Segunda-feira, 18 DE Junho 2012

Meus Caros,

 

Portugal passou o grupo da morte com todo o mérito e justiça!! Como sabem não tinha grandes expectativas, mas logo no primeiro jogo a equipa demonstou que com um pouco mais de ambição, e a estrelinha, nem com a Alemanha tinha perdido. Depois faltava Ronaldo, enorme jogador que qualquer equipa precisa, um dos melhores do mundo. E ontem ele apareceu! Depois de uma ausencia de dois jogos, Ronaldo apreesentou-se ao Europeu, não só pelos dois golos, mas também pelo muito jogo que deu.

Assim, e apesar de não ter uma super equipa, Portugal tem demonstrado muita vontade, união e capacidade de sacrificio, que mesmo com os seus pontos fracos (apenas os comentarei no final do euro para não dar azar) parece-me ser capaz de ir ainda mais longe. Aliás, atrevo-me a dizer que a par da Espanha, não vejo ninguém a jogar ao nosso nível. Nem a Alemanha, apesar de ter uma grande equipa e termos perdido já com eles. Pecamos muito na finalização, Portugal cria 5/6 ocasiões de golo para concretizar uma. Não vejo nenhuma equipa criar tantas ocasiões, mas também nenhuma que falhe tanto. Temos a equipa alicerçada em 4 jogadores top mundial: Pepe, Moutinho, Nani e Ronaldo! Jogadores já com muita experiência, como Bruno Alves, Meireles (lembro que é campeão europeu) e mesmo Postiga, jogador que apesar de todas as criticas já marcou em 3 europeus.

Assim sendo, acredito que com maior ou menor dificuldade, vamos ultrapassar a Républica Checa e vingar o euro 96. Mas há que manter a mesma postura, humilde e muito trabalho.

Vamos a isso, força Portugal!!  

publicado por AR às 10:02
Segunda-feira, 14 DE Maio 2012

Meus Caros,

 

Terminado o campeonato, aparecem os papagaios a tentar arranjar justificações para o insucesso. Primeiro as declarações de Jorge Jesus, treinador, e João Gabriel, diretor de comunicação, apresentadas em «A Bola» são duas peças que ajudam a compreender a fase que o Benfica atravessa.

Na primeira, em forma de entrevista, o treinador passa três mensagens: não vai para o F.C. Porto (sendo que o campeão nunca disse que o desejava), cometeu alguns lapsos (poucos, parece...) e não houvesse erros dos árbitros o Benfica teria festejado o título na Luz.

Na segunda, também em forma de entrevista, o diretor de comunicação preocupa-se em passar duas mensagens: os que gritam contra Vieira e Jesus estão a ser instrumentalizados (chega ao ponto de lembrar Vale e Azevedo, pobre dele, a viver dificuldades em Londres) e os árbitros deram o título ao F.C. Porto.

As duas peças utilizam a desculpa da arbitragem para justificar mais um título perdido para o F.C. Porto.

Este argumento é tão velho como os campeonatos. E por ser tão velho, estaria gasto não fosse dar-se o caso de haver adeptos que gostam de discutir futebol a partir dos equívocos de quem apita. Ou seja, este discurso, em parte, funciona.

Apesar de, na verdade, o Benfica não ter razão.

Os árbitros são, em grande parte, os mesmos da época em que o Benfica foi campeão, um detalhe. E nessa altura não pareciam assim tão incompetentes. Mas isso nem é o mais relevante.

Uma década depois, o líder do Benfica festejou apenas dois títulos. O que faz de Luís Filipe Vieira um espectador bastante frequente do sucesso alheio. A acreditar na tese, o presidente dos «encarnados» deveria ter lugar no guiness como o dirigente desportivo mais prejudicado pela arbitragem. Provavelmente a par de alguém do Sporting.

Mas o Benfica não perde mais do que o F.C. Porto por causa dos árbitros. Nem pelos dirigentes, pois se bem nos recordamos o único presidente que ouvimos dizer que preferia contratar pessoas da Liga e não jogadores dói o luís Filipe Vieira. Aliás, o único que apoiou esta liga e este presente da FPF. Acontece que tem sido menos capaz, vista a coisa de diferentes ângulos. Tem escolhido quase sempre pior, de treinadores a jogadores. É a história e a história não se reescreve.

Este discurso dos responsáveis do Benfica parece bastante agressivo e destinado a marcar uma posição sólida, de clube grande que de facto é. Mas na prática nada sucede. Como em todo os defesos, o Benfica irá de férias sem que lhe seja conhecida uma ideia de fundo para o futebol português, algo que ajude a melhorar. E regressará, como sempre, eufórico com o título de campeão do mercado.

Na verdade, este discurso não procura marcar pontos junto dos árbitros, de quem os nomeia ou sequer da Liga ou da Federação. Este é um tipo de conversa que aponta apenas numa direção: os sócios. Até pode funcionar, no sentido em que funcionar pode ser sinónimo de convencer.

No entanto, é evidente que não será com declarações num jornal que o Benfica alterará seja o que for. O problema do clube é de estrutura, de competência e de garra.
Basta olhar para os dois títulos que conquistou na última década. Eles foram obtidos palavra a palavra, treino a treino, conferência a conferência, jogada a jogada. Lances dentro e fora do relvado. Não foi bonito? Se bem me lembro, não.  Lembro aliás que um deles é o campeonato com menos pontos desde que a vitória vale 3 pontos, e ainda que um jogo foi disputado no Algarve sem razão aparente. O outro, ficou celebrizado não pelo título, mas antes, pelos casos dos túneis e pelo castigo ilegal que afastou dos relvados dois jogadores do FC Porto durante 4 meses. Mas o Benfica venceu!

No fundo, acho que os responsáveis do clube ficaram convencidos, algures a meio do caminho, de que, de alguma forma, a distância para o F.C. Porto estava anulada. E isso contribuiu, muito, para o desfecho dos dois últimos campeonatos.

É provável que as próximas declarações em forma de entrevista sejam de Luís Filipe Vieira. Outra vez a lembrar casos de arbitragem, outra vez a tocar na mesma mensagem, outra vez a falar para quem se revê neste discurso. E é também provável que isso seja suficiente para mais um início de temporada tranquilo e esperançoso. Se calhar até justo, se recordarmos o que era o Benfica de Vale e Azevedo. E até o Damasio.

Para ganhar é que se torna necessário muito mais do que um ou dois títulos… de jornal.

 

Até breve

 

P.S1 - parte do texto foi retirado de uma crónica.

P.S2 Será que o ika vem dar a cara?? É a dúvida do dia...

 

publicado por AR às 16:26

Pois bem,

 

Terminada a época é tempo de dar os parabéns aos campeões. O FC Porto venceu justamente a época, sendo o melhor ataque e a melhor defesa, registando 75 pontos, apenas com uma derrota em todo o campeonato. É bi campeão nacional. É o 5º título nas últimas seis épocas o 8º nas últimas dez, o 14º nos últimos vinte anos ou se quiserem o 19º nos últimos 30 anos

Apesar das dificuldades sentidas, em grande parte por culpa do Vitor Pereira, é a minha opinião, o FC Porto voltou a ser o mais competente e a vencer bem.

O SLB ainda deu alguma luta, mas nos momentos da verdade vacilou como vem sendo hábito. Este campeonato, contrariando aquilo que por vezes é a regra, foi decidido nos jogos entre os grandes, onde incluo justamente o Braga, e aí o FC Porto foi mais forte.

Referencia para o Braga que mais uma vez andou na frente, terminando em 3º.

Saliento o bom campeoanto da Olhanense desde que o Sérgio COnceição assumiu a equipa, e lamento a forma desprestigiante como o Leiria sai deste campeonato.

Assim sendo, venha o Europeu, e em Julho cá estaremos a analisar a nova época.

publicado por AR às 16:06
Domingo, 04 DE Março 2012

Para quem apregoa ao fair play e exemplo de clube, aqui fica...

 

http://www.miragens.abola.pt/videosdetalhe.aspx?id=16155

 

Vergonha


Até breve

 

 

 

publicado por AR às 14:39
Segunda-feira, 30 DE Janeiro 2012

Meus Caros,

 

Sem querer substituir ao Spaceship que sempre aqui regista a crónica da jornada, não podia deixar passar em branco o que se passou esta jornada na Liga Portuguesa. Desde 4ª feira passada que alguns me tinham feito notar para as conversas que existiam, campos pequenos que deviam ser efectuados os jogos noutros estádios etc etc, e depois as nomeações: Rui Costa para Stª Maria da Feira e o célebre Bruno Paixão para Barcelos. Pois, o circo estava montado e foi um festival.

No sábado, entre as normais agressões do Javi Garcia, que são definidas como jogo agressivo, passando por outra agressão do Artur, depois de idêntico gesto no estádio do Dragão, terminando numa agressão do Maxi Pereira que fica pelo amarelo, ao que se deve juntar um escandaloso fora de jogo que invalida um golo ao Feirense e que por acaso levaria ao 2 - 0 para a equipa da Vila da Feira. O SLB acaba por vencer com um auto golo e um penalti.

Depois domingo seguia-se para Campo Maior... perdão, para Barcelos. E ai o festival foi total. Sem contar com as inúmeras decisões duvidosas e com critérios duvidosos a meio campo, como por exemplo a falta que deu origem ao primeiro golo, há "apenas" 4 decisões com influência directa no resultado, senão vejamos:

  • Penalti claro sobre Defour, com o arbitro a 1,5 metros;
  • Fora de jogo escandaloso no lance do cruzamento para o penalti assinalado aos 44 min, e que deu origem ao 2º golo do Gil. O fiscal de linha estava a menos de um metro;
  • Penalti claro sobre Kleber, aos 48min, o mesmo fiscal de linha que assinalou o penalti do Otamendi, nada vê agora;
  • Aos 54 min, cruzamento de Varela, gr do Gil defende e sai do campo. O mesmo fiscal de linha das duas anteriores decisões nada assinala, o gr lance o contra ataque que resulta num bom golo, o 3º de Gil.

Ora, tudo isto, tendo em conta os actores principais não é grande surpresa. Pensei que não seria tão claro. Foi uma tentativa de aniquilar o campeonato, acredito que não foi conseguida, mas quase.

Felicito ainda, e provavelmente pela primeira vez o Vitor Pereira. Assumiu um mau jogo da equipa, mas disse com todas as letras a vergonha que se passou em Barcelos. E dadas as circunstancias, e as ocorrências do jogo, acredito que nem o melhor FCP iria vencer aquele jogo.


Até breve

publicado por AR às 10:52
Domingo, 15 DE Janeiro 2012

Meus Caros,

 

O meu amigo spaceship que me perdoe, mas parece-me que as duas grandes não novidades da semana que agora termina não foram as que ele elencou. Eu apostava em dois casos curiosos, a saber:

O slb mais uma vez, na época de transferências de janeiro contrata um jogador de uma equipa contra com que vai jogar nessa semana. O ano passado foi o Jardel ao Olhanense, este ano o jianini ao Leiria. Julgo ser uma má pratica, pouco transparente e que pode colocar em causa a verdade desportiva. Nem que nada disso acontece, é um principio etico claramente violado. Mas não é uma prática nova.

A outra não novidade, e esta até pode ter alguma ligação com uma alertada pelo spaceship no seu post, é o falhanço na negociação do slb como o grupo do pais do amaral relativo aos direitos de transmissão dos seus jogos. E com quem vai negociar?? Olivedesportos!! Curisoso. Aquela empresa a que muitos gostam de chamar o lobo mau, vai voltar a ser um aliado do slb. Engraçado, mas para mim nenhuma surpresa...

 

Até breve

publicado por AR às 16:20
Quinta-feira, 17 DE Novembro 2011

Meus Caros,

 

 

Cumpriu-se ontem oito anos que o Estádio do Dragão abriu as portas, local onde muitas felicidades tenho vivido. Desde que o Barcelona, que estreou Messi nesse jogo, apadrinhou o novo recinto dos portistas, o FC Porto já venceu 18 troféus, três dos quais internacionais. Ou seja, mais de duas conquistas por ano. Mais nenhum clube europeu - e provavelmente em todo o mundo - iguala este registo no mesmo período. Os catalães são os que mais se aproximam, com 17 títulos, o último dos quais conquistado "à custa" dos dragões, na Supertaça Europeia. Mais atrás surgem o Inter de Milão (16) e o Manchester United (14).

É por isso uma casa de sucesso, com um registo brilhante, aquela que hoje apaga as velas. Construído para substituir o velhinho Estádio das Antas, o Dragão custou quase cem milhões de euros e foi palco de cinco jogos do Euro'2004. Antes disso, já tinha festejado um título nacional e a conquista da Liga dos Campeões com José Mourinho. Foi o início de um percurso que continua a acumular troféus para exibir no futuro museu, que deverá abrir portas em Abril de 2012.

Classificado com Grau A - pode ser palco de qualquer evento futebolístico nacional ou internacional -, o Dragão não vive apenas de futebol. Espaço desenhado pelo Dragão de Ouro Manuel Salgado para ser multifuncional, já recebeu concertos (Rolling Stones), congressos, festas de aniversário, casamentos e a prova de automobilismo Race of Champions.

Além disso, tem acumulado prémios próprios, a juntar aos da equipa: foi o primeiro estádio do mundo a receber a Certificação Integrada de Qualidade (ISO 9001) e Ambiente (ISO 14001), distinguindo-se ainda na ecologia, na reciclagem e na siderurgia.

Aqui ficam alguns números:

18

São 6 campeonatos, 4 Taças de Portugal, 5 Supertaças, uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa e uma Taça Intercontinental na galeria do Dragão

179

O número de jogos oficiais do FC Porto no estádio. São 129 triunfos, 33 empates e apenas 17 derrotas. Neles, os portistas já festejaram 361 golos e viram os adversários marcar110. Amédia é de dois golos marcados por partida.

6,5

Milhões de espectadores - valor ultrapassado no último jogo - que se sentaram nas bancadas em partidas oficiais, excluindo jogos da Selecção e do Euro'2004. A média é de 36 479, o que perfaz uma taxa de ocupação muito interessante de 70,1 por cento.

 

Impressionante!!

publicado por AR às 12:20
Quinta-feira, 10 DE Novembro 2011

Meus Caros,

Sempre ouvi dizer que, quem não se sente não é filho de boa gente. Posto isto, subscrevo na integra o comunicado hoje emitido pelo FC Porto, aqui fica:

 

«A Confederação do Desporto de Portugal realizou a sua gala anual esta semana no Casino Estoril. Para além de uma série de desportistas premiados pelos seus desempenhos no último ano desportivo, entenderam os responsáveis atribuírem o prémio Alto Prestígio ao Benfica e ao Sporting.

Estas distinções valem sempre o que valem, mas não deixa de ser surpreendente e estranho que os responsáveis pela Confederação tenham distinguido dois grandes clubes de Lisboa e tenham esquecido, por exemplo, os finalistas da última Liga Europa, FC Porto e Braga, os dois clubes que nos últimos anos mais têm feito pela imagem internacional de Portugal.

Pela primeira vez dois clubes portugueses disputaram uma final europeia, pela quarta vez nos últimos oito anos uma equipa portuguesa venceu um troféu internacional – e só para recordar o quão difícil é vencer competições internacionais basta recordar que os agora distinguidos venceram troféus internacionais há 47 anos (Sporting) e 49 anos (Benfica) – mas os senhores da Confederação do Desporto de Portugal decidiram homenagear esses emblemas com o prémio Alto Prestígio.

Desconhecem-se os critérios de tais escolhas, necessariamente muito criativos, mas para os mais desatentos convirá também recordar que caso queiram retirar o futebol e concentrar a argumentação nas chamadas modalidades, o FC Porto venceu todas e até tem uma equipa (hóquei em patins) que há dez anos consecutivos conquista o campeonato nacional, mas isso ainda deve estar no “quase prestígio”, longe de atingir o épico “alto prestígio”...

É este funcionamento em circuito fechado, alheado da realidade, que o FC Porto continuará sempre a denunciar e a combater. Para ao menos no Desporto o país ser realmente do Minho ao Algarve, sem esquecer as regiões autónomas.».

 

Sem mais,

publicado por AR às 17:16
Quarta-feira, 09 DE Novembro 2011

 

Meus Caros,

Para quem não conhece, Alex Zanardi, é um piloto que teve uma carreira de grande destaque na Fórmula 1 e na Fórmula Indy até ter sofrido um acidente que, em 2001, o obrigou a amputar as duas pernas, voltou aos triunfos, mas num outro tipo de corridas. O italiano, de 45 anos, venceu a prova de "handcycle" - cadeiras de rodas em que os atletas pedalam com as mãos - da Maratona de Nova Iorque, completando os42,195 quilómetrosem 1h13m58s. O italiano triunfou por apertados dois segundos, bateu os outros 92 participantes da categoria e, note-se bem, superou em mais de 51 minutos Geoffrey Mutai, o queniano que venceu a corrida masculina!

Aquele que ainda hoje é um piloto admirado e que se manteve no desporto motorizado correndo no WTCC entre 2005 e 2009, conquistando quatro triunfos para a BMW, virou agulhas para outro desporto, o paraciclismo. Fez uma experiência em Nova Iorque'2007, ganhou a Maratona de Veneza em 2009 e desde o ano passado definiu um objectivo máximo, ir aos Jogos Paralímpicos de 2012, em Londres. E parece que irá ser bem sucedido, atendendo ao triunfo de domingo em Nova Iorque, à vitória do ano passado na Maratona de Roma, e à medalha de prata no Mundial de ciclismo paralímpico. O espírito competitivo está lá e o caminho faz-se pedalando. "A minha missão, para esta época, é acumular pontos para os Jogos Paralímpicos de Londres'2012", confessou o italiano.

Com Zanardi na luta pelas medalhas, a prova de "handcycle" dos próximos Paralímpicos vai ter, garantidamente, um relevo muito especial.

Um grande campeão!!

 

publicado por AR às 17:27
Terça-feira, 08 DE Novembro 2011

Meus Caros,

Curiosamente, as polémicas em jogos do slb fora do campo continuam. Não sou ninguém para fazer juízos de valor sobre o carácter dos jogadores, muito menos não sendo do FCP, nem quem é mentiroso ou não. O certo, é que há acusações de racismos e xenofobia graves, que não deviam existir. Quanto a isso, dificilmente se chegará a qualquer conclusão, já quanto ás lamentáveis frases do gr Artur, eles são públicas e de enorme gravidade. Posto isto, que aliás já tinha aflorado num dos últimos comentários, foi agora emitido um comunicado dos capitães do SC Braga, mostraram indignação com várias coisas, mas aquelas que destaco é mesmo a posição do Artur. E fazem um desafio que também eu gostava de em público. Que assuma quais os truques a que se referiu!! É tão grave e baixo, que só mesmo dando a cara e assumindo o que pretendia fazer poderá salvar a sua imagem. Aqui fica o comunicado, e aguardo curiosamente pela posição do sr (propositadamente com letra pequena enquanto não limpar a imagem) Artur.

 «1- O grupo repudia todo e qualquer comportamento/manifestação racista ou xenófoba, demonstrando total e incondicional apoio aos colegas de grupo Alan e Djamal, cuja honra e dignidade foram postas em causa.
2- São deploráveis, e inexplicáveis as palavras de índole racista dirigidas aos atletas Alan e Djamal, no decorrer do referido jogo, tal como são incompreensíveis as ofensas à família do Alan.
3- Os atletas do SC Braga em causa são profissionais de honra imaculada, sem nunca terem vivido ou assistido a situação semelhante.
4- Djamal tem orgulho nas suas raízes e na sua carreira e Alan partilha dos mesmos valores. Alan que apresenta, em Portugal, uma carreira profissional de 10 anos, cuja idoneidade poderá ser comprovada pela própria equipa técnica do SL Benfica.
5- Manifestamos ainda tristeza e surpresa pelos comentários do nosso ex-colega de equipa, Artur Moraes, que põe em dúvida o valor, profissionalismo e seriedade desta instituição. Ele viveu este clube e sabê-lo-á, mais do que ninguém, que no SC Braga não são necessários “truques” ou “jogos sujos” para vencer. Assim o honrámos no passado, assim o fazemos no presente.
6- Desafiamos, por isso, Artur Morais, a revelar ou contar qualquer “truque” por nós idealizado ou perpetrado nos jogos com o SL Benfica, na época passada, no AXA, onde, para o campeonato vencemos por 2-1 e para a Liga Europa por 1-o. Jogos, onde Artur vestiu esta camisola.»


Até breve

publicado por AR às 17:45
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO