Quinta-feira, 15 DE Outubro 2009

 

Meus caros,
 
Ontem foram anunciadas as contas do FCP. Um facto indesmentivel é que pelo 3º ano consecutivo apresentam lucro. Considero que  as contas que a FC Porto, Futebol SAD apresenta devem ser lidas muito para além do lucro do exercício e da acumulação de passivo. O mais significativo é que o lucro na casa dos cinco milhões de euros assenta em grande medida numa "performance" desportiva acima do expectável, o que fez crescer consideravelmente as receitas provenientes da Liga dos Campeões. Na verdade, embora haja nestas contas receitas do mercado de transferências, elas estão longe de reflectir todos os movimentos feitos e que se antevê poderem vir a ser feitos. Lembro que as vendas do Lisandro e do Cissocko não estão aqui refletidas, bem como 10M€ do Pepe para o Real, e 7M€ do Quaresma para o Inter. Desde logo chamo a atenção também para este aspecto. Os ignorantes que tantas vezes querem comentar o que não sabem, referem: onde estão os milhões das vendas dos jogadores, se isso não se vê nas contas?? Ora, esses deviam saber que não se compra um jogador, pelo menos os de qualidade como são os do FCP a pronto. Nem o Real faz isso, logo, esses muitos milhões são pagos em diversas tranches, razão pela qual não se poderia nunca reflectir nas contas do ano seguinte. Mas passando os ignorantes à frente.
Mas o FC Porto, para além destes resultados positivos, apresenta também resultados desportivos muito positivos. Aliás, essa é talvez a principal diferença entre o FC Porto e os seus principais rivais internos: a capacidade de apresentar resultados positivos tanto a nível financeiro como desportivo sem ter de fazer a difícil opção entre uns ou outros. Há quem aposte no equilíbrio financeiro, na contenção de despesas e na limitação dos gastos, hipotecando a competitividade imediata em nome de um projecto alegadamente de futuro, apesar de condicionado pelo passado (veja se o caso das Assembleias e afirmações dos responsáveis do Sporting). E há quem aposte tudo no investimento, no reforço da competitividade sem olhar a meios para atingir os fins que passam pelo sucesso desportivo imediato, mas com custos imprevisíveis a nível financeiro no futuro.  
Algures no meio, onde se diz que está a virtude, o FC Porto vai conseguindo apresentar resultados positivos a nível desportivo sem hipotecar o equilíbrio financeiro. Talvez seja possível fazer melhor, e não falta quem o reclame, mas ainda ninguém conseguiu mostrar exactamente como.

 

 

publicado por AR às 12:47
Eu li o relatório e contas do FCP e, embora não estejam lá as receitas com as vendas dos jogadores referidos em cima (posso acrescentar que o valor do Ibson também ainda não está lá), é preciso salientar que entre outras, estão as vendas do Bosingwa e do Lucho, o remanescente do Quaresma e a indemnização do Atlético pelo Paulo Assunção..
Por isso, se ainda não estão algumas das vendas deste ano, também é verdade que estão lá as vendas do ano anterior.
Saliento ainda dois pontos:
A) Pinto da Costa recebeu 700 mil euros e mais três administradores receberam no total 1 milhão e 200 mil euros.. O que faz com que a administração do FCP tenha recebido bem mais do que a do SCP irá receber este ano, mesmo com toda a contestação publica que houve quando se soube do salário do seu novo presidente.
B) No ultimo ano, o FCP pagou comissões na compra e venda de jogadores que ultrapassaram os 10 milhoes de euros! Este valor nunca foi incluído nos custos de aquisição dos jogadores. Além disso, estas comissões foram pagas a mais de 30 entidades diferentes.
Eu penso que estes dois pontos ajudam a esclarecer para onde vão os milhões obtidos nas vendas de jogadores.

Ainda assim, é de salientar o lucro obtido! Ainda para mais, sabendo-se da dificil situação do SCP que foi o primeiro a divulgar as contas e do mais que previsivel prejuizo que o SLB deverá apresentar devido ao enorme investimento.
A única coisa que critico e sempre critiquei em relação às finanças do FCP, é que estas deveriam ser bem mais sólidas e proveitosas para um clube que todos os anos é dos que mais receitas obtém em vendas de jogadores e na Champions.
Spaceship a 15 de Outubro de 2009 às 14:24
Spaceship,

Salientaste os 2 pontos que eu ia referir...
Quanto a eles, nada de surpreendente.
Continuo a dizer que, por muito que Pinto da Costa tenha feito pelo F.C.Porto (e fez!), nada justifica que ele e mais 3 Administradores da SAD se andem a governar às custas do clube!!!
É uma VERGONHA!!!
Joca a 15 de Outubro de 2009 às 15:06
Comentando os dois últimos , não é coerente dizer disparates destes. 1- O salário do Pinto da Costa sendo elevados, têm o mérito de ser declarados e não ocultos e comparativamente ao da maioria dos jogadores é muitíssimo inferior ( aqui está o salàrio e prémios vários ). 2- 0 salàrio global do presidente e dos 3 administradores da sad é de 1 milhão 200 mil .....ou seja mesmo repetido desde a presidência do Pinto da Costa ( 27 anos ) o que seria ridículo e impossível , faria um total de 32,4 milhões.......como se pode ver a influência no passivo do clube é mínima !!!!!!! Desde a existência da sad , podemos calcular os custos dos administradores a mais ou menos 6 milhões de euros.
RIBEIRO J a 30 de Outubro de 2009 às 12:53
Caro RIBEIRO J, apenas uma correcção, o Pinto da Costa recebeu no último exercício 700 mil euros e houve 3 administradores que receberam 1 milhão e 200 mil euros. No total, estas 4 personalidades, receberam 1 milhão e 900 mil euros!
Quanto ao facto de ser tudo declarado ou haver ainda valores ocultos, isso eu já não sei nem posso afirmar nada, mas posso questionar quem serão as 30 entidades que receberam os 10 milhões de comissões do FCP na compra e venda de jogadores.. Será que é tudo para agentes? Não haverá nenhum dirigente no meio deste bolo? Não faço ideia..
Spaceship a 30 de Outubro de 2009 às 14:27
Segundo o relatório da FCP SAD, enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) sobre o primeiro semestre da época 2009/10, o clube despendeu 2,13 milhões de euros com custos de mediação nas alienações de passes de jogadores.
As entidades beneficiárias dos 2,13 milhões desembolsados pelo FC Porto foram a Robi Plus Ltd (no caso de Lisandro), a Idoloasis - Soc. Unipessoal Lda (Cissokho), a Brazil Soccer Sports Management Ltda (Ibson) e a Natland Financieringsmaatschappij B.V. (Bolatti).
Já os processos de contratação de jogadores foram intermediados pelas entidades Gol Football, Convergence Capital Partners, Natland Financieringsmaatschappij B.V., Deaubert B.V. e pelo agente Ciro J Sanchez, que receberam 1,06 milhões de euros pelos seus serviços.
Anónimo a 18 de Outubro de 2010 às 15:10

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
19
20
21
24
25
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
ele é tudo o que disseram dele e muito mais....tiv...
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO