Segunda-feira, 22 DE Dezembro 2008

                                      Certezas e interrogações de um líder

 

Terminou agora o benfica 0 - Nacional 0.

 

É o que dá falar antes do tempo...os adeptos do clube do milhafre/gaivota ficaram todos excitados com o empate de ontem do Campeão Nacional, mas a verdade é que não conseguiram fazer melhor, apesar de, mais uma vez, terem jogado parte do desafio apenas contra 10 jogadores.

O clube das aves continua, por agora, na frente do Campeonato, mas vendo o momento actual do F.C.Porto (e também o do pequeno clube da 2ª circular), não me parece que lá se mantenha por muito mais tempo.

De qualquer das formas, parabéns pelo 1º título em muitos anos...Campeão de Inverno...apesar de ser um título virtual e não dar direito a troféu, é melhor do que aquilo a que estão habituados, ou seja, nada!!!

publicado por Joca às 21:45

Caros amigos, parece que a estratégia dos inicios dos anos 80 voltou lá para os lados do FCP.

 

Segundo o site Maisfutebol, algo aconteceu no fim do jogo.

 

"Depois de um excelente jogo de futebol no relvado, os corredores do Estádio do Dragão foram palco de momentos lamentáveis. No túnel de acesso aos balneários o ambiente já era efervescente, mas o pior aconteceu mesmo em frente a vários elementos da comunicação social, junto à entrada para a sala de imprensa.

Um motorista (ao serviço da Liga) - incumbido de acompanhar e conduzir os quatro integrantes da equipa de arbitragem - estava à porta do seu automóvel quando foi agredido por Rui Carvalho, assessor de imprensa do F.C. Porto.

Depois de alguns insultos de parte a parte, a pronta intervenção de alguns seguranças dos azuis e brancos impediu que a cena tomasse maiores proporções. O agredido fez questão de chamar de imediato um agente da PSP e pediu a identificação do agressor. «Identifique-me este senhor porque fui agredido por ele», referiu a alto e bom som perante o espanto dos muitos presentes no local.

A reportagem do Maisfutebol ainda tentou, juntamente com outros colegas, tentar perceber como tudo iria terminar, mas sem sucesso. Todos os jornalistas foram convidados a regressar à sala de imprensa e aí a permanecer."
 

http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=1025735&div_id=1304

 

 

Aguardo comentários

 

 

publicado por lmb às 10:01

Ontem recebi uma sms de um amigo meu indignado com a arbitragem do jogo. A dizer que o FCP estava a ser escandalosamente roubado. Hoje fui ler os critérios de arbitragem que o meu amigo costuma seguir e de utilizar como ponto de referência.

 

E qual é o meu espanto quando verifico que aos 58` aconteceu algo como isto:

 

Com o braço direito, Rolando derruba Miguelito na área portista? É grande penalidade?

 

Jorge Coroado

Rolando, em corrida, empurrou ostensivamente o adversário com o tronco e com o braço direito, evitando que este jogasse a bola, fazendo o suficiente para grande penalidade que o árbitro não sancionou. As grandes penalidades são o martírio dos árbitros e então em determinados locais...

 

 

Rosa Santos

Não ficam dúvidas de que aqui há motivos para ser assinalado penálti contra o FC Porto. O defesa portista empurra o adversário e, portanto, o árbitro esteve mal em deixar passar o lance.

 

 

Soares Dias

É grande penalidade contra o FC Porto. Com certeza que o árbitro não vê, porque está nas costas dos jogadores. Ali não há mais jogadores, e se o árbitro não marcou é porque não viu o lance.

 

 

António Rola

Sim. O jogador do FC Porto, com o braço direito, empurra o adversário, impedindo-o de jogar a bola, provocando assim falta para grande penalidade contra a sua equipa. Esteve mal o árbitro ao nada assinalar.

 

 

Gostava que o meu amigo me explicasse onde o FCP foi prejudicado..? Por ter sido perdoada uma expulsão ao Maritimo aos 84m??  Haja bom senso.

 

Levaram com duas nos postes.........que não entraram com manifesta falta de sorte do Maritimo e com a maior das latas falam que não ganham por causa do sr. Duarte Gomes.

 

 

 

publicado por lmb às 09:48
Domingo, 21 DE Dezembro 2008

Meus caros,

 

Talvez pela pressão que começam a sentir, os adeptos do clube das aves voltaram a falar de arbitragem. Deveriam era estar a aproveitar os poucos e históricos dias de estarem no 1º lugar do campeonato (curioso o facto de se continuarem a achar grandes, os maiores, e depois constata-se que o facto de estarem em primeiro lugar à histórico, mas enfim), mas sabe-se lá porquê voltaram a falar de fantasmas e teorias da conspiração, e no fundo de mitos criados por eles próprios para desculparem os constantes insucessos. Os fracos sempre procuram desculpas para os seus insucessos.

Inclusivamente, um companhiero de blog deu-se ao trabalho de ir pesquisar a outros blogs de cariz faccioso, matéria engraçada para tentar esconder as vergonhas ocorridas em outros tempos, onde a TV não ajudava, por exemplo.

No entanto, da mesma forma que gosto de falar das vitórias que tive o prazer de presenciar do meu clube, também sobre roubos de igreja prefiro falar/comentar aqueles que tive a infelicidade de assistir. E para os quais há verdadeiros registos que os comprovam.

E não, nem sequer vou falar de "desvios" de jogos para o Algarve, e de tudo o que foi esse célebre campeonato, dos poncos que a memória ainda me ermite ter bem presente ganho pelo clube das aves.

Assim, deixo aqui três imagens que permitem terminar com um mito, por um lado, e por outro demonstrar alguns casos hilariantes sempre com o denominador comum: Clube das aves benificiado. Aqui ficam:

 

 

 

 

 

Outros poderia aqui colocar, mas seria cansativo. Assim, fica para reflexão de alguns, vários exemplos so que tem acontecido nos célebres 14 anos de jejum das aves, mas que ainda assim não impedem os melhores de vencer!!

 

 

 

publicado por AR às 18:27
Sexta-feira, 19 DE Dezembro 2008

Meus caros,

 

No dia seguinte a mais uma demonstração da pequena dimensão do clube das aves, em jeito de mensagem de condulências deixo-vos um pequeno, mas ilustrativo texto que demonstra o "mundo" imaginário dessa espécie. 

 

"Não é fácil ser adepto do Benfica. E não estou a falar dos resultados desportivos, que este ano até variam entre o óptimo no campeonato e o fracamente mau na Taça de Portugal e na Taça UEFA. Estou a falar na dificuldade que têm para acederem a informação credível sobre o seu clube. Os jornais, as rádios e as televisões tratam os adeptos do Benfica como crianças, frágeis, facilmente impressionáveis e incapazes de lidar com a dura realidade. Usam eufemismos, douram a pílula, exageram nos méritos e relevam os defeitos. E quando já não podem fazer mais nada para ignorar uma realidade que se impõe, evitam falar do presente, refugiando-se na memória de um passado glorioso ou na promessa de um futuro radiante. É por isso que, dias antes do Benfica se despedir da Taça UEFA, puseram Quique Flores a garantir que está obcecado pela Champions e, na semana em que os encarnados disseram Taça de Portugal, puseram Suazo a dizer que só pensa no título. Como se pudesse pensar noutra coisa. São os amanhãs que cantam e que vão embalando os adeptos encarnados até os adormecer há dezenas de anos. Os adversários agradecem."

 

Até breve,

 

P.S. Não encontro o clube das aves na lista de jogos da UEFA, alguém sabe o que aconteceu??  

A prestação do Benfica na UEFA foi absolutamente lamentável.

 

O minímo dos minímos era ter feito 6 pontos. O mínimo aceitável era ter feito pelo menos 7 pontos, um bom resultado teria ter feito 8 pontos, um optimo resultado seria obter 12 pontos.

 

Ora o Benfica nem 6, nem 7, nem 8, nem 12. O Benfica fez 1 ponto.

 

Para mim é muito pouco, mesmo muito pouco.

 

Os jogadores do Benfica têm a obrigação de fazer mais, muito mais.

 

 

Assumo claramente que esta passagem do Benfica pela UEFA é vergonhosa.

 

Esta postura que eu tenho, demonstra bem a diferença para os pequeninos que escrevem neste blog.  Assumo os maus resultados e as lacunas do meu clube, não me escondo quando as coisas correm mal, como estes meus amigos fazem.

 

Ainda ontem, quando o Benfica sofreu o golo, enviei uma sms aos meus amigos, brincando com o que acabava de acontecer.  Os meus amigos, quando algo de mal acontece escondem a cabecinha, não respondem as sms, ficam nervosos, ficam mal criados.

 

Mas depois é vê-los apontar o dedo e a chamar arrogantes aos outros.

 

Arrogância é cantar quando se ganha, e calar quando se perde.

Ser humilde e andar de cabeça erguida, e falar sempre, nunca ter medo, assumir o que há de mau e elogiar o que há de bom, não aparecer apenas quando as coisas correm bem.

 

Por isso meus amigos, mais um bocadinho de fair-play, só vos ficava bem.

publicado por lmb às 11:57

Caríssimos,

 

Hoje estou muito bem disposto... não pela derrota do benfica (confesso que o dia já me estava a correr muito bem nessa altura), mas sobretudo porque, no regresso de mais uma viagem chata e longa do Algarve, tive a oportunidade de ouvir um dos mais hilariantes relatos de futebol de que há memória.

 

Rádio Antena1, com dois jornalistas cujo facciosismo apenas é suplantado pelos pseudo-jornalistas da TVI ou por essa grande besta que é o Nuno Luz... no meio deles, um dos poucos jornalistas a sério da nossa praça que além de marcar pontos pela sua imparcialidade ainda nos brinda com uma rúbrica de humor na Antena3 todos os dias, o José Nunes. Eis alguns excertos dos dois estarolas que me ficaram no ouvido depois de minutos a rir:

 

(após 7 ou 8 minutos de jogo, nos 2 campos onde se jogava para este grupo, e com um entusiamo anedótico)

- com o zero a zero que ainda se mantém no Olympiakos - Hertha, o benfica apenas precisa de marcar oito golos para se qualificar

 

(com vinte minutos de jogo e o mesmo entusiasmo)

- pouca gente nas bancadas

- é verdade, está muita gente aqui perto que preferiu ir aos centros comerciais da zona em vez de vir ao estádio

- sim, mas há milhares a acompanharem o jogo na Antena1

 

(já na 2ªparte e ainda a falar em milagres)

- deve estar muita gente a lembrar-se do jogo com (não percebi, mas já era antiguinho, nada que tenhamos visto :) em que o benfica virou a eliminatória

- sim, mas os tempos eram outros

(aqui o José Nunes achou por bem intervir para acalmar as masturbações mentais dos outros dois)

- os tempos e sobretudo a equipa!!!

 

(Minutos volvidos, já depois do golo e quase no fim do jogo, mais resignados mas ainda a tempo de mais uma tirada)

- bem, pior do que o benfica na UEFA este ano ainda esteve o Feyenoord, que também é um ex-campeão europeu

(Também aqui o José Nunes rematou, para desespero dos dois estarolas)

- 4 jogos, 1 ponto, 2 golos marcado e 9 sofridos, a carreira do benfica na europa acaba de forma ridícula e desgraçada!!!

 

Confesso que sempre me considerei alguém com conhecimentos medianos no futebol. Mas confesso igualmente que até à data do sorteio dos grupos desconhecia por completo a Metalite ou Mecalist ou lá como se chamam estes gajos. Isto até teria piada não fosse a Ucrânia estar cada vez mais perto de Portugal no ranking da UEFA... ou seja, a mama de andarem a fazer figura triste na europa à custa das carreiras gloriosas do FCP está a acabar.

 

Resta-me dar os parabéns e desejar boa sorte ao representantes de Portugal amanhã no sorteio.

 

Abraço champions

 

 

PS: Antecipando já a resposta tipica, relembro que no ano em que o FCP foi eliminado num grupo em que tinha o Artmedia, conseguiu fazer a dobradinha no final do ano... algo me diz que isso já é mais dificil para os lados da 2ªcircular

 

publicado por fred às 01:41
Quinta-feira, 18 DE Dezembro 2008

O sr. ika gosta muito de falar das arbitragens para desculpar os resultados miseráveis do seu pequeno clube...faltando argumentos, é o melhor que ele consegue arranjar.

Passo a transcrever do "Record"  a confissão de Jorge Coroado relativamente a um "crime" cometido por si num Benfica-FC Porto e que envolveu o benfiquista Poborsky e Vítor Baía.
 

"O guarda-redes do FC Porto saiu aos pés do jogador do Benfica e não me pareceu grande penalidade quando este caiu mas o meu árbitro assistente continuou a correr para a bandeirola de fundo e segui a sua indicação", contou. A surpresa veio a seguir: "Quando já tinha advertido o Vítor Baía com um cartão amarelo e estava junto da marca de grande penalidade, o meu assistente correu para o centro do terreno e deu-me a indicação de que a falta tinha sido ao contrário, mas já tinha advertido o jogador do FC Porto e já estava na marca do penálti e não voltei atrás".

 

Para quem não se lembra deste lance (eu nunca me vou esquecer...foi o penálti-fantasma mais escandaloso que algum dia vi marcar!!!), foi um em que o Poborsky, a mais de 1 metro de Vítor Baía, se manda para o chão sem qualquer toque e o árbitro, para espanto geral (ou talvez não), marca penálti.

Quem acha que o penálti-fantasma "cometido" sobre Karadas no jogo benfica-Estoril, disputado no ano de todas as vergonhas (que é como quem diz 2004/2005, época do último título do milhafre/gaivota), foi escandaloso é porque nunca viu este.

 

Termino dizendo o óbvio...se o beneficiado desta situação tivesse sido o F.C.Porto, o que não teria sido dito!

publicado por Joca às 20:05
Quarta-feira, 17 DE Dezembro 2008

Uma mentira repetida muitas vezes corre o risco de se tornar verdade, mas comigo não.  Já no Trio de Ataque o António Pedro Vasconcelos teve de colocar o Rui Moreira no lugar. Pois bem hoje é a minha vez de vos colocar a vocês no lugar e contar a verdade.

 

 

Ora bem o que realmente aconteceu no jogo com a CUF.

 

Para começar nesse ano o Benfica não ganhou o campeonato. Logo o Calabote não é responsável por nenhum campeonato do Benfica.  Depois o Sr. Calabote  não deu mais de três a quatro minutos de descontos, plenamente justificados pelas constantes perdas de tempo dos jogadores adversários. Basta reler os jornais da época…

 

 

A  grande questão, que dá origem a todos os exageros que hoje se propalam, residiu no facto de o jogo do Benfica ter começado seis minutos mais tarde que as tradicionais 15 horas, então o horário de início de todos os jogos.

A nossa equipa demorou a entrada em campo o mais que pode, de forma a poder vir a beneficiar do conhecimento do resultado em Torres Vedras, facto que levou a que o clube fosse então (justamente) multado.

 

Esses seis minutos juntos com os três a quatro minutos que o árbitro prolongou o jogo para compensar percas de tempo, levou a que o jogo da Luz tivesse terminado apenas mais de dez minutos depois do de Torres Vedras, tempo durante o qual a equipa do FC Porto esperou em pleno campo, para depois festejar a conquista do título. E foi essa longa espera, superior a dez minutos, que deu origem à lenda-Calabote, que tão aproveitada (e distorcida) tem sido ao longo dos tempos.

 

O Benfica não foi em nada beneficiado com essa arbitragem. E o árbitro até teria tido todas as possibilidades de «dar» o título ao Benfica, já que o nosso clube marcou o seu último golo aos 38 minutos da segunda parte e, quando o jogo de Torres Vedras terminou, o Benfica ainda teve cerca de dez minutos (seis regulamentares e mais três a quatro de “descontos”) para marcar aquele que lhe daria o título.

 

O que disseram os jornais folheando os três jornais desportivos da época, nada faria supor que, várias décadas depois, o jogo fosse tão falado.

 

Vejamos o que então se escreveu sobre o tempo de desconto, não sem que, antes, se recorde que, na altura, a missão dos árbitros era bem mais difícil, pois não havia cartões amarelos, o guarda-redes podia passear com a bola na grande área, batendo-a no chão as vezes que entendesse e a demora nos lançamentos da linha lateral não era castigada com lançamento a favor da equipa adversária.

 

Alfredo Farinha, em “A Bola”, foi bem claro: «O recurso sistemático aos pontapés para fora do rectângulo, a demora ostensiva na marcação dos livres e lançamentos de bola lateral, as simulações de lesionamentos, o uso e abuso, enfim, de todos esses vulgarizados meios de “queimar tempo” (…) dificilmente encontram, no caso de ontem, outra justificação se não esta: a Cuf não jogou, exclusivamente, para si mas também para uma outra equipa (a do FC Porto) que estava à margem da luta travada na Luz.» Mais adiante, na apreciação ao trabalho do árbitro, acrescenta Alfredo Farinha: «No que se refere ao prolongamento de quatro minutos, cremos ter deixado, ao longo da crónica, justificação bastante para o critério do sr. Inocêncio Calabote.»

 

No “Mundo Desportivo”, Guilhermino Rodrigues não comungava da mesma opinião, mas até considerou menor o tempo de desconto e acabou por o justificar: «Exagerado o período de três minutos que concedeu além do tempo regulamentar para contrabalançar os momentos gastos em propositada demora pelos cufistas.»

 

No “Record”, em crónica não assinada (um antigo hábito do jornal), uma outra opinião: «Deu quatro minutos (…) pela demora propositada dos jogadores da Cuf – alguns deles foram advertidos – na reposição da bola em jogo. Não compreendemos porque não usou do mesmo critério no final do primeiro tempo, dado que aquelas demoras se começaram a registar desde início.» Esclarecedor… Dois “penalties” indiscutíveis Um só duvidoso.

 

Os jornais foram unânimes em considerar indiscutíveis o primeiro e o terceiro e apenas o segundo deixou dúvidas.

“A Bola”: «Quanto aos “penalties”, não temos dúvida de que o primeiro e o terceiro existiram de facto; dúvidas temos, porém, quanto ao segundo, pois Cavém, ao que se nos afigurou, não foi derrubado por um adversário, antes foi ele próprio que se descontrolou e desequilibrou.»

“Record”: «Regular comportamento no julgamento das faltas. Só não concordamos com a segunda grande penalidade. A falta existiu, na verdade, mas só por ter sido executada fora de tempo merecia livre indirecto.»

“Mundo Desportivo” (a propósito do segundo penalty): «Cavém obstruído quando perseguia a bola dentro da área. A falta só exigia livre indirecto.”

 

Concluimos assim que o caso Calabote não passa de uma lenda. O FCP foi campeão nesse ano, o tempo de desconto justifica-se, e a existir beneficio foi num penalty onde a duvida é a de ser dentro ou fora da área porque falta existiu. Se hoje em dia os arbitros enganam-se nestes lances, o que se dirá há 50 anos. 

[Pic_7991_26[1].jpg]c

 

 

Cai por terra o mito.

 

p.s: Joca aqui tens o comentário ao Calabote

p.s2:  Estou já a imaginar os vosso comentários e conhecer como vos conheço, já sei o conteúdo dos mesmos

 

 

publicado por lmb às 15:38
Terça-feira, 16 DE Dezembro 2008

Meus caros,

 

Hoje pretendo deixar aqui algumas reflexões sobre o clube da ave.

 

Esse clube de 6 Milhões de portugueses, mas dos quais nenhum é árbitro, e que tem mais uma vez um plantel de sonho, está fora da taça de Portugal. Amanhã tem um jogo com um clube que não sei o nome, mas que já assumiu que vem sem 8 titulares, e precisa de uma vitória módica para não deixar desde já mais uma competição. Nem me quero acreditar que isso aconteça, que uma grande equipa não seja capaz de passar um grupo da taça UEFA!!!

 

Entretanto, orgulhavam-se de ter uma equipa de jovens e muitos portugueses. Ora, na eliminatória contra o Leixões, o Clube da ave teve 11 jogadores estrangeiros a jogar.

 

Entretanto, vai contrariar um emprestimo obrigacionista, tem um plantel muito muito caro, e mesmo com as ajudas de uma ex-colonia fala-se que financeiramente está no limite do governavel. Mas são só bons gestores, não esquecer.

 

Mas vai na frente do campeonato, e tem vários jogadores sem perceberem porque não jogam, tem o melhor defesa esquerdo (nas palavras de alguns especialistas do futebol português) a jogar em Portugal quiça na europa de férias no Brasil, tem um treinador que considera nesta altura e com o panorama que já referi que o importante é assegurar o acesso à Champions (logo o campeonato não é muito importante) e um gestor a afirmar que financeiramente sair já da UEFA não é grave, e o acesso à Champions não é importante.

 

Mas eles continuam a achar que estão muito bem, são os maiores...ainda bem.

 

Meus caros, perante estes factos, que bom que é ser Portista!!! 

 

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
15
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Este senhor quer tapar o sol com a peneira......ex...
Os portistas Saõ e serao sempre os mesmos m...
Ah caiu o mito porque tu o dizes? Makes sense.
E não vao ficar por aqui... este ano tb ja esta de...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO