Segunda-feira, 15 DE Junho 2009

 

Nasceu no Recife a 30 de Janeiro de 1975 com o nome de António Augusto Ribeiro Reis Júnior, mas ficou conhecido como Juninho ou Juninho Pernambucano (porque na altura em que ele se começou a tornar conhecido, havia já outro Juninho a dar cartas no mundo do futebol).
A jogar no meio campo ofensivo, destacou-se como excelente assistente para golos e exímio marcador de livres. Ao longo da sua carreira, apenas conheceu 3 clubes e conseguiu a proeza de ter sido o único jogador a participar em dois jogos oficiais no mesmo dia em países diferentes!
Curiosamente, começa a sua carreira no futsal, jogando no Sport Recife. Mas aos 18 anos, passa para a equipa principal de futebol desse clube, onde joga apenas uma época, participando em 24 jogos e contribuindo com 2 golos para a conquista do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste em 1994.
Transfere-se para o Vasco da Gama, onde joga ao lado de Romário, Edmundo e Juninho Paulista. Entre 1995 e 2001 fez 291 jogos e 56 golos. Conquistou dois Campeonatos Brasileiros, um Campeonato Carioca (Campeonato do Estado do Rio de Janeiro), um Torneio Rio – São Paulo, uma Taça Mercosul e uma Taça dos Libertadores da América. Destaque ainda para o facto de em 2000 ter chegado à primeira final do Campeonato do Mundo de Clubes da FIFA, eliminando o Necaxa do México e o Man Utd, perdendo a final nos penalties com o Corinthians.
Entretanto, entra para a história do futebol a 7 de Setembro de 1999. Primeiro em Porto Alegre, joga os últimos 15 minutos do amigável entre o Brasil e a Argentina (4-2 para os canarinos). No fim do jogo, apanha um avião para Montevideu onde jogou toda a segunda parte de um jogo da Taça Mercosul entre o Nacional e o Vasco da Gama (3-0 para os uruguaios).
Em 2001 transfere-se para o Lyon onde ganha 7 Campeonatos de França consecutivos. De assinalar, que o clube nunca tinha sido campeão e consegue o primeiro título da sua história, logo na época de estreia de Juninho. Para além destes sete campeonatos, Juninho ganhou três Supertaças de França e uma Taça de França. Em oito anos, fez 344 jogos e 100 golos, tendo sido o melhor marcador da equipa logo no seu segundo ano (2003-2004) com 13 golos e o melhor marcador de sempre na Europa com 17 golos. Nas últimas épocas, foi o capitão de equipa. Nas oito épocas que passou no Lyon, só nesta última é que não foi campeão, ainda assim, ganhou a Taça de França e atingiu os quartos de final da Champions (onde foram eliminados pelo futuro campeão europeu).
Embora ainda tivesse um ano de contracto com o clube francês, pediu para o dispensarem, sendo que não seja totalmente certo que tenha terminado a carreira, suspeitando-se que possa ainda fazer alguns jogos milionários no Dubai.
Pela selecção brasileira, ainda nas camadas jovens conquista o torneio de Toulon em 1995, e a Taça das Confederações em 2005. No total, fez 46 jogos e 7 golos pela selecção principal, tendo decidido retirar-se após o mundial de 2006 para dar espaço aos mais novos.
publicado por Spaceship às 19:13

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
20
21
22
24
25
27
28
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO