Quarta-feira, 22 DE Setembro 2010

Quem não se lembra da forma como a Coreia do Sul foi levada ao colo pelas arbitragens no Mundial de 2002, sobretudo nos jogos com a Espanha e a Itália.
O árbitro do jogo com a Itália foi um equatoriano de seu nome Byron Moreno.
Apesar de não ter sido castigado pela sua escandalosa arbitragem, não demorou muito até que as suas "boas" actuações tivessem consequências e ainda em 2002 foi suspendo por 20 jogos pela Fifa e pela Federação do Equador, na sequência de uma investigação a um jogo por si apitado na Liga do Equador.
Em 2003, a sua arbitragem no terceiro jogo após o final da suspensão originou nova suspensão, tendo Byron Moreno optado por se retirar.
Hoje, ao ler o jornal, deparei-me com uma notícia sobre Byron Moreno, que passo a transcrever:
"O antigo árbitro internacional equatoriano Byron Moreno, que marcou presença no Mundial-2002, foi detido no aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, alegadamente na posse de seis quilos de heroína.
Moreno ficou famoso por ter sido protagonista de uma das arbitragens mais badaladas no Mundial-2002, nos oitavos-de-final da competição, entre Coreia do Sul e Itália.
Os italianos ainda hoje recordam Moreno como o responsável pela eliminação da prova, uma vez que o árbitro invalidou um golo à squadra azzurra, não assinalou uma grande penalidade e ainda expulsou Francesco Totti por suposta simulação. A partida terminou com 2-1 favorável à Coreia do Sul, após prolongamento."

- Fonte: "A Bola".


É caso para dizer, uma vez patife, sempre patife...

publicado por Joca às 19:07

Ontem Vítor Pereira deu uma conferência de imprensa de 1 hora em que analisou detalhadamente 18 lances polémicos e deu o seu aval sobre o comportamento das equipas de arbitragem nesses mesmos lances. Eu apenas vou analisar os lances envolvendo os grandes, de qualquer modo, quem quiser ver os restantes pode ver em http://www.ojogo.pt/26-265/artigo886492.asp.

 

“Naval-Sporting

Golo de Liedson – decisão correcta. Árbitro assistente está mal colocado, pelo menos dois metros adiantado em relação à linha dos penúltimos defesas. Mesmo não tocando na bola, o jogador acaba por ter interferência na acção do adversário. O assistente não se apercebe disso e não assinala o devido fora-de-jogo, no qual se deve beneficiar o ataque; em caso de dúvida, não pune.”

Não percebo como é que a decisão é correcta apenas porque em caso de dúvida, não se pune, uma vez que refere que o jogador está em fora-de-jogo e tem interferência no lance!

 

“Guimarães-Benfica

Fora-de-jogo de Saviola – decisão errada. O árbitro assistente [Luís Marcelino] está metro e meio adiantado. É uma situação em que, do ponto de vista das instruções da FIFA, deveria ter deixado prosseguir o jogo.”

 

“Guimarães-Benfica

Fora-de-jogo de Cardozo – decisão correcta. Colocação incorrecta. O que o assistente [José Cardinal] vê daquela posição é o jogador [Cardozo] muito adiantado. Se o assistente estivesse em linha, como o fora-de-jogo é milimétrico haveria uma grande probabilidade de não ter sido assinalado.”

Não percebo. Qual a diferença deste lance para o primeiro do Liedson? Em ambos os jogadores estão em fora-de-jogo e os assistentes estão mal colocados e não podem ter a correcta noção do lance, num deixa seguir e está correcto, no outro assinala e está correcto..

 

“Braga-Marítimo

Fora-de-jogo de Kanu – decisão correcta. O árbitro assistente [Pedro Garcia] está em linha e acerta por acompanhar uma jogada rápida de ataque; é preciso convicção e coragem para uma decisão deste tipo aos 93'.”

 

“Sporting-Marítimo

Penálti sobre Liedson – decisão correcta. Bruno Paixão estava concentrado, mesmo no final, e bem posicionado, o que lhe permitiu ver o toque na perna de apoio do jogador do Sporting. Bem assinalado. “

 

“Rio Ave-FC Porto

Álvaro Pereira com Tarantini – não esclarecido. Ocorre na chamada zona cinzenta. É muito difícil para a equipa de arbitragem decidir se é dentro ou fora da área.”

Eu é que não fico esclarecido! Se fica a dúvida em saber se é dentro ou fora, é porque houve falta que não foi assinalada, logo a decisão é incorrecta!

 

“Guimarães-Benfica

João Alves com Carlos Martins – decisão errada. O defesa estica a perna para jogar a bola e depois impede o adversário de prosseguir. Haveria lugar à marcação de penálti.”

 

“Guimarães-Benfica

Ricardo com Aimar – decisão errada. O jogador interpõe o pé entre a bola e o adversário: corte na bola e na perna, o jogador é abalroado.”

 

Sinceramente, não concordo com esta atitude de Vitor Pereira. É de salientar a coragem, a frontalidade e a transparência com que falou destes lances, mas creio que esta sua atitude pode causar sérios problemas e levantar várias questões. Desde logo, porque fez esta análise agora e nunca a fez no passado (pelo menos de forma tão exaustiva e particular)? Depois, porque analisou estes lances e deixou de fora outros (desde logo os lances para penalty para o Benfica frente à Académica e para o Nacional frente ao Porto)? Por fim, será que vai fazer este tipo de intervenções e análises com maior frequência (irá analisar os lances polémicos de 5 em 5 jornadas)?

publicado por Spaceship às 12:42
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
15
18
19
20
23
25
26
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO