Segunda-feira, 27 DE Setembro 2010

A sexta jornada teve inicio logo na sexta-feira com o Braga a receber a Naval. O jogo revelou-se fácil para a equipa da casa que teve sempre a iniciativa e o domínio do jogo, sem surpresa, marcou ainda antes da meia hora por Mossoro. Pouco depois, Alan quase ampliava o resultado mas em cima do intervalo, foi a Naval quem podia ter marcado, mas Filipe fez grande defesa! No reatamento, surgiu novo golo num lance muito peculiar, centro para a área da Naval, Orestes alivia num chutão para o ar, a bola enrola e começa a descer na direcção da baliza, Alan e Salin (redes da Naval) tentaram em cima da linha jogar a bola, mas atrapalharam-se e ela entrou directa. Acabou por ser auto-golo, mas penso que devia ter sido marcado falta de Alan sobre o redes. Já perto do final, Paulo César amplia para 3 e em cima dos 90 mn, a Naval fez o tento de honra.

Sábado ao final da tarde, o Benfica deslocou-se ao estádio dos Barreiros onde tinha obtido duas goleadas nas duas visitas anteriores. O mesmo podia ter sucedido, não fosse uma primeira parte repleta de ocasiões falhadas para o Benfica (duas grandes defesas de Marcelo a remates de Saviola e uma bola que Danilo tirou em cima da linha a cabeceamento de Javi). Salienta-se ainda um penalty por marcar por volta sobre Saviola ainda aos 30mn e um lance complicado na área do Benfica em cima do intervalo, após um centro para a área, Maxi tem a mão em cima de Djalma que ainda assim cabeceia para Baba que remata para a baliza e Roberto defende por instinto com o pé para canto. Embora seja discutível se a “intensidade” da mão de Maxi era suficiente para fazer cair Djalma, considero que se podia ter marcado penalty, mas o árbitro não entendeu assim e permitiu que a bola seguisse, tendo sido a melhor ocasião de golo do Marítimo. No reatamento, Cardozo, tem o golo nos pés por três vezes e falha sempre escandalosamente. Acabou por ser Coentrão a marcar em cima da hora de jogo. Até ao fim, o Benfica baixou o ritmo e passou a controlar o jogo, o Marítimo atacou mais, mas sem grande perigo.

Logo depois, o Porto recebeu a Olhanense. Logo a abrir, um golo bem anulado a Hulk, por fora-de-jogo. O Porto continuou a carregar e foi sem surpresa que o Porto marcou, aos 20 mn, Hulk serviu Otamendi para fazer o golo na estreia a titular. O jogo continuou com um só sentido e nos descontos da primeira parte, Hulk tem uma das suas cavalgadas para o 2-0. Na segunda parte, o Porto descansou um pouco e permitiu que a Olhanense finalmente atacasse. No entanto, a equipa algarvia pouco ou nada fez para merecer o tento de honra. Vitória tranquila do Porto que mantém a invencibilidade e que aumentou a distância para o segundo classificado que passou a ser a Académica após esta derrotar o Guimarães.

Já no domingo, o Sporting recebeu o Nacional e voltou a decepcionar! A equipa da casa até começou bem e fez uma boa primeira parte, sempre a atacar e a pressionar, procurou sempre o golo e não permitiu nenhuma veleidade aos visitantes. Ao intervalo, ainda com tudo a zero, Paulo Sérgio tirou Liedson e Djalo para meter Saleiro e Salomão (aparentemente, parece que houve discussão entre estes jogadores no balneário. Ainda assim, a equipa reentrou em campo à procura do golo e a dominar o jogo. Salomão ainda meteu uma bola no poste, mas à passagem da hora de jogo, Saleiro faz o golo (belo gesto técnico). Após isto, o Sporting descansou e permitiu que o Nacional atacasse e criasse perigo. Até que a 10mn do fim, Danielson empata o jogo (também num belo gesto técnico), Até ao fim, ainda foi o Nacional a estar mais perto do golo.. De qualquer modo, o empate penaliza o Sporting que fez um grande jogo durante 1h em que podia ter marcado por várias vezes (faz falta o “Pinheiro”) e que mal conseguiu o golo, se descuidou!

 

Só uma nota, Roberto está há três jogos consecutivos sem sofrer golos (e neste ainda fez uma fantástica intervenção e num outro lance em que entretanto tinham assinalado fora-de-jogo, também tinha feito duas defesas fabulosas). Segundo os jornais, este é o melhor registo da sua carreira.. Acho que não é necessário acrescentar mais nada..

publicado por Spaceship às 12:48
Pois bem,
Foi uma jornada praticamente sem surpresas. O Braga venceu tranquilamente, e pode ter sido importante para voltar a alguma normalidade depois de 3 resultados menos conseguidos. O Benfica na madeira, venceu com justiça embora muito tenha tremido no fim do jogo. É uma demonstração que não está seguro, e se compararmos com a vitória dilatada do ano anterior mostra que de facto nada tem a ver uma época com outra.
O FCP continuou o seu passeio. E fez com classe, como quem sabe exactamente o que quer. E esse é o dado que pretendo chamar a atenção. As coisas estão a sair com muita naturalidade, a fazer o que tem de fazer e na medida que o deve fazer. Verdadeiramente autoritário!! Como já não via desde 2004.
O Sporting por seu lado continua o seu triste passeio, com falta de categoria e capacidade. Não tem plantel, e não sei como irá acabar.
AR a 27 de Setembro de 2010 às 16:04
Mais do que classe, este Porto impressiona-me mais pela eficácia, quando uma equipa consegue marcar 2 golos criando apenas 3 (ou 4) oportunidades é de salutar, mesmo jogando em casa. Tivesse tido o Benfica este indice de aproveitamento e talvez tivesse diladato o resultado do ano passado, ou até de há dois anos.
Bogalho a 27 de Setembro de 2010 às 16:44
Só gostaria de acrescentar (pois o Space ja disse tudo na sua analise) é que realmente o benfica não se pode queixar de arbitragens ja que o seu grande problema é a tão fraca concretização dos seus avançados e como disse logo no inicio do campeonato o problema não é do roberto ou dos árbitros mas sim do cardoso e saviola que falham golos isolados de uma forma incrível.
Beautiful a 27 de Setembro de 2010 às 20:05
A que jornada é que se pode começar a falar de "andor"?
Bogalho a 27 de Setembro de 2010 às 23:56
Não partilho a tua opinião..
Só nestes últimos jogos é que o Benfica começou a jogar bem e a criar muitas oportunidades de golo.. nos primeiros jogos, nem por isso. Contra a Académica fez um jogo fraquissimo. Contra o Nacional já foi melhor e o Bracali fez grandes defesas (tal como contra o Porto e Sporting), mas contra o Setubal voltou a jogar pouco (ok, que ficou com menos um muito cedo, mas ganhou por 3-0 porque foram muito eficazes e marcarem nos momentos certos - o segundo à beira do intervalo e o terceiro no reatamento) e contra o Guimarães, das poucas vezes que o árbitro os deixou chegar à baliza, também pouco fizeram..
Spaceship a 28 de Setembro de 2010 às 09:59

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
15
18
19
20
23
25
26
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO