Sexta-feira, 18 DE Setembro 2009

O Porto foi a primeira equipa a entrar em campo, e era a que tinha o adversário mais forte pela frente. Frente ao Chelsea, em Londres, Jesualdo mexeu na equipa e apresentou um 11 menos ofensivo do que aquele que tem jogado nas competições internas (surpresa pela titularidade de Guarin que ainda não tinha jogado nada este ano).

Debaixo de chuva constante, o FCP fez uma exibição agradável e conseguiu fazer frente ao Chelsea, jogou de igual para igual e de forma equilibrada e muito competitiva. Anelka acabou por desequilibrar e dar a vitória aos londrinos num lance em que a linha defensiva do Porto lhe deu alguma liberdade. É de realçar ainda os minutos finais, já com Falcao e Varela em campo, em que o FCP conseguiu ir para cima do adversário.
No final, para além da derrota, o FCP tem ainda que lamentar a expulsão do Fernando (levou erradamente o 1º amarelo em que não foi ele, mas sim Guarin a fazer a falta).
 
Seguiu-se o Sporting Lisbon que foi à Holanda jogar com o actual 15º classificado daquele campeonato. O SCP fez uma exibição fraca e apagada contra um adversário que mostrou ser bem inferior. Muito tem que agradecer ao levezinho, autor de um hat-trick, que permitiu que a equipa regressasse a casa com uma vitória suada por 3-2.
Cada vez mais, esta equipa é Liedson e mais 10!
Há ainda que chamar a atenção para uma bola que Caneira tirou em cima da linha, que deixou muitas dúvidas, mas que o novo árbitro de baliza nada assinalou.
 
Na Luz o Benfica recebeu e bateu o Bate Borisov.
Mesmo com Jesus a arriscar e, na estreia da fase de grupo da liga Europa frente a um adversário que no ano anterior na Champions havia ganho pontos à Juventus e ao Zenit, deixou de fora Aimar e Quim e colocou Saviola e Ruben Amorim no banco. Permitiu a estreia de Julio Cesar, Maxi e Felipe Menezes, bem como a titularidade de Nuno Gomes. E foi o capitão que fez a diferença com um golo e uma bela assistência para Cardozo (sendo ainda de realçar uma perdida incrível em que deixou passar a bola por entre as pernas após belo trabalho de Di Maria).
O jogo foi tranquilo, o Bate mostrou-se fraco na frente e desperdiçou algumas oportunidades de forma desastrada, o Benfica também criou alguns lances em que podia ter dilatado o resultado, mas que de forma global terá sido um resultado justo.
 
Por fim, na Madeira, o Nacional recebeu o Werder Bremen.
Depois de estar a perder por 2, a equipa insular ainda conseguiu igualar a partida em dois lances de bola parada, mas a força e a qualidade do finalista vencido da última edição da taça UEFA, veio ao de cima e os alemães acabaram por vencer por 3-2 com um grande golo de Pizarro já perto do final.
Dificilmente o Nacional terá hipóteses de passar este grupo, mas esperemos que consiga fazer alguns pontos (principalmente contra os austríacos) para melhorar o ranking do país.
publicado por Spaceship às 12:55
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO