Sexta-feira, 07 DE Agosto 2009

Há um ditado popular que eu muito aprecio: "Pela boca morre o peixe".

 

Isto tudo para falar do Domingos. O Domingos desde que foi para Braga, não sei se a mando da sua entidade patronal, ou se a mando do seu mentor espiritual, tudo tem vindo a fazer para desvalorizar o Jesus.

 

Começou com as bocas das lesões. Dizia ele, que nunca tinha visto tanta lesão desde que é treinador. Curioso, que em tantos anos de carreira,  nunca nenhum treinador que sucedeu ao Jesus se queixou do mesmo. Será por certo coincidência.

 

Mais à frente afirmou que o Braga na época passada tinha obrigação de fazer mais. Mas fazer mais o quê? Um 5º lugar para o Braga é mau desde quando? E chegar aos oitavos de final da Uefa é pouco para uma equipa como o Braga?

 

Se calhar para o Domingos, era pouco, e ele achava-se e acha-se capaz de muito mais. Mas para já tem de enfiar a viola no saco, e aprender a ser mais humilde. Pois se chegar a uns oitavos de final é pouco, que diremos nós de nem sequer conseguir ter acesso a essa prova.

 

Mas de um. senhor que não vê um lance que se passa à frente dele porque estava a olhar para o chão, mas que vê um lance de forma clara, quando o lance se passa na outra ponta do campo já tudo se espera.......!

 

Nem sequer preciso de referir, com que equipa se passou o lance à frente dele, e que ele "não viu".

 

 

publicado por lmb às 12:15
Quinta-feira, 06 DE Agosto 2009

                     

 

 

 
Meus caros,
 
Muito se fala em benefícios a clubes de futebol. Esses benefícios podem ser de diversas formas, e recentemente chegou ao conhecimento público uma situação muito grave, mas que curiosamente não teve o devido eco na comunicação social, os interessados apenas disseram que não queriam comentar, demonstrando algum desconforto relativo a esse tema, e tudo ficou assim no ar. Tudo a propósito da interpelação para resolução de um contrato da empresa Euroárea ao SLB, e relativo à construção do Centro de treinos do Seixal.
Sobre este tema, desde logo se coloca a questão de no conjunto de uma dívida cujo total chega aos 24,5 milhões de euros, o Benfica ter já falhado a primeira prestação, de apenas 2,5 milhões, titulada por uma letra de que é avalista. E se falhou o pagamento desses 2,5 milhões, como honrará, em Setembro, o pagamento dessa quantia mais os 22 milhões que então se vencem? A segunda coisa que não pode deixar de preocupar alguns benfiquistas é pensar que esses 24,5 milhões representam o dobro daquilo que efectivamente era devido, mas que a falta de cumprimento contratual por parte do clube fez accionar a cláusula penal do contrato - a qual previa exactamente a duplicação do montante em dívida. E também deve dar que pensar que esses 24,5 milhões representem exactamente aquilo que o clube já gastou em contratações para a próxima época e representem também o total do orçamento do futebol para a época agora iniciada - e de onde tal dívida não consta orçamentada. No entanto, tudo isto não me preocupa, isso deve preocupar os benfiquistas que não são cegos. Aliás, o presidente LFV disse publicamente que o que interessava era construir uma equipa competitiva e não olhar ás contas, por isso..
Mas o que realmente me preocupa, e se deve estranhar é como é que a direcção da SAD do Benfica, presidida então, como agora, por Vieira, se propôs pagar à Euroárea os custos da compra do terreno e construção do centro do Seixal? Em dinheiro, em partilha de receitas, em direitos de exploração? Não: propôs-se pagar em forma de tráfico de influências politicas. É isso mesmo que se infere do contrato assinado entre ambas as partes. O Benfica propôs à Euroárea cumprir a sua parte do contrato obtendo da CML a autorização para mais 1 800 metros quadrados de construção a favor da Euroárea na urbanização dos terrenos da Luz, e obter da CM Seixal idêntica licença para ampliação em 30 000 metros quadrados da urbanização na Quinta da Trindade, no Seixal, de que esta empresa é proprietária.
Ou seja: o Benfica propôs-se servir de intermediário da Euroárea e junto das edilidades de Lisboa e do Seixal, a favor dos interesses da empresa. E se o fez, e se a Euroárea o aceitou, é logicamente porque a empresa concluiu que, por si só, não conseguiria convencer as autarquias a reverem e revogarem os planos municipais já aprovados. A Euroárea reconheceu não ter força de influência politica para o conseguir; mas reconheceu também que o Benfica a tinha. E foi com este pressuposto que assinaram o contrato. Estamos perante um chocante caso de tráfico de influências, feito por um clube de futebol a favor de uma empresa privada e no interesses de ambos. A força da «marca Benfica», como costumam dizer, é de tal ordem, que a direcção presidida por Luís Filipe Viera não hesita em assinar contratos onde se compromete a obter de autarquias regimes de excepção a favor de terceiros!!!
No entanto, o que parece ter complicado a posição contratual do Benfica é que, por um lado, a CM Seixal ainda não outorgou a tempo o alvará a favor da Euroárea que o Benfica se comprometeu a obter, e a CM Lisboa levou a expansão da área de construção da Luz a votação camarária e o projecto não passou. Houve uma votação que terminou empatada 5-5 e o presidente e benfiquista António Costa fez uma prévia declaração prescindindo do seu voto de qualidade. O Benfica já juntou o inevitável parecer jurídico, sustentando que o presidente, quando vota, tem sempre voto de qualidade (e devo dizer que, juridicamente, também acho o mesmo). Mas, no mínimo, o que António Costa deveria ter feito era abster-se na votação, ou, melhor e mais normal, ter recusado liminarmente o projecto porque cidade alguma pode ser governada com decisões de excepção a favor de clubes de futebol que vivem eternamente acima dos meios normais de que dispõem. Chama-se a isso fomentar a concorrência desleal e chama-se a isso dispor de coisa pública em benefício de interesses particulares.
Lembro que em tempos, foram celebrados contratos de favor entre Benfica e Sporting, por um lado, e a CML, então presidida por Santana Lopes, por outro, e que permitiram a construção dos novos Estádios da Luz e Alvalade XXI. Já lá vão cinco anos e recordo apenas que, entre várias facilidades de construção excepcionais e outras alcavalas, a CML (eternamente arruinada) deu, literalmente dado e em «cash», 15 milhões de euros a cada clube. O contrato era de tal forma impressionante que a última cláusula estabelecia (ó santa inocência!) que nos próximos dez anos nenhum dos dois clubes teria mais o que quer que fosse da CML. O Sporting conseguiu recentemente que um tribunal arbitral, aceite pela CML, lhe outorgasse mais uns direitos de construção extra em terrenos tão próximos do estádio que basta olhar para a sua localização para perceber o regime de favor e excepção de que beneficiou. E o Benfica, pelos vistos, ainda se reserva o direito de obter o mesmo, directamente a favor de terceiro. E pensar que, depois do grande regabofe entre câmaras e clubes a pretexto do Euro-2004, o único «escândalo» que ocupou a imprensa e o Ministério Público foi a permuta de terrenos entre o F.C.Porto e a CMP! Ao menos o F.C.Porto, quando se abalançou à construção do Estádio do Dragão, era proprietário de 17 hectares de terrenos na zona, livres e disponíveis. Quantos tinham Benfica e Sporting?
 
Tenho dito,
 

Segundo Jorge Valdano, o Real Madrid fechou o seu plantel para esta temporada, com a contratação de Xabi Alonso ao Liverpool.

Este ano, o clube abriu os cordões à bolsa como nunca nenhum outro o tinha feito num tão curto espaço de tempo, é que o Real pagou a módica quantia de 247 milhões de euros pela contratação de 8 reforços.
 

 Jogador
 Clube anterior
 Valor da transferência (milhões de euros)
 CR
Man Utd 
94 
 Kaká
AC Milan 
65 
 Benzema
Lyon 
35 
 Xabi Alonso
Liverpool
30 
 Raul Albiol
Valencia 
15 
 Arbeloa
Liverpool 
 Granero
 Getafe
Negredo
Almería
 0 (estava emprestado)
 TOTAL
 
247 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Convém ainda não esquecer que segundo o relatório e contas do Real Madrid referente ao exercício de 2007/2008, as dívidas do clube alcançavam os 563 milhões de euros. Segundo as mais recentes notícias, a esta dívida, há que adicionar os empréstimos desta temporada, pelo que a actual dívida do clube terá subido para cerca de 725 milhões de euros.
É muito dinheiro...
publicado por Spaceship às 09:37
Quarta-feira, 05 DE Agosto 2009

Um estudo recentemente efectuado pelo Futebol Finance confirma que o Benfica se mantém, desde 2006, como o clube do Mundo com mais sócios. De salientar que o Porto é o 5º e o Sporting o 7º.

Pode ser surpreendente como é que um pequeno país como Portugal tem esta posição de destaque na tabela dos clubes com mais sócios, mas isso é explicável pelo facto de o associativismo não ser praticado em todos os países, nem por todos os clubes. Em certos países apenas alguns clubes têm sócios e noutros é considerado sócio do clube o adepto que compra o seu lugar anual no estádio. Portugal é culturalmente um país onde o associativismo está enraizado, segundo dados da Marktest de 2006 cerca de 1,3 milhões de pessoas são sócios de um clube desportivo.
Esta diferença entre o “sócio português” e o “sócio inglês” reflecte-se no facto de o adepto Português pagar uma cota mensal ao clube, mas depois optar por ver os jogos do seu clube na televisão (deixando muitas vezes os estádios longe de encherem). Em Inglaterra um adepto sofre para conseguir comprar um lugar anual no sempre lotado estádio do seu clube.
Ao contrário de Portugal, o associativismo no Brasil só foi implementado em 2003. Desde então os programas de marketing “sócio-torcedor” têm vindo a generalizar-se, sensibilizando os adeptos para a importância de se associarem aos seus clubes e beneficiar de uma série de vantagens, como por exemplo a redução no preço dos bilhetes dos jogos. Hoje os número total de sócios de clubes Brasileiros já atinge os 380 mil e com uma enorme margem de expansão, pelo que em breve, este tipo de tabelas será liderado e encabeçado por clubes brasileiros.
Aqui ficam as tabelas mais recentes a nível mundial e nacional:
 

MUNDIAL
1.
SL Benfica
Portugal
171.000
2.
Barcelona
Espanha
163.000
3.
Man Utd
Inglaterra
151.000
4.
Bayern Mun
Alemanha
146.000
5.
FC Porto
Portugal
115.000
6.
Internac. PA
Brasil
100.000
7.
Sporting CP
Portugal
96.000
8.
Real Madrid
Espanha
92.000
9.
River Plate
Argentina
82.000
10.
Schalke 04
Alemanha
72.000

 

PORTUGAL
1.
SL Benfica
171.000
2.
FC Porto
115.000
3.
Sporting CP
96.000
4.
V.Guimarães
30.000
5.
Académica
21.000
6.
Sp.Braga
20.000
7.
V.Setúbal
19.000
8.
Belenenses
18.000
9.
Boavista
17.000
10.
Marí­timo
10.000

publicado por Spaceship às 12:37
Segunda-feira, 03 DE Agosto 2009

A pré-época costuma ser aquela altura fantástica em que o Benfica é sempre campeão e, este ano, a tradição mantém-se!

Com uma pré-época extremamente exigente e desgastante com vários jogos seguidos, o Benfica tem feito os seus sócios e simpatizantes sonhar, tem dado títulos e manchetes fabulosas aos delirantes jornais… Mas este ano, até é merecido!
 
O Benfica iniciou a época com um empate a 2, frente ao Sion, depois de ter estado a ganhar por 2-0… De notar apenas que o SLB estava a fazer o primeiro jogo do ano, enquanto o Sion ia estrear-se no campeonato no fim-de-semana seguinte…
No dia seguinte, jogo com o detentor da Taça UEFA e vitória folgada frente a um Shaktar Donestk demasiado apático para quem está a meio da época no seu campeonato.
No final da semana, o Benfica regressa a Portugal para conquistar o primeiro troféu. Pela terceira vez, conquista o Troféu do Guadiana (iguala o Sporting e distancia-se de Belenenses, Guimarães e Bétis que o ganharam por apenas uma vez). Neste torneio, vence por 2-1 Ahltetic de Bilbau e Olhanense.
Nisto, a primeira derrota da época. Jogando em casa, na apresentação aos seus sócios contra o Atlético de Madrid que estava a iniciar a sua pré-época, o SLB sai derrotado por 2-1.
Mas rapidamente se apaga este resultado com mais vitórias e troféus.
Segue-se o Torneio de Amesterdão, onde o Ajax é a equipa com melhor palmarés neste torneio, que já venceu por quatro vezes consecutivas (entre 2001 e 2004), seguido do Arsenal, vencedor de três edições (2005, 2007 e 2008), enquanto a Lazio (1999), Barcelona (2000) e Manchester United (2006) ganharam o torneio uma vez. O Benfica, conquista o troféu batendo o Sunderland por 2-0 e o Ajax por 3-2.
Finalmente, este fim-de-semana, conquista novamente o Torneio Cidade de Guimarães, ganhando claramente por 4-0 e 2-0 ao Portsmouth e Guimarães, respectivamente.
 
O Porto também tem feito uma boa pré-época mostrando que a equipa continua forte, homogénea e que os reforços podem fazer esquecer os que saíram…
Começou bem com duas vitórias claras por 3-1, frente ao Tourizense e Leixões.
Seguiu-se uma magnífica apresentação aos sócios e, a relembrar a final da Champions, ganha claramente ao Mónaco por 3-0.
Poucos dias depois, estava em Albufeira a vencer o Dínamo de Bucareste por 1-0 e a conquistar a Taça da Cidade de Albufeira.
Por fim, a prestigiadíssima Peace Cup que apenas se disputa de dois em dois anos e tem tido os melhores clubes dos vários continentes. Esta terceira edição não fugiu à regra e o FCP estreou-se logo com uma vitória claríssima de 2-0 sobre o Lyon (curiosamente o detentor deste Troféu). Seguiu-se um empate a zero frente ao Besiktas, suficiente para o Porto passar à face seguinte e os seus adversários voltarem a casa. No jogo das meias-finais, o FCP faz a sua pior exibição e perde por 2-1 frente ao Aston Villa, que viria a sagrar-se campeão (curiosamente, o primeiro vencedor deste Troféu também era inglês, foi o Tottenham).
 
Finalmente, temos a pré-época do Sporting… A pior dos três grandes e uma das piores pré-épocas de que há memória!
Começaram logo a abrir com um jogo em Alcochete frente ao Atlético do Cacém e vitória folgada por 3 secos! O único se não, é que até agora foi a única vitória do clube…
Seguiu-se um jogo contra o Nottingham Forest e uma derrota ao cair do pano por 1-0.
Depois veio a apresentação aos sócios e, naquele que era um verdadeiro teste para a primeira pré-eliminatória da Champions, uma derrota por 2-1 frente ao Feyenoord, depois de terem estado a vencer…
No derradeiro jogo de preparação, vão a Guimarães para o jogo de apresentação dos locais, e depois de terem estado em vantagem por 2-0, deixam-se empatar a 2…
Uma pré-época muito má e um mau pronuncio para o que veio depois… No primeiro jogo a sério, defrontam o Twente e depois de passarem por alguns apuros no inicio do jogo, conseguem ganhar um penalty (que desperdiçam) e conseguem que o redes seja expulso, mas a jogar quase 1h contra dez não conseguem fazer funcionar o marcador…
publicado por Spaceship às 12:43
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
22
26
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO