Terça-feira, 02 DE Junho 2009

Pavel Nedved começou a sua carreira em 91-92 com 19 anos no Dukla Praga de onde transitou no ano seguinte para o Sparta de Praga. Nesta equipa ganhou um campeonato da Checoslováquia (logo no ano de estreia) e após o desmembramento do país, ganhou dois campeonatos e uma taça da Rép. Checa.

No Euro 96, a Rep. Checa surpreende tudo e todos e chega à final, onde foi derrotada pela Alemanha. Graças aos notáveis desempenhos pela selecção, Nedved foi cobiçado por diversos emblemas, acabando por rumar à Lázio de Roma.
Ficou na capital romana por 5 anos, tendo ganho 1 Campeonato Italiano, 2 Taças de Itália, 2 Supertaças Italianas, a última edição da Taça dos Vencedores das Taças e 1 Supertaça Europeia.
Em 2001, a Juventus escolheu-o para substituir Zidane e aí permaneceu até ao passado fim-de-semana em que resolveu acabar a sua carreira. Mesmo com escândalo do Calciocaos e com a descida da Juve à serie B, permaneceu no clube e tornou-se um ídolo para os adeptos bianconeri ao dizer que “os verdadeiros homens ficam”. Neste clube, ganhou mais 2 Campeonatos Italianos e 2 Supertaças Italianas (ainda teria ganho mais dois campeonatos, mas que foram atribuídos ao Inter no seguimento do Calciocaos) e ainda ganhou um campeonato da segunda divisão.
Em 2003, a revista France Football atribuiu-lhe a bola de ouro para o melhor jogador europeu!
Nos clubes por onde passou fez mais de 600 jogos e marcou quase 150 golos, pela selecção, jogou 91 jogos e fez 18 golos.
publicado por Spaceship às 18:50

Meus caros,

 

A frase que serve de título a este post não é minha. Nem tão pouco de algum portista, sportinguista. É sim de um enorme benfiquista, insuspeito e com enorme autoridade para falar do clube, Toni, o último treinador Português campeão pelo Benfica na longínqua época 91/94.
 
Trouxeram cópias em vez de originais. O Reyes, que todos conhecem, apareceu duas ou três vezes; o Aimar apareceu duas vezes ou três; o Suazo até pensavam que era o Eusébio, mas para levar as botas do Eusébio até podia ser; o Balboa pensava que isto era uma equipa de padeiros mas não é... Houve jogadores que não corresponderam ao que o Rui Costa pensava", afirmou à Antena 1.
Depois dos "ziguezagues no ano passado" - "primeiro pensou-se noCarlos Queiroz, depois foram a Inglaterra falar com o Eriksson e, depois, foi o Quique Flores" -, agora é preciso ver "se há condições" para Quique ficar.
 
Ora, parece-me que todas estas situações apontados pelo Toni já foram aqui referidas, mas a maioria dos adeptos benfiquistas continuam a meter a cabeça na areia como as avestruz, continuando a preferir criar fantasmas para justificar os insucessos do clube e as vitórias dos adversários.
 
Mas antes assim...é o que eu vos digo  
publicado por AR às 18:36

 

 

Meus caros,
 
Terminada que está a época 2008/2009, é tempo de um balanço final.
O FCPorto venceu o Tetra Campeonato e ainda acrescentou a Taça de Portugal fazendo dessa forma a 6ª dobradinha da sua história. Conseguiu estes resultados num ano em que perdeu 3 jogadores fundamentais da época passada, onde contrariando as estatísticas e pela primeira vez um treinador português foi tri-campeão, e em consequência disso o Prof. Jesualdo quebra outra “barreira” que é a de ser treinador do FCPorto por mais de 3 anos, pois já foi anunciado um princípio de acordo para mais 2 anos. Mas, devo aqui confessar que também a mim este campeonato me deu um prazer especial. E isto porque mais uma vez vi “nascer/crescer” uma equipa, que foi entre outras coisas a que tinha menor média de idade das 8 melhores da Europa. Quem diria há 3 anos que o Bruno Alves seria hoje um dos centrais mais solicitados da Euroapa?? E que jogadores como Fernando, Rolando, Hulk, Rodriguez e finalmente um tal de Cissocko se iriam tornar tão rapidamente e tão novos figuras de primeira com um enorme futuro.
Depois os outros,
O Sporting fez uma época interessante. Se analisarmos friamente os números, fez mais pontos que o normal, na Champions ultrapassou pela primeira vez a fase de grupos, isto num ano em que vários jogadores importantes falaram demais fora dos relvados. Lembro dos problemas com o Moutinho no início do ano, e com o Veloso durante todo o ano. Aliás, considero que a versão conflituosa do Paulo Bento, o seu ponto fraco. A juntar a isso, uma equipa que não tem GR. Incompatibilidade do treinador com o melhor GR, Stoickovic, e depois jogou o Patrício que está muito longe de ser um grande GR.
O SLB. Bom, na realidade é um fado já ouvido. Comprou como ninguém, mas também do meu ponto de vista sem critério. Jogadores na fase descendente da carreira, o que já vem sendo um hábito, arranjou um treinador que deixou muito a desejar e que desde já aqui o digo tenho muitas dúvidas que fique para a próxima época. Do meu ponto de vista, as constantes trocas de GR sem critério, e o facto de não ter utilizado o que considero ser o melhor do plantel, Cardoso, são dois exemplos claros da falta de rumo do Quique este ano. E não esquecer a vergonha da Taça UEFA...No entanto ganhou um título, a taça da Liga através da política da verdade desportiva que tanto falam. Sobre o SLB ainda uma referência à enorme falta de fair play. Que me lembre, tanto o Rui Costa como o sr. Vieira não tiveram a dignidade de dar os parabéns aos Campeões, contrariamente a todos os outros adversários. Lamentável!!
De resto, um Nacional com uma excelente época, com jogadores que em breve devem dar o salto, como sejam o Néné (melhor marcador do campeonato) e do central Maicon. Braga com um plantel muito forte, a dar-se ao luxo de dispensar Linzs, que apesar de uma boa UEFA devia ter feito bem mais.
Boas referencias para dois clubes que com poucos recursos fizeram bons campeonatos: Académica e Paços de Ferreira, este com a presença na final da Taça de Portugal que lhe dá o acesso à Europa.
Finalmente as desilusões. O Guimarães, pois depois de um terceiro lugar o ano passado, fica muito aquém, e o Belenenses um histórico que se deixou cair na 2ª Liga.
Um apontamento ainda para os salários, que poderão ainda alterar estes dados.
Para terminar, deixo um desafio a todos: Fazer o melhor onze da época, e aqui fica o meu:
Helton, Miguel Lopes, Cissocko, Bruno Alves, Rolando, Fernando, Lucho, Meireles, Lisandro, Hulk e Liedson.
Até Breve,
publicado por AR às 17:41

Este fim-de-semana despediu-se dos relvados mais um grande símbolo do futebol mundial.. Quase a fazer 41 anos (irá comemorá-los no dia 26 deste mês), Paolo jogou o seu último jogo pelo AC Milan, o seu clube de sempre!

Para mim, Maldini foi um dos melhores defesas que vi actuarem! Um belíssimo jogador!

 

Filho de um jogador mítico do AC Milan (César Maldini – que foi um defesa que também coleccionou títulos no clube, como por exemplo uma taça dos campeões europeus), entrou nas camadas jovens do clube aos 10 anos e estreou-se pela equipa principal em Janeiro de 1985 com apenas 16 anos frente à Udinense.

Começou a carreira como defesa esquerdo e ao longo do tempo foi passando a jogar com mais insistência no centro, tendo terminado a carreira quase como libro.
Fez 25 épocas ao mais alto nível na equipa do AC Milan, tendo conquistado 7 Campeonatos Italianos, 1 Taça de Itália, 5 Supertaças Italianas, 5 Ligas dos Campeões (tendo estado em 7 finais!), 5 Supertaças Europeias e 3 Mundiais de clubes (sendo que dois deles foram apenas Taças Intercontinentais).
Pelo seu clube, fez mais de 900 jogos, sendo de invejar os 118 jogos na Liga dos Campeões!
Marcou 33 golos, sendo de realçar que marcou o golo mais rápido em uma final de Liga dos Campeões, aos cinquenta e um segundos de jogo, frente ao Liverpool, em 2005.
Também pela selecção conseguiu um registo de sucesso, disputou o seu primeiro jogo pela selecção A com 19 anos e envergou essa camisola por 126 vezes, tendo marcado 7 golos. Pela selecção não ganhou nenhum título, ainda assim foi vice-campeão mundial em 1998 e europeu em 2000. Retirou-se da selecção aos 34 anos após o mundial de 2002.
De salientar ainda que em 1995, Maldini foi escolhido pela FIFA como o segundo melhor jogador do mundo, perdendo para seu companheiro de equipa George Weah.
Em sua homenagem, o AC Milan mandou retirar a sua camisola com o número 3. Esta camisola somente voltará a ser usada por um dos seus filhos. O que poderá vir a acontecer, já que o seu filho Cristhian já treina nas categorias de base do clube.
publicado por Spaceship às 12:47
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
20
21
22
24
25
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO