Quarta-feira, 09 DE Setembro 2009

Com o terminar dos prazos de inscrições de jogadores, também terminaram os empréstimos de jogadores entre os vários clubes. Olhando apenas aos empréstimos a clubes das duas principais ligas, o FCP colocou 23 jogadores, o SLB 17 e o SCP 5.

 
O FCP fez os seguintes empréstimos:
Académica (1): Nuno Coelho
Belenenses (1): Bruno Vale
Braga (1): Diogo Valente
Leixões (1): Benitez
Marítimo (1): Cláudio Pitbul
Olhanense (7): Rabiola, Stéphane, Tengarrinha, Zequinha, Ventura, Castro e Ukra
Rio Ave (1): Bruno Gama
Setúbal (4): André Pinto, Hélder Barbosa, Ivo Pinto e Kazmierczak
Covilhã (2): Josué e Steven Vitória
Gil Vicente (3): Rui Pedro, Ivo Pinto e Bura
Portimonense (1): Ivanildo
Emprestou ainda mais 7 jogadores a clubes estrangeiros: Pelé (Valladolid – ESP), Stepanov (Málaga – ESP), Candeias (Recreativo de Huelva – ESP), Diogo Viana (Venlo – HOL), Leandro Lima (Cruzeiro – BRA), Renteria (Atlético Mineiro – BRA), Bolatti (Huracan – ARG)

O SLB fez os seguintes empréstimos:
Belenenses (2): Filipe Bastos e Fredy Adu
Guimarães (1): Leandro
Paços de Ferreira (1): José Coelho
Setúbal (2): Rúben Lima e Zoro
Beira-Mar (3): Leandro Pimenta, Ishmael Yartey e Wang Gang
Carregado (4): Miguel Rosa, Ivan Santos, André Soares e Adriano Silva
Fátima (3): João Pereira, David Simão e André Carvalhas
Trofense (1): Romeu Ribeiro
Emprestou ainda mais 4 jogadores a clubes estrangeiros: Sepsi (Racing Santander – ESP), Bynia (Neuchatel Xamax – SUI), Makukula (Kayserispor – TUR), Yebda (Portsmouth – ENG)

O SCP fez os seguintes empréstimos:
Leiria (2): André Santos e Ronny
Olhanense (1): Paulo Renato
Setúbal (1): Rui Fonte
Fátima (1): Marco Matias
Emprestou ainda mais 1 jogador a um clube estrangeiro: Purovic (Videoton – HUN)

 
Só nestes exemplos, o FCP colocou 30 jogadores, o SLB 21 e o SCP 6.
Juntando os jogadores nos seus plantéis, facilmente o FCP e o SLB chegam aos 60 jogadores. Isto é um custo enorme, uma vez que estes clubes ainda suportam parte (ou mesmo a totalidade) dos salários dos jogadores emprestados.
Existe ainda um efeito em espiral que aumenta os custos dos clubes, uma vez que sempre que os grandes clubes portugueses contratam novos jogadores, os salários desses mesmos jogadores também aumentam. Será que se justifica contratar um jogador para o emprestar logo de seguida? Em vez de se suportar os custos com seus salários, não seria melhor manter os jogadores nos clubes originais, firmando apenas contratos de preferência sobre esses jogadores?
Por outro lado, será que com estes empréstimos não se desvirtua a verdade desportiva? Tudo bem que os clubes mais pobres e com menores recursos conseguem obter melhores jogadores, mas é justo que Setubal (com 7 emprestados) e Olhanense (com 8) compitam de igual para igual com clubes que não têm qualquer jogador emprestado e que contam nos seus plantéis apenas com os seus jogadores (aos quais pagam a totalidade dos salários).
Cada vez mais me convenço que o sistema inglês é o mais justo e mais transparente, em que há limite ao número de jogadores que cada clube pode emprestar e que pode receber por empréstimo.
publicado por Spaceship às 00:04
Duas pequenas correcções:
1 - O Diogo Valente, o Bruno Gama e o Zequinha já não são jogadores do F.C.Porto;
2 - O Ivo Pinto acabou por ir para o Setúbal.

P.S.1: Wang Gang?! Quem é Wang Gang?!
P.S.2: Esqueceste-te do Yu Dabao, que foi emprestado ao Mafra.
P.S.3: Contas finais...F.C.Porto - 20; benfica - 18. Parece que a diferença não é assim tão grande.
Joca a 9 de Setembro de 2009 às 00:30
O pitbull tb ja nao é do fcp, tinha um ano de contrato, rescindiu e foi para o maritimo.
nuno a 9 de Setembro de 2009 às 01:22
O ivanildo tb já rescindiu com o fcp, essa lista ta mt mal feita.
nuno a 9 de Setembro de 2009 às 01:25


o Stéphane ja nao é do fcp, o ano passado teve na olhanense emprestado por nós mas rescindiu. ficou na olhanense mas ja nao é nosso.

Bem ja vi que nunca mais saia daki... tenho mais k fazer k corrigir os teus erros.

cya
nuno a 9 de Setembro de 2009 às 01:29
Pois,
Muitas considerações poderiam ser contestadas. Dou vários exemplos de bons exemplos, exemplos de sucesso de empréstimos do FCP: R. Carvalho, Jorge Costa e Bruno ALves por ex.. Por isso confio nessa politica. No entanto, e tendo em conta o projecto 611, o FCP tem reduzido aos empréstimos, e terminado vários contratos. Desde logo, e sem ser muito minuncioso, reparo em vários jogadores que já não pretencem ao FCP e que incluiste: Zequinha, Bruno Gama (com pena minha), Ivanildo, Stefhane e Pitbull, por ex.
Assim, tirando o facto de uns serem bons jogadores nas equipas onde estão, contráriamente aos emprestados pelo SLB, bem como ao aproveitamente retirado dos emprestados (não me lembro de um caso de sucesso no slb) em termos de números não vejo grandes diferenças.
AR a 9 de Setembro de 2009 às 10:05
Boas.

Sem querer ir contra as vossas opiniões, parece-me que o teor do post não é bem o que vocês comentam. Não me parecem que seja uma comparação entre empréstimos dos 3 grandes, mas antes uma opinião sobre a quantidade exagerada de jogadores de cada clube, do esforço financeiro que isso implica e a luta "desleal"(não comento porque cada um safa-se como pode, e se não é ilegal, há quem não pense na parte moral) entre clubes que têm relações privilegiadas com emprestadores, e os que não têm.

Acho exagerado um clube que tenha 50/60 jogadores, empreste mais de metade da sua folha de salários (sem que esta fique mais leve) ano após ano, e não se veja um real retorno dessa política. Sim, houve casos de sucesso (Bruno Alves, Jorge Costa, Rui Costa, até ver Fábio Coentrão, etc), mas não me parece que, com a quantidade de dinheiro estoirado nos que não deram em nada, tenha havido lucro.

Temos casos de jogadores comprados e sucessivamente emprestados sem fazerem 1 jogo sequer pela equipa principal, sendo discartados no final do contrato.

Isto não tem a ver com clube A, B ou C, mas sim com esta política de contratações e empréstimos dos 3 grandes, que efectivamente são os que têm capacidade para terem estas quantidades de jogadores.

Um abraço
G. o gajo. a 9 de Setembro de 2009 às 10:15
Claro que é um exagero o nº de emprestados, mas depois de terminarem com as equipas b nao se podia esperar outra coisa. O jogador tem k jogar, o fcp nao tem a mesma politica k o scp por exemplo, é uma equipa vencedora e um jovem para entrar no nosso 11 tem k passar primeiro por um processo de maturação.
nuno a 9 de Setembro de 2009 às 10:48
Nuno, já estás a entrar em equipas especificas...Não me parece que fosse esse o objectivo.
Mas já que partes para aí diz-me, se puderes, casos em que algum jogador comprado e emprestado tenha tido sucesso no clube que o comprou para emprestar. Se me conseguires dar 5 jogadores por cada um dos 3 grandes, eu dou razão a essa politica desportiva.
G. o gajo. a 9 de Setembro de 2009 às 11:28
Lembrei-me de mais um jogador emprestado pelo benfica...Patric.
Não percebi a razão deste empréstimo porque me pareceu um jogador "fabuloso"...

Quanto à pergunta do G., realmente não me lembro de nenhum jogador que tenha sido comprado, depois emprestado e que tenha voltado (e tenha tido sucesso) ao clube que o comprou. Acredito que até haja alguns, mas são muito pucos.
Joca a 9 de Setembro de 2009 às 11:33
Parece-me que saberes o que escreves antes de escrever era mesmo capaz de ser boa ideia.
Dos jogadores que deste como emprestados pelo FCP, os jogadores Nuno Coelho, Diogo Valente, Cláudio Pitbul, Stéphane, Zequinha, Bruno Gama e Ivanildo não fazem parte dos quadros do clube.
Só por aí começo a te estragar as considerações que fazes no restante post.
Para além disso, nos empréstimos feitos para o estrangeiro, não só o FCP não é responsável pelos salários, como normalmente recebe ainda uma verba que paga o empréstimo, não é por aí que entra prejuizo nenhum (calculo que nos outros clubes seja a mesma coisa).
Mais uma coisa, os jogadores emprestados em Portugal, que têm realmente os salários pagos pelo clube são quase todos (todos menos o Benitez) jogadores saídos da formação, ou seja, têm um custo salarial quase residual e todos juntos não pagam o salário de qualquer das uma contratações feitas pelo clube este ano.

Mas o pior de tudo é que ainda para mais num ano em que emprestados do FCP renderam mais de 10M de euros em vendas vires falar em custos e prejuizos é no mínimo ridiculo.
Mas pronto... o escrever para falar mal só porque não se sabe costuma resultar... o que o pessoal gosta é da peixeirada e os factos que se lixem...
Bruno a 9 de Setembro de 2009 às 11:50
G. disse:
"Nuno, já estás a entrar em equipas especificas...Não me parece que fosse esse o objectivo.
Mas já que partes para aí diz-me, se puderes, casos em que algum jogador comprado e emprestado tenha tido sucesso no clube que o comprou para emprestar. Se me conseguires dar 5 jogadores por cada um dos 3 grandes, eu dou razão a essa politica desportiva."


Falo-te do meu clube, os outros nao me interessa para nada.
Assim sem pensar mt, tens o Bruno alves, paulo assunçao, fernando. Se formos a falar em vendas com proveito seriam mts mais...
nuno a 9 de Setembro de 2009 às 20:15
Realmente, existem algumas falhas em alguns jogadores, que foram apontadas e pelas quais peço desculpa!
No entanto, a lista foi feita com base em comunicados que os clubes enviaram à CMVM. Deste modo, foram indicados todos os empréstimos comunicados pelos clubes a esta entidade, faltou o empréstimo do Patrick e foram erradamente indicados os de Zequinha, Bruno Gama, Ivanildo e Diogo Valente. Mas outros que aqui foram indicados como estando errados (Pitbul, Stephane e Nuno Coelho), nos comunicados da CMVM apenas constam os comunicados de empréstimo pelo FCP aos actuais clubes (Marítimo, Olhanense e Académica). Há casos em que os clubes também indiciam em erro, por exemplo, o FCP comunicou o empréstimo de Adriano ao Braga e passadas algumas horas comunicou a rescisão de contrato com o jogador e a entrega dos direitos desportivos e económicos ao Braga. Neste caso, não contei o Adriano..
Por outro lado, apenas indiquei os jogadores emprestados na I e II liga (e os emprestados ao estrangeiro a título de curiosidade, porque esses até podem ser vendidos e podem vir a dar bons retornos financeiros aos clubes), motivo pelo qual não incluí jogadores como o Yu Dabao que foi emprestado ao Mafra da 2ª divisão B. Porque se formos por aí, as contas aumentam bem mais, só o Sporting tem cerca de 8 jogadores a rodarem no Real de Massamá (equipa de onde veio Nani).
Mas o objectivo não é mostrar quem tem mais ou menos, não é dizer que um tem 50 e o outro apenas 10.. O objectivo é mostrar que há equipas no nosso campeonato que estão dependentes dos empréstimos para poderem formar equipas minimamente competitivas!
Por outro lado, é preciso ter em consideração que sempre que um clube grande contrata um jogador, esse jogador passa a ter um salário maior do que o que auferia no seu anterior clube. Só que, quando o grande resolve emprestar esse jogador, os clubes não podem suportar os seus ordenados e os grandes têm sempre que ficar com esse encargo. Pelo simples facto de SLB e FCP todos os anos comprarem 10 jogadores (ou mais) e de os porem a rodar, estão a encarecer os jogadores e a aumentarem exponencialmente os salários dos jogadores no nosso campeonato. Se houvesse um limite ao nº de jogadores que cada clube pudesse ter e limite ao nº de jogadores que se podem emprestar, os grandes teriam bem menos jogadores, os custos e os salários dos jogadores seriam bem menores e o futebol português poderia ser bem mais dispendioso.
Spaceship a 11 de Setembro de 2009 às 00:12
Muito bem visto!
Mais do que ver quem empresta a quem (e para além de um outro jogador que aqui vem referido como estando emprestado, afinal ter sido cedido definitivamente), o que mais importa é ver até que ponto os empréstimos ilimitados não podem desvirtuar a realidade desportiva!
Junto incluo mais alguns pontos que considero relevantes:

a)Todos vemos que há clubes que todos os anos dependem dos empréstimos a custo zero para poderem formar uma equipa minimamente competitiva.
b) Por outro lado, ninguém consegue identificar que contrapartidas é que um clube fica obrigado a dar para receber dois ou três jogadores a custo zero anualmente... Um clube que todos os anos depende de terceiros para constituir a sua equipa terá que dar algo em troca e muitas vezes pode ter que ficar comprometido com actos irregulares ou ilicitos (tipo favorecer ou facilitar num determinado jogo, votar a favor ou contra determinadas decisões da liga, etc.).
c) É justo que uma equipa tenha no seu plantel 24/25 jogadores (aos quais paga a totalidade dos salários) compita de igual para igual com outra em que metade do plantel é formado por jogaodres emprestados com os quais não tem um único cêntimo de custos?
d) Por outro lado, sabemos que um jogador quando é emprestado é com a obrigação de jogar e de rodar, logo muitas vezes existem clausulas que obrigam a que os jogadores emprestados joguem determinado número de minutos por ano (nomeadamente se passar um determinado limite, o clube de origem paga a totalidade dos salários, depois existem escalões em que quanto menos o jogador jogar, menos paga o clube de origem e mais paga o clube recpetor, até um determinado minimo em que o clubre receptor paga tudo). Para além deste tipo de claúsulas não ser legal (mas também ninguém contesta porque é do interesse de todos), o facto de um jogador emprestado ter que jogar com regularidade pode "tapar" um jogador mais jovem e de melhor qualidade/margem de progressão...
e) Podem os grandes clubes açambarcar dezenas de jogadores apenas por causa do seu nome, prestígio ou poderio financeiro, deixando um leque cada vez menor e com jogadores cada vez mais fracos disponíveis no mercado para os outros clubes?

Em países mais evoluídos (como em Inglaterra) existem limites ao nº de jogadores que cada equipa pode ter nos seus quadros, mas mais importante, existe um limite muito restrito ao nº de jogadores que se podem emprestar e ao total de jogadores que se podem receber em regime de empréstimo (apenas 2).
Pinto a 14 de Setembro de 2009 às 16:48

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
19
20
26
27
28
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO