campeonato com menos pontos desde que a vitória vale 3 pontos, e ainda que um jogo foi disputado no Algarve sem razão aparente. O outro, ficou celebrizado não pelo título, mas antes, pelos casos dos túneis e pelo castigo ilegal que afastou dos relvados dois jogadores do FC Porto durante 4 meses. Mas o Benfica venceu!

No fundo, acho que os responsáveis do clube ficaram convencidos, algures a meio do caminho, de que, de alguma forma, a distância para o F.C. Porto estava anulada. E isso contribuiu, muito, para o desfecho dos dois últimos campeonatos.

É provável que as próximas declarações em forma de entrevista sejam de Luís Filipe Vieira. Outra vez a lembrar casos de arbitragem, outra vez a tocar na mesma mensagem, outra vez a falar para quem se revê neste discurso. E é também provável que isso seja suficiente para mais um início de temporada tranquilo e esperançoso. Se calhar até justo, se recordarmos o que era o Benfica de Vale e Azevedo. E até o Damasio.

Para ganhar é que se torna necessário muito mais do que um ou dois títulos… de jornal.

 

Até breve

 

P.S1 - parte do texto foi retirado de uma crónica.

P.S2 Será que o ika vem dar a cara?? É a dúvida do dia...

 

publicado por AR às 16:26

Pois bem,

 

Terminada a época é tempo de dar os parabéns aos campeões. O FC Porto venceu justamente a época, sendo o melhor ataque e a melhor defesa, registando 75 pontos, apenas com uma derrota em todo o campeonato. É bi campeão nacional. É o 5º título nas últimas seis épocas o 8º nas últimas dez, o 14º nos últimos vinte anos ou se quiserem o 19º nos últimos 30 anos

Apesar das dificuldades sentidas, em grande parte por culpa do Vitor Pereira, é a minha opinião, o FC Porto voltou a ser o mais competente e a vencer bem.

O SLB ainda deu alguma luta, mas nos momentos da verdade vacilou como vem sendo hábito. Este campeonato, contrariando aquilo que por vezes é a regra, foi decidido nos jogos entre os grandes, onde incluo justamente o Braga, e aí o FC Porto foi mais forte.

Referencia para o Braga que mais uma vez andou na frente, terminando em 3º.

Saliento o bom campeoanto da Olhanense desde que o Sérgio COnceição assumiu a equipa, e lamento a forma desprestigiante como o Leiria sai deste campeonato.

Assim sendo, venha o Europeu, e em Julho cá estaremos a analisar a nova época.

publicado por AR às 16:06
Domingo, 13 DE Maio 2012

A última jornada voltou a ter todos os jogos ao mesmo tempo no final da tarde de sábado, excepto o Sporting – Braga que se jogou à noite.

O Porto foi a Vila do Conde defrontar um Rio Ave que embora só na jornada anterior tivesse garantido a permanência, acalentava a hipótese de se qualificar para a Liga Europa!!!!! O Porto entrou bem melhor e rapidamente se colocou em vantagem com golos de Djalma e James Rodriguez (aos 14’ e 17’). Pouco antes do intervalo, João Tomás estava em fora-de-jogo, mas foi travado em falta por Djalma e só essa segunda infracção foi sancionada, da marca de penalidade, João Tomás reduziu. No reatamento, Kleber, que já tinha falhado duas ou três grandes oportunidades, marcou. Aos 66’ Atsu voltou a reduzir e a colocar o jogo na margem mínima, mas Kleber tinha recuperado a inspiração e obteve o hat-trick com golos aos 75’ e 92’. Com este 5-2, o Porto assegurou o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. Destaque ainda para João Tomás que aos 36 anos, se sagrou o melhor marcador português, novamente!

Entretanto, o Benfica jogava em Setúbal com o objectivo de sagrar Cardozo como o goleador deste campeonato. Embora a dominar, no primeiro ataque do Setúbal, Rafael Lopes aos 12’ desfeiteou Eduardo. O Benfica atacava e Cardozo rematava, mas Diego e a trave não o deixavam festejar.. Talvez por isso, Bruno César, tratou de voltar a dar a vitória ao Benfica marcando aos 34’ e aos 61’. Entretanto Cardozo, coxeava e continuava sem marcar, se não o fizesse, bastava a Lima não jogar para ser o melhor marcador, pois em igualdade de golos, teria menos minutos em campo, mas aos 91’, Cardozo marcou mesmo e obrigava Lima a ter que marcar dois em Alvalade para o ultrapassar, tal não aconteceu e Cardozo voltou a ser coroado melhor marcador.

À noite, o Sporting recebeu o Braga e fez um excelente jogo que só não deu goleada, porque Quim estive a bom nível e ainda contou com a ajuda da trave numa ocasião. Ainda assim, a estrela da noite foi Wolfswinckel que assinou um hat-trick que deu a vitória ao Sporting. O holandês marcou aos 34’, 61’ e 84’. Ainda assim, e embora o Sporting tenha dominado e sido sempre superior, as equipas estiveram empatadas a um, graças a um golo de Hélder Barbosa aos 57’ (tinha entrado no minuto anterior). Já muito perto do fim, Lima de penalty reduziu para 3-2 e igualou Cardozo, mas perdeu essa competição individual por ter feito mais jogos e jogado mais minutos.

Destaque ainda para a descida do Feirense, mas sobretudo para a manutenção da Académica que para além da manutenção conseguiu assegurar um lugar na Liga Europa!!!!! Isto sucedeu porque o 6º classificado, o Guimarães não cumpriu os requisitos da UEFA, o 7º, o Nacional desistiu por falta de dinheiro e de todos os restantes clubes, só Rio Ave (14º) e Académica (13º) se tinham inscrito!

publicado por Spaceship às 22:52
Terça-feira, 08 DE Maio 2012

Depois de uma semana em que o Leiria ora comunicava que desistia do campeonato (na véspera do jogo chegou a haver um comunicado oficial da SAD nesse sentido), ora comunicava que se ia apresentar na Luz, o jogo acabou mesmo por se realizar após o Leiria ter conseguido inscrever mais juniores.. Assim apresentou-se a jogo com 4 jogadores contratualmente ligados ao Benfica, 3 seniores que não rescindiram e 4 juniores, tendo no banco mais 1 guarda-redes emprestado pelo Benfica e 2 juniores. O jogo foi naturalmente fraco e sem grandes motivos de interesse. O Benfica procurou marcar (Bruno César aos 20’ marcou) e depois procurou dar golos ao Cardozo, esbanjando mais de uma mão cheia de grandes oportunidades. O Leiria procurou defender de forma compacta e marcar Cardozo sempre com 2 homens, depois, sempre que podia, ou em contra-ataque (através da rapidez de Djaniny e Bärkroth) ou em landes de bola parada, assustar Artur (embora sem trabalho, ainda teve uma ou outra bola perigosa a rondar a baliza). A vitória pela margem mínima aceita-se pela exibição de Oblak e desacerto de Cardozo e por ser um jogo em que praticamente se cumpria calendário (embora o Benfica tenha assegurado o 2º lugar e o Leiria confirmado a descida de divisão).

Ao mesmo tempo jogava-se o Porto – Sporting, um jogo de festa e consagração dos campeões nacionais em casa, mas que era um jogo decisivo para o Sporting que acalentava a hipótese de discutir o 3º lugar com o Braga na última jornada. A primeira parte foi muito disputada, com algum ascendente do Sporting e com o Porto a ser mais rápido e acutilante, ainda assim, a maioria dos remates de ambas as equipas saíram ao lado ou à figura dos guarda-redes. A segunda parte começou com um tiraço de Polga ao poste, mas ainda não foi desta que se estreou a marcar no campeonato (em 10 temporadas quase sempre como titular, nunca marcou no campeonato!!!). Mas logo o Porto pegou no jogo e o Sporting não mais incomodou Hélton. Aos 67’, Oniewu viu o segundo amarelo e é expulso. O Porto já dominava claramente o jogo quando aos 80’ Polga vê o vermelho directo (penso que exagerado, uma vez que devia ser apenas amarelo, além disso, penso que antes de Polga cometer a falta para penalty, há um empurrão de Hulk a Pereirinha em que poderia e deveria ter sido assinalada falta de Hulk), contra 9 e com um penalty à frente, Hulk marcou e decidiu o jogo. Já em cima do final, Pereirinha lesiona-se e deixa o Sporting com 8, Hulk tem uma arrancada em força desde o meio campo passando pelo meio dos defesas improvisados, finta Patrício e faz o 2-0 final. Depois disso, ainda há a registar a expulsão de Fernando em cima do apito final. Vitória justa do Porto, embora a arbitragem tenha tido um cunho decisivo.

 

Nos restantes jogos, o Braga ganhou e acabou por garantir o terceiro lugar e o acesso à pré-eliminatória da Champions, enquanto no extremo oposto, apenas a Académica e o Feirense lutam pela manutenção, agora com a Académica em vantagem por ter ganho o seu jogo (16 jogos após a última vitória), enquanto o Feirense perdeu.

publicado por Spaceship às 21:33
Terça-feira, 01 DE Maio 2012

No sábado o Porto viajou ao Funchal para jogar com o Marítimo e entrou a todo o gás para decidir logo o jogo nos instantes iniciais. Alguma falta de pontaria e uma boa exibição do guarda-redes da casa, impediram que o Porto festejasse logo nos minutos iniciais. Mas aos 14’, num lance completamente disparatado, um jogador do Marítimo oferece um penalty ao Porto ao cortar uma bola com a mão. Hulk agradeceu e converteu. A ganhar por um, o Porto abrandou, mas como o Marítimo pouco ou nada fazia, continuou a ser o mais forte e a ter as melhores oportunidades para marcar. Após o intervalo, o Marítimo apareceu com vontade de discutir o jogo e passou a atacar mais, equilibrando mais o jogo e a obrigar Helton a jogar mais. As oportunidades de golo iam surgindo ora numa, ora noutra baliza e o golo podia surgir para qualquer um dos lados, acabou por sorrir ao Porto, em mais um penalty, desta feita por derrube a Djalma aos 89’ e que Hulk voltou a converter. Pouco antes, pode ter havido um penalty por marcar a favor do Marítimo, mas aceito que possa ter sido o jogador da casa a atirar-se para o chão ao sentir a presença de Hulk e ter tentado simular o penalty. Vitória justa do Porto.

No domingo, o Benfica entrou em Vila do Conde sabendo que só podia ganhar para manter o título em disputa e começou logo ao ataque, criando boas situações para marcar. Mas o Rio Ave foi rápido a responder e em contra-ataque, aproveita uma hesitação de Luisão para inaugurar o marcador aos 8’. O Benfica forçou ainda mais o ataque, mas em contra-ataque o Rio Ave ia sempre criando problemas. Ainda antes do intervalo, o Benfica dá a volta ao jogo com golos de Nolito (37’) e Cardozo (40’) de penalty. Depois vem mais uma invenção de Jesus, ao intervalo e a ganhar, tira Matic para colocar Saviola. O Rio Ave passou a dominar o meio campo e empatou logo aos 50’. A equipa da casa continuou a ser a mais perigosa e deu para Capdevila safar um golo certo, até que Jesus decidir repor o equilíbrio, com a entrada de Javi para o lugar de Aimar. Daí para a frente só deu Benfica e o guarda-redes do Rio Ave brilhou. O árbitro (o fantástico Benquerença) apareceu como a grande figura no final ao não marcar dois penalties a favor do Benfica, primeiro aos 81’ com Gaspar a carregar Cardozo pelas costas e depois aos 86’ com Sonny a derrubar Saviola. Empate com mão da arbitragem a dar o título ao Porto.

Na segunda, o Sporting recebeu a Académica e os visitantes começaram bem melhor e cedo puseram Rui Patrício à prova, que fez uma ou outra defesa bastante complicada.. Aos poucos, o ímpeto da Académica diminuiu e o Sporting cresceu, na primeira vez que remataram à baliza, Carrillo marcou e inaugurou o marcado aos 30’. O Sporting melhorou e passou a atacar mais, mas em cima do intervalo, Polga faz um auto-golo digno dos melhores pontas-de-lança e leva o empate para o intervalo. Na segunda parte, o Sporting procurou chegar à vitória e foi premiado com um golo de Wolfswinckel a pouco mais de um quarto de hora do fim.. A Académica procurou o golo do empate, mas o Sporting fechou-se bastante na defesa e não deu hipóteses.. A vitoria do Sporting acabou por ser justa.

Destaque para a lamentável situação do Leiria que recebe o Feirense com apenas 8 jogadores em campo (4 contratualmente ligados ao Benfica e 2 juniores). Ainda assim, apenas perderam por 4-0 e afundam-se na tabela. O Feirense passa a Académica que passa a estar em lugar de descida.

Nota ainda para o Braga que perde em casa com o Olhanense e começa a ter o 3º lugar em risco e que pode vir a ser decidido na última jornada em Alvalade.

Título decidido, mas há ainda muita emoção nesta Liga. Parabéns ao Porto!

publicado por Spaceship às 17:26
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO