Terça-feira, 23 DE Agosto 2011

Numa altura em que os árbitros se sentiram tão ofendidos pelas reacções dos dirigentes do Sporting, que os levaram a boicotar os jogos desse clube, penso que é importante partilhar convosco os valores que os árbitros nacionais auferiram nas quatro competições profissionais em 2010/2011: 

  • Jogos da Liga Zon/Sagres: árbitro principal 1.272€; quarto árbitro 318€
  • Jogos da Liga Orangina: árbitro principal 890€; quarto árbitro 222€
  • Taça de Portugal/jogos com equipas da 1ªLiga: 560€
  • Taça de Portugal/jogos com equipas da 2ªLiga: 420€

Nos 10 meses de competição, os vinte e cinco (25) árbitros da 1ª Liga Portuguesa receberam uma média de 31.500€, com o valor máximo a chegar aos 37.400€ (valor auferido por Jorge Sousa) e o mínimo a ficar pelos 26.000€ (valor obtido por Manuel Mota). Nestes valores, está ainda contabilizado o subsídio de treino mensal no valor de 400€ (4.000€ anuais).

 

(Ver tabela completa em http://www.futebolfinance.com/os-salarios-dos-arbitros-portugueses-201011)

 

Cumpre ainda referir que todas as despesas incorridas com deslocações, estadias e refeições são inteiramente reembolsadas e pagas à parte, não sendo aqui contabilizadas (nem muito menos as “ofertas” que os clubes lhes proporcionam). Se a isso tudo ainda juntarmos os salários que estes senhores auferem nos seus respectivos empregos, podemos concluir que afinal nem são assim tão mal remunerados e que até deveriam ter atitudes bem mais profissionais do que as que estão a protagonizar!

publicado por Spaceship às 18:19
Sem dúvida spaceship.
E sobre isto, concordo com quem defende a imediata demissão do Vitor Pereira. Não conseguiu controlar a sua classe, depois de no ano passado não se terem sentido ofendidos com a lamentavel e já muito discutida conferência do SLB à 2ª jornada. Claramente dois critérios muito diferentes, com a agravante de ter "aberto as pernas" ao slb fazendo as conferencias de imprensa de 5 em 5 jornadas conforme ordem do slb.
Lamentável a atitude destes senhores.
Estou com o Dr. Eduardo Barroso, todos para a Rua, e venham os amandores que como se viu no jogo do Sporting em Aveiro até podem fazer o mesmo ou melhor e provavelmente o dinheiro faz-lhes mais falta.
AR a 23 de Agosto de 2011 às 18:26
Calma.. o Benfica queixou-se à 4ª jornada, após o jogo em Guimarães em que se queixou de 4 lances (2 penalties não assinalados e 2 golos anulados), sendo que depois lhes deram razão em 3 dos lances, se não me engano.. e já dps de ter tido mais razões de queixas em jornadas anteriores (nomeadamente um penalty não assinalado na 1ª)..
E supostamente as conferências de imprensa já tinham sido combinadas que seriam efectuadas antes de começar o campeonato..

Mas de qualquer forma, o que é verdade é que o Benfica já protestou e nada disto sucedeu.. O Porto também o fez (lembro que o árbitro que estava designado para o beira-mar vs sporting foi o 4º arbitro da questão do túnel da Luz que envolveu o Hulk e o Sapunaru) e nada sucedeu.. Só com o Sporting é que resolveram tomar esta posição de força (eventualmente porque o clube já não é tão grande como os próprios ainda pensam que é)..

Mas isto é perigosíssimo e desvirtua completamente a honestidade e imparcialidade que a arbitragem deve ter.. embora o arbitro do jogo tenha feito um trabalho bom, sem influência no jogo e que até acabou por ser melhor que algumas das outras arbitragens desta jornada, nada impede que se o boicote continuar, que o sporting no próximo jogo em Alvalade coloque dezenas de árbitros amadores nas bancadas prontos a entrarem em campo, enquanto os outros jogos continuam a ser ajuizados pelos árbitros de topo..
Concordo que os dirigentes da arbitragem e estes arbitros deviam ir todos para a rua.. se não estão disponiveis para arbitrar o sporting, também não deveriam estar disponivies para arbitrar mais nenhum jogo nesse dia..
E a Liga também não pode passar isenta neste processo, como é que pode organizar um jogo sem que à partida exista uma equipa de arbitragem competente?
Spaceship a 23 de Agosto de 2011 às 18:38
“(…) O grande problema do Sporting não são os erros da arbitragem – é não conseguir meter a bola na baliza”
Bruno Prata, Público, 23/8/2011
Esta afirmação de Bruno Prata, que tem sido repetida por muitos, é falsa.
Porque o Sporting consegue meter a bola na baliza, mas o golo é mal invalidado. No jogo contra o Olhanense marcámos golos, contra o Beira-Mar é que não. E essejogo foi depois da birra dos árbitros. E a questão não é essa. A questão é o facto de tanta gente querer fazer pensar que a questão é essa.
Imaginem que um homem, incompetente no seu trabalho, é despedido. Nesse dia volta para casa mais cedo e surpreende a mulher com o amante. Faz um escândalo. Eu digo que o marido é traído porque a mulher é galdéria, o Bruno Prata e outros jornalistas desportivos dirão que é traído porque é incompetente no emprego.
Mas não nos podemos iludir. A culpa desta situação é nossa, do Sporting. Não a culpa de falharmos golos ou de termos ofendido os árbitros, mas a culpa de ter aceitado, passivamente, o que tem acontecido nos últimos anos.
A culpa é nossa por nunca termos dito nada sobre o Apito Dourado. Por termos tido presidentes que se sentaram, como se nada fosse, ao lado de Pinto da Costa, o homem que recebe árbitros em casa, que lhes paga viagens ao Brasil, que lhes oferece fruta e ameaça oferecer o jantar. Por apoiarmos a eleição para a Liga de Fernando Gomes, ex-vice-presidente do Porto do tempo do Apito Dourado. O Sporting ajudou, com o seu silêncio, com a sua conivência, a que os comportamentos corruptos, que prejudicam o clube, passassem impunes e, mais grave, passassem a ser considerados irrelevantes. Não foi só o Sporting, claro. Também têm culpa os jornalistas que continuam a fingir que não se passou nada. Os directores que evitam os assuntos polémicos, com medo de perder o acesso aos dez minutos iniciais dos treinos e às conferências de imprensa cheias de banalidades. Os comentadores que negam que o que se passou seja grave, para não terem de admitir que festejam títulos ganhos com trafulhice. Os clubes que não protestam quando são prejudicados em favor do Porto. Os dirigentes da Liga e da Federação que olham para o lado. Todos contribuem para que, em Portugal, a trapaça seja normal. Se é normal um presidente receber em casa um árbitro que, dois dias depois, vai beneficiar o seu clube num jogo importante e se, ainda por cima, é o presidente do clube que já pagou viagens ao Brasil a outros árbitros, então qual é o espanto por haver golos mal anulados como o do Sporting – Olhanense?
Os árbitros só fizeram este boicote patético porque acham que, como é o Sporting, podem. Porque, vendo a atitude do Sporting nos últimos anos, julgaram que éramos tíbios. Alguém acha que faziam isto ao Porto, por exemplo quando o Villas Boas criticou João Ferreira, antes de um jogo na época passada? Claro que não faziam. O Porto é que manda. Ou manda dar fruta, ou manda dar o jantar. Ou putas, ou porrada.
Quem não se dá ao respeito, como Sporting não se deu nos últimos anos, acaba assim, com um grupo de bandalhos a achar que nos pode intimidar. Mas ainda podemos mostrar-lhes o quanto estão enganados.
O que há a fazer, aconteça o que acontecer, é não pedir desculpa. Está fora de questão ceder sequer um milímetro. Seria admitir que somos menos do que os outros clubes. E, se palhaçada continuar, então devemos recusar participar neste campeonato. Era a atitude que devia ter sido tomada quando se descobriu que a fraude do Apito Dourado ia passar incólume. Ainda vamos a tempo.
(...CONTINUA...)
Anti facciosos! a 24 de Agosto de 2011 às 11:01
(...CONTINUACAO...)
PS – A solução para o problema do futebol português não passa pelo aumento da competência dos árbitros através da sua profissionalização. É uma falácia. A maioria das vezes não erram por incompetência, erram por corrupção. E aumentar-lhes o salário só vai fazer com que se esforcem mais para fazer batota a favor de quem influencia a decisão sobre que árbitro tem melhor nota e sobe de escalão, logo ganha mais. O Apito Dourado mostrou bem quem manda nesta bodega. Enquanto o Presidente do Porto puder oferecer fruta, viagens e cafezinhos à vontade, o que é que interessa se é a árbitros de classe média ou a árbitros de classe média alta? Ou será que, se ganhasse mais dinheiro, Augusto Duarte já não precisava de aconselhamento matrimonial de Pinto da Costa para o seu pai? E Jacinto Paixão, com um aumento de salário, deixava de preferir mulatas?

ASS. José Diogo Quintela

http://www.sportingapoio.com/o-sporting-e-a-birra-dos-arbitros-por-ze-diogo-quintela/?fb_ref=facebook&fb_source=home_oneline
Anti facciosos! a 24 de Agosto de 2011 às 11:02
clap, clap, clap... muito bom!
Afinal a culpa é toda dos árbitros, do Porto e do tão famigerado apito dourado. A culpa é deles pela falta de esratégia desportiva, pela venda do capitão ao rival em saldo, por hoje existirem jogadores como Varela, Carlos Martins nos quadros dos riveis sem que tal representasse uma maior valia para o clube, pela compra de jogadores como Pongolle, por não terem um central digno desse nome, por permitirem os excessos de Izmailov, pelas bofetadas entre Liedson e Sá Pinto, pela escolha de técnicos de nomeada como Carvalhal e Paulo Sérgio, pela eleição de um presidente que de futebol percebia muito pouco, pelos 4 directores desportivos em 2 anos.
Fala-se muito nos bichos papões do costume, mas nunca ouvi o SCP insurgir-se contra o "sistema", quando o Estoril jogava em casa no Algarve, e directores desportivos do seu rival eram simultaneamente accionistas de outros clube... ou quando o terrorista Ricardo Costa resolveu deturpar a verdade desportiva de um campeonato com suspensões vergonhosas.
E se o SCP tem alguma qualidade, porque é que nunca o vi mostra-la nas competições europeias, onde teoricamente não há bicho papão, excepto num ano em que conseguiu a proeza de perder uma final no próprio estádio.
E convém não esquecer que, não há muito tempo, o SCP foi campeão com mais de 20 penaltys a seu favor assinalados, e o Ricardo defendia bolas sentado 2 metros dentro da baliza!!! Mas isso não interessa lembrar... até porque o SCP sempre foi um diminutivo de Somos Chorões Permanentes.
fred a 25 de Agosto de 2011 às 12:42
Que mal tem um clube fazer os seus jogos em casa noutro campo que nao o seu? Onde joga hoje o leiria? Quantas vezes o porto jogou como visitante na maia e em que o clube da casa nao era o maia, mas sim o gil, o guimaraes, o varzim, o rio ave e ate o chaves?
Mas isso nem interessa... Bonito, bonito foi ver o mano calheiros no monaco com o Avelino... Que bela familia... Pareciam os sopranos, convem nao esquecer que o diminuitivo de fcp foi e ser fruta, corrupcao e putas!
Anti facciosos! a 29 de Agosto de 2011 às 17:25
Uiiii... que comparação fantástica... fantástica, como diria o Futre. Até porque do estoril ao algarve é um tirinho pela A2, e o estádio do Estoril nem tinha condições para o jogo.
E que eu saiba não há nenhum mal de um árbitro ter preferências clubisticas... há alguns actualmente em actividade que até assumiram a filiação.
Já que vi toquei num ponto fraco e sensível... estalou logo o vernis!!! Tenha lá calma, beba um copo de água e respire fundo :D
fred a 29 de Agosto de 2011 às 18:11
Ui... Pelos vistos, voce nao sabe do que fala... Sabe porque motivo o estoril quis jogar noutro campo que nao o seu? Queria um campo com maior capacidade para ter mais receitas de bilheteira. Teve possibilidades de ir para restelo e alvalade, mas rejeitou por esses ficarem ainda mais perto da luz... Tambem teve possibilidade de ir para leiria, mas teria um custo superior...
No algarve, nao teve custos e a receita de bilheteira foi superior a soma de todos os outros jogos em casa!
Nao sei se o estoril jogar no algarve com o benfica soa tao ridiculo como o chaves ir a maia jogar com o porto, afinal as antas eram mesmo ao lado, mas voce la sabe... Ou nao...
Anti faccioso! a 30 de Agosto de 2011 às 11:04
Ahhhh, eu muito gosto de moralistas de meia tigela que quando se toca na ferida começam logo a patinar. Com que então interesses financeiros! Do accionista Veiga que era dirigente do benfica (reparei que, estrategicamente prefere nem tocar nesse ponto :)? E acha bem deturpar a verdade desportiva de um campeonato que foi discutdo até ao último ponto? Não acha que porto e sporting deveriam ter o mesmo privilégio de joga no Algarve? E que eu saiba, o campo do Estoril não teve qualquer problema nas transmissões televisivas dos jogos dos grandes que não tinham um accionista do Estoril nos seus quadros.
Porque é isso que está em questão... nas casas emprestadas que refere (e que o eram pela falta de condições para transmissões televisivas) quando não havia alguma lógica de proximidade, pelo menos existia igualdade para todos os grandes. Não era só para um... por coincidência o do accionista toupeira. E viva a seriedade!
fred a 31 de Agosto de 2011 às 23:25

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
16
17
20
26
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO