Terça-feira, 25 DE Outubro 2011

 

Meus Caros,


Ontem decorreu a entrega de prémios do FC Porto, denominada Gala Dragões de Ouro!

Foi uma demonstração do que é SER PORTO, da grandeza de um clube, de um grande Presidente, de uma instituição que nesta altura dificil do país deve ser vista como uma referência nacional!!

Aquilo é ser grande. Quem é grande não precisa de apregoar grande nem de demonstrar serem milhoes. Ser grande é uma força muito maior de que qualquer exército de milhões! É um sentimento que transmite uma força que poucos têm. Muito poucos até!!

E é por isso que quem por aquela casa passa não fica indiferente, mesmo que quando chega não seja dragão. Acredito e aceito que nem todos os consigam sentir. Não está ao alcance de todos, por isso quem não entende não tente entender. É algo que não é para todos.

Ontem, a demonstração que o clube teve para com um grande portista foi outra demonstração de grandeza. Quando muito invejosos e pequeninos andaram a falar de traições e tentaram ridicularizar o Villas Boas, ontem levaram uma enorme bofetada de luva branca!

Aquilo é ser PORTO!! E o Villas Boas é!!

Eu próprio em cima do acontecimento critiquei o André. No entanto, a frio vejo as coisas de maneira diferente. Um dia voltará certamente, e a cadeira de sonho vai recebe-lo novamente.

Parabéns FC PORTO e a todos os premiados.

É bom SER PORTO!!

 

Até breve 

publicado por AR às 10:13

A oitava jornada iniciou-se no sábado com o Benfica a deslocar-se a Aveiro para defrontar a equipa menos batida do campeonato (continua com esse mesmo “título2, embora agora a par do Braga). E cedo se percebeu que o Beira-Mar é uma equipa muito forte defensivamente (sofreu apenas o 3º golo no campeonato), mas com um ataque muito ineficiente (apenas marcou 3 golos no campeonato e todos à mesma equipa – ao Guimarães na 3ª Jornada). Assim sendo, o jogo foi fraco, com o Beira-Mar a defender muito bem e a neutralizar os ataques do Benfica e a criar alguns lances com perigo mas facilmente resolvidos pela defesa e pelo Artur por clara falta de qualidade dos atacantes aveirenses. O jogo ficou marcado pelo lance do golo do Benfica aos 41”, Rui Pêgo é rápido a sair da baliza para cortar um lançamento longo para Cardozo, mas chuta mal na bola que sobe muito e vai para as suas costas, onde Cardozo, com frieza cabeceou para golo. Registo ainda para uma bola ao poste de Ruben Amorim e um lance aos 80” em que por duas vezes, dois avançados aveirenses desperdiçaram o golo, o primeiro sozinho chutou contra Artur e no ressalto um segundo chutou contra um defesa. O resultado acaba por se aceitar, uma vez que foi o Benfica quem teve as melhores oportunidades de golo.

 

No domingo o Porto que recebeu o Nacional e embora não tenha sido um dos melhores jogos do Porto, foi o resultado mais desnivelado a favor do Porto. Com toda a justiça, o Porto inaugurou o marcador aos 24” num remate de longe de Defour que bate num defesa e passa por cima do guarda-redes, criando um belo efeito. O Nacional pouco ou nada fez e acabou por ser natural o segundo golo do Porto, por Walter aos 40”, embora estivesse em posição de fora-de-jogo. Na segunda parte, mais do mesmo e o Porto volta a marcar num lance caricato, livre de longe mas na zona central, o redes desvia para cima, ninguém do Nacional se mexe e aparecem dois ou três jogadores do Porto para encostarem.. calhou a Sapunaru fazer o golo. Já nos descontos e em rápidos contra-ataques, o Porto constrói a goleada com Kleber e Hulk a fixarem o 5-0 final. Nota ainda para o árbitro que para além da validação de um segundo golo em fora-de-jogo, nada assinalou em alguns lances duvidosos nas áreas, primeiro um agarrão a Sapunaru na área do Nacional, depois no outro lado, um lance entre Rolando e Luis Alberto (ambos os lances com zero-zero no resultado) e no final da segunda parte outro lance na área do Porto entre Alvaro Pereira e Mateus. Existe a atenuante do estado de relvado, mas mesmo assim..

 

Finalmente, na segunda-feira o Sporting recebeu o Gil Vicente. Com tem sido hábito, o Sporting entrou muito forte e determinado. O golo voltou a surgir cedo, logo aos 7” no seguimento de um canto, a bola sobra para Polga que vai à linha centrar para Carriço marcar (quando a bola foi passada a Polga, Carriço estava fora-de-jogo, depois voltou a ficar em jogo, mas beneficiou disso para marcar). O Sporting controlou e dominou todo o jogo, mas o Gil manteve a compostura durante o resto da primeira parte. Na segunda, o Gil tentou reagir, mas aos 58” Ricky van Wolfswinckel sofre penalty e converte o 2-0. Foi o desnorte da equipa de Barcelos que permitiu que Capel marcasse duas vezes de cabeça aos 62” e aos 65” (este segundo no limite do fora-de-jogo). O Gil ainda apostou no ataque e Polga cometeu dois ou três deslizes. Num deles, aos 75”, a defesa apática deixou Roberto sozinho cabecear para o 4-1. Até final só deu Sporting e Bojinov ainda veio do banco para bisar aos 79” e aos 92”. Goleada a mostrar um Sporting muito forte, talvez o mais forte jogo sportinguista até ao momento.

publicado por Spaceship às 09:03
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO