Sábado, 03 DE Março 2012

Caríssimos,

Eis-me de volta. Não pela vitória do Porto, que para mim é como aquela doenças crónicas que se manifestam repetidamente, pelo menos uma vez por ano, mas sim por estranhar alguma reações ao jogo de ontem que me apetece domesticar :)

Primeiro, o Porto foi melhor, quanto mais não seja por ter assumido as despesas de jogo logo no início. Como disse o Pedro Ribeiro (famoso tertuliano encarnado) na TVI24, “nos últios anos Porto joga em casa na Luz, e é a única equipa portuguesa com mentalidade ganhadora nos momentos decisivos”. Mai’ nada!

Segundo, o Porto foi mais equipa, marcou os melhores golos e dispôs das jogadas mais bonitas. À exceção de uma jogada que culminou com uma cabeçada do Aimar, o Benfica viveu dos lances de bola parada, de onde nasceram os seus golos – sendo um deles de um ressalto risível.

Terceiro, o árbitro errou… mas errou para os dois lados. Se é verdade que o Porto marca o terceiro em fora de jogo, não é menos verdade que minutos antes perdoa um penalti por mão do Cardozo num canto. Sendo um lance discutível para alguns (para mim não há qualquer dúvida), pelo menos deita por terra as teorias de conspiração que Jorge Jesus tanto insistiu no final – na posição privilegiada em que estava nesse lance, se o árbitro tivesse tanta vontade de prejudicar o Benfica ou favorecer o Porto, tinha assinalado penalti. Dizer que Witsel sofre falta no lance do 2º golo portista denota falta de cultura futebolística, falta de imparcialidade, ou ambos. E que dizer da expulsão do Emerson: após a amostragem do 1º amarelo por palavras, alguém no seu perfeito juízo não sabia que tal iria suceder? Só Jesus!

Ao ver as reações de ontem ao 3º golo portista, não me deixei de lembrar de um golo idêntico com que o Benfica ganhou ao Braga (vejam o vídeo) que na altura lhe permitiu ultrapassar os bracarenses na liderança da Liga. Entre os dois lances a única diferença é que Maicon estava 1 palmo adiantado... e David Luiz 1 metro! Na altura, esse jogo motivou as famosas palavras do treinador do Braga, Jorge Jesus (sim, o mesmo): ganhar ao Benfica só na playstation. Na altura também disse que "em 20 anos de futebol nunca tinha visto nada assim"... agora com 23, já pode dizer que tinha visto algo parecido. Quem me conhece sabe que adoro justiça poética! :)

 

 

Aproveitem a chuva para arrefecer a cabeça! 

 

Grande abraço a todos

 

publicado por fred às 13:49
Sinceramente, tenho pena que só apareças nestas alturas.. não sei porque não deste sinais de vida nas últimas 15 jornadas..

Quanto à tua justiça poética, agora soube-te bem.. assim como aos amigos AR e Beautiful, mas pelo menos o AR já não falou nos mesmos termos quando perdeu 3-1 em Barcelos em que foi prejudicado quando já estava a perder..

Quanto aos factos, quer Jesus, quer LFV se excederam e mais uma vez deviam ter ficado calados.. embora tenham total razão no lance do terceiro e decisivo golo, perdem qualquer credito quando falam na jogada que dá origem ao segundo golo do Porto.. onde nada aconteceu (fizeram lembrar AVB em Guimarães quando veio falar num penalty ao munuto não sei quantos que afinal não tinha existido.. mas esse retratou-se.. estes dúvido que o façam..). Para mim, o primeiro devia ter-se ficado pela apreciação do jogo, das suas opções e da forma como a equipa entrou em campo e o segundo nem devia ter aparecido..

Por outro lado, embora considere que LFV devia ter ficado calado e só hoje devesse ter falado, concordo completamente no seu pedido para que Pedro Proença não arbitre mais jogos do Benfica.. é sócio e adepto do Benfica e o próprio já confessou várias vezes que sempre que arbitra o Benfica, em caso de dúvida, opta sempre por beneficiar o adversário.. por isso e só por isso, já seria suficiente para que não tivesse arbitrado jogos do Benfica.. agora foi este golo que deu a vitória ao Porto.. mas já foram inúmeros casos.. ainda num Porto Benfica recente marcou uma penalidade inexistente que também permitiu ao Porto empatar o jogo e depois o Lisandro foi suspenso por ter simulado esse penalty.. mas há mais, muito mais lances e jogos onde o Benfica foi sempre prejudicado pelo Pedro Proença, desde o Braga - Benfica deste ano,.. jogos com o Sporting,.. enfim, nem vale a pena.

Por fim, apenas mais uma palavra para o facto de Vitor Pereira na conferência de imprensa ter elogiado a qualidade e o trabalho das três equipas em campo (registo bem diferente do utilizado em Barcelos) e de Pinto da Costa ter tido mais um discurso na zona mista em que depois de se ter congratulado pela vitória e antes de falar do AVB, esteve a elogiar o trabalho e o valor do Pedro Proença e a dizer que erros da arbitragem, nem tinha dado por nada, mas que no balneário, os jogadores tinham falado em dois penalties por marcar a favor do Porto..
Spaceship a 4 de Março de 2012 às 23:57
Caro Spaceship,
Louvo esta análise semi-sensata, e aceito a critica pelo meu silêncio prolongado. De qualquer forma, como poderás perceber pelo meu histórico, as minha aparição não se deve à vitória do Porto - o período em que estive mais ativo, foi sempre nos piores momentos, como no ano dos tuneis.
É um facto que cada vez perco menos tempo com o futebol português... inversamente perco sempre mais a estudar o comportamento humano, e não escondo que a grande felicidade deste fds advém, não do resultado em si, mas sim de uma vitória inesperada pela maior parte dos adeptos portistas, e sobretudo de uma derrota dos fanfarrões para quem o jogo já estava ganho (não falo de ti, mas sim da maioria dos benfiquistas com quem privei na semana passada)... e isso sim deu-me um gozo enorme!
Quanto ao resto, curioso falares de Barcelos e das reações portistas - mesmo com um discurso fraco, na altura VP assumiu culpa da equipa por um jogo muito mau, algo impensável no léxico encarnado. E os próprios adeptos portistas ficaram sobretudo revoltados com a equipa e treinador, e não com a (péssima) arbitragem desse jogo.
Reparei ainda que não comentas o lance do penalti da mão do Cardozo, o que tenho pena. Também lamento que fales no famoso penalti do Lisandro, e não tenhas a honestidade intelectual de falar num outro lance desse jogo sobre o Lucho em que o Proença se furta a marcar penallti apenas porque o Lucho se levanta. Mas talvez fosse pedir demais!!!
fred a 5 de Março de 2012 às 12:38
Fred, não tenho paciência para ir procurar o que disse na altura, mas tenho quase a certeza que para além de ter dito claramente que o Lucho tinha sofrido penalty, também acho que o valorizei pelo acto de não ter desistido do lance e ter continuado a jogar! Aprecio muito mais um jogador dessa fibra e com esse caractér do que jogadores como o Aimar ou Saviola que mal sentem alguém por perto, se atiram logo para a piscina.. Talvez seja por essa falta de caractér que no último Academica - Benfica, Aimar tenha sofrido uma falta para penalty e o árbitro tenha assinalado falta atacante..
Quanto ao lance do Cardozo, acabei de comentar em resposta ao AR, no post sobre a jornada.. para mim, é casual e não é penalty, mas se fosse marcado, não me surpreendia..
De qualquer modo, e em relação ao impacto no resultado de um jogo, ainda há uma diferença entre assinalar um penalty e validar um golo.. é que é necessário marcar esse mesmo penalty e, quer o Porto, quer o Benfica, até falharam o último de que dispuseram (e o Sporting falhou os últimos 3, tendo um deles originado a saída do Bojinov..)

Viu caro Spaceship... um pouco de honestidade não custa nada e só lhe fica bem! De qualquer forma, convém ter cuidado da próxima vez que escolher um único lance de um jogo para defender um ponto de vista. Tomar a parte pelo todo pode não ser sério, como foi o caso.
fred a 5 de Março de 2012 às 23:57
Spaceship,
Compreendo e aceito a critica de aparecer poucas vezes, seguramente menos vezes do que aqueles que pretendia. Tal deve-se á falta de tempo por um lado, e por outro, á pouca paciencia para um treinador como o Vitor Pereira, que francamente me tem desesperado e deixado com pouca vontade de ver futebol :). Sem prescindir, julgo estar no direito de comentar sempre que considero oportuno e com tempo e vontade de o fazer.
Relativamente á comparação que fazes, há uma enorme diferença. No jogo de Barcelos, os erros foram sempre para o mesmo lado. Aliás, com o Bruno Paixão são sempre para o mesmo lado, desde o célebre jogo de Campomaior. O FCP naquelo jogo não teve uma única situação em que tenha sido beneficiado. Ainda assim, o Vitor Pereira assumiu o mau jogo da equipa sem esquecer os erros lamentaveis de arbitragem. E mesmo assim nunca ouvi os responsáveis do meu clube dizerem para o Paixao nunca mais arbitrar o FCP. No jogo de 6ªf, há de facto 2 lances de erro grave: um para cada lado. Um penalty do cardozo, e eventualmente um do emerson sobre o hulk, e o 3º golo em fora de jogo. De resto arbitragem normal, sem grandes erros. Acresce a este facto que ninguém no campo reclamou o fora de jogo. Não há um único jogador do SLB que reclama do lance, o que demonstra que tal situação não é assim tão escandalosa. Sinceramente acredito que por mero lapso te tenhas esquecido de referir o penati, e acredito ainda que consideres a arbitragem normal. Não és como outros que nem aparecem.
AR a 5 de Março de 2012 às 18:07

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
29
31
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO