Terça-feira, 03 DE Fevereiro 2009

Meus caros,

 

Agora que se iniciou a 2º volta, e depois de mais um facto histórico (SLB ser campeão da 1º volta, tantas foram as linhas escritas sobre esse tema) não se ter realizado (bem sei que foram campeões de Inverno...e eu a pensar neste Janeiro chuvoso e frio que é dos piores invernos dos últimos tempo.. ou não será inverno??) venho aqui fazer a análise dos factos da jornada.

Começou o Sporting por tropeçar na Trofa, e como se isso não bastasse tem o problema Veloso e o Liedson lesionado por, pelo menos 3 jogos. Não estão faceis as coisa.

O SLB a arrastar-se num campo vergonhoso, não aceitavel para nenhuma Liga que se preze, muito menos para um clube que se considera grande com um estádio 5 estrelas, que apenas venceu com um golo do enterrado Mantorras.

O FCP por sua vez, e de acordo com titulo de um jornal imparcial aos olhos da comunidade benfiquista, a passear classe pelo Restelo. Na verdade, apesar de jogar a "poupar", o FCP controlou todo o jogo, e teve momentos muito bons. A equipa está a estabilizar, parece-me no bom caminho.

No entanto, o que mais destaco desta jornada é outro facto.

Muitos só considera fulcrais no futebol as individualidades, o modelo de jogo e o sistema táctico para a rendibilização de conjunto. Outros menos redutores juntam-lhes metodologia de treino, preparo físico e psicológico. Finalmente há, e incluo-o me nestes, os que acrescentam a planificação-programação sustentada no trabalho dos gabinetes jurídicos e administrativos. O rendimento de uma equipa não pode, de facto, subalternizar o uso dos cenários eticamente inatacáveis colocados à disposição pelos regulamentos.

A gestão de cartões amarelos realizada pelo FC Porto frente ao Belenenses é exemplo de como uma eficaz visão administrativa pode ser vantajosa. Hulk, Lisandro e Fucile estavam à bica do quinto cartão amarelo e consequente suspensão, na antecâmara do Sporting-FC Porto para a Taça da Liga e FC Porto-Benfica para o campeonato. Dispondo de três unidades no fio da navalha, Jesualdo Ferreira utilizou muito pouco Lisandro, arriscou os outros dois. Hulk passou incólume mas Fucile não - e viu um amarelo de todo mal aplicado pelo árbitro. O resultado, à luz dos regulamentos, só podia ser um: ou Fucile era expulso e "limpava" o castigo no jogo (se se realizar) de quarta-feira para a Taça da Liga ou estava impedido para o confronto prioritário dos dragões: o de domingo, com o Benfica.

Com o jogo no Restelo resolvido, Fucile provocou o segundo amarelo - logo o vermelho. E passa a ser unidade disponível para o FC Porto-Benfica. Na óptica dos interesses do dragão é perfeito!!!

Jesualdo Ferreira optou por recusar a existência de uma estratégia. Respeito a sua postura mas preferia que tivesse assumido a planificação administrativa. Considero-a inatacável embora saiba da existência de muitas consciências falsamente armadas em donas da ética e, como tal, candidatas a um lugar garantido no Céu!!

É por estes pequeno pormenores que o FCPorto é o grande clube Português dos últimos 30 anos.

publicado por AR às 12:02
Concordo plenamente com a atitude do Fucile!
Se as regras existem, são para serem usadas e respeitadas!
Eu vinha de viagem e a ouvir o relato, mal o jogador levou o primeiro amarelo, o comentador de serviço fez logo essa mesma análise! Logo, era um comportamento normal e expectável!
O que Fucile fez é perfeitamente normal e natural, basta estar atento aos pormenores e ao calendário!
Já à dois ou três anos, o sporting fez algo semelhante com o Liedson.. Na jornada anterior ao jogo com o Benfica, o Liedson levou o quinto amarelo não podendo defrontar na jornada seguinte o Benfica. Entretanto, meteu-se a pausa do natal e do fim-de-ano, o Sporting aproveitou e antecipou uma eliminatoria da taça de Portugal para limpar o castigo e conseguiu que o Liedson pudesse jogar contra o Benfica!
Quem pode, pode!
Spaceship a 3 de Fevereiro de 2009 às 15:12
Oh pá.....a mim interessa é no fim da 2ªvolta fazer contas.

O resto é letra. E para a semana já estais atrás outra vez....Benfica no Dragão para ganhar.
lmb a 3 de Fevereiro de 2009 às 15:42
Caro ika,

Desde já não me surpreende a tua falta de argumentação. Ou entao a surpresa total, em que interpreto o teu silência como concordancia com o que está escrito no post.
Por outro lado, julgava que tinhas opinião diferente da capacidade organizativa do FCP, mas afinal devia estar enganado.
Quanto à situação do Liedson, à uns anos atrás. apesar de também concordar, foi uma boa gestao, considero ser bastante diferente. Porque aí teve de existir concordância de outras partes, inclusivamente a Federação. Aqui nada é atacavel, pois foi o explorar, e bem, os regulamentos.
AR a 3 de Fevereiro de 2009 às 16:11
Diria antes, quem sabe, sabe!
Joca a 3 de Fevereiro de 2009 às 16:46
Meus caros,
Mais uma vez, coloquei neste blog um post que fala efectivamente de futebol. Logicamente que um dos intervenientes deste blog, não comentou, nada de anormal. No entanto, esperava que fossem comentado lances e o futebol praticado. Praticamente ninguém o comentou, e por esse motivo vou agora deixar aqui duas reflexões:
Ninguém falou do fora de jogo no golo do Belenenses. bem sei que não alterou o resultado, mas podia ter acontecido. E para os falsos moralista, que os há, dirão que em dúvida se deverá beneficiar quem ataca. Mas porque que esse mesmo critério não foi utilizado no joga da semana passada do FCP em Braga???
E também outra situação que provoquei mas ninguém fala: o amarelo ao Fucile!! Então bola na mão é falta?? e aquela em particular é para amarelo??? E a mão na bola no slb-Nacional já não é falta??? Então essa coerencia??
E por aqui me fico...
AR a 3 de Fevereiro de 2009 às 23:05
Não falei no 1.º amarelo do Fucile porque é óbvio que não há qualquer falta...quem disser o contrário não é sério ou não percebe nada das regras do futebol. Foi o fiscal-de-linha que assinalou essa aberração...até parece que queria que o Fucile não jogasse com o milhafres fc no próximo domingo...
Quanto ao fora-de-jogo no golo do belenenses, poderá haver, mas é daqueles em que não censuro o fiscal-de-linha. É uma situação semelhante à que ocorreu com Yazalde no jogo benfica - Rio Ave, mas aí, o fiscal-de-linha marcou fora-de-jogo...situações iguais, tratamento diferente...coincidências, certamente...
Joca a 4 de Fevereiro de 2009 às 00:08
Eu não comentei nenhum dos lances, porque conforme referi, não vi o jogo porque vinha em viagem.. vinha a ouvir o relato na rádio e, sobre isso, apenas referi que mal o Fucile viu o primeiro amarelo, o comentador "adivinhou" logo que o jogador iria acabar por ser expulso no final do jogo..
Já em casa, não vi nenhum resumo, pelo que não posso comentar o que não vi.
Spaceship a 4 de Fevereiro de 2009 às 09:22

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
15
16
17
18
21
22
24
25
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO