Quinta-feira, 29 DE Outubro 2009

 

«Um vintém é um vintém e um cretino é um cretino. Há coisas que não mudam por muito que a gente pinte de amarelo, de azul, de vermelho ou se encha jornais. São valores absolutos»
Manuel Machado, 26-10-2009
 
Esta frase proferida, em directo, pelo meu técnico de eleição em Portugal, não podia ser mais correcta. Corria o minuto 60 e o Benfica fazia o 4-1 na sequência de uma falta grosseira não assinalada sobre um jogador do Nacional (já o 3-1 que matou o jogo foi da forma que se viu, mas isso tem a ver com a deliberação da UEFA sobre os lances com o Aimar nas áreas adversárias), Jorge Jesus virava-se para o seu homólogo adversário e acenava com 4 dedos, num gesto pequenino de completa grosseria. “Fair play” também é saber ganhar… se acompanhassem a Champions, os meus colegas saberiam que o último slogan resume-se a apenas uma palavra: “Respect”.
 
Já houve quem comparasse Jesus a Mourinho, mas quem o fez esqueceu-se de uma coisa muito importante… Mourinho era (e é) um arrogante/confiante com classe. Essa arrogância começa nos “mind games” que antecedem os jogos, prolonga-se nos festejos dentro do campo e acaba nas flash interviews que concede. O Mourinho que em Manchester entrou pelo campo e festejou em cima dos jogadores do Porto, que afirmou que o FCP ia ser campeão no ano seguinte ao da sua chegada e que disse que o SCP ia pagar as favas depois da derrota na Supertaça Europeia, fê-lo com altivez mas sem tacanhez de querer agredir o adversário… era capaz de ser provocador com Sir Alex Ferguson, mas dentro de um patamar de rivalidade que não o impedia de ter a cortesia de beber um copo de vinho com ele em dias dos jogos. Reconhece a sua própria agressividade e jamais apareceu a branquear as suas atitudes. Criou inimizades pelo discurso e pelo sucesso, não pela falta de chá ou ataques ignóbeis aos seus homólogos!
Jorge Jesus é de uma raça diferente… é pavão e ao mesmo tempo medricas. Esconde-se em discursos de falsa modéstia pintalgados com alarvidades de “defesa em zona nos cantos” mas depois explode em gestos de má educação quando as coisas lhe correm de feição durante os jogos. Faz lembrar o Leyton Hewit dos courts de ténis: com algum talento, mas sem estrutura mental para lidar com o sucesso a longo prazo. Esse é justamente o problema dele… a falta de preparação para lidar com esta onda de euforia encarnada. Esta semana foi sintomático: perdeu a cabeça com o sucesso, fez a figurinha triste que se viu e, sem a resistência mental para manter essa postura, desculpou-se com gestos de defesas em linha e (pasmem-se!) acabou a elogiar quem minutos antes lhe tinha chamado cretino em directo para o país... mas alguém imagina o Mourinho a ter tal atitude?
Não há dúvida que o homem está a fazer um bom trabalho e a subir uns degraus na pirâmide do sucesso. Mas para bem dele, é bom que não tropece lá em cima… porque já se viu que pode não ter a audácia necessária para se voltar a equilibrar.
 
Sobre o acto do Jesualdo, é caso para dizer: quem foi cabecinha luminosa que se lembrou disto, e o que é que isto tem a ver? O Sr. Ika merece a menção honrosa para o “raciocínio-mais-perspicaz-na-categoria-menores-de-6-anos”.
Ora vamos lá explicar: um gesto menos próprio de alguém que está sobre a pressão do lugar e reagiu a quente a uma provocação de desconhecidos, de resto exemplarmente castigado pelas entidades e devidamente censurado pelos adeptos racionais (eu incluído), nada tem a ver com o sucedido esta semana. Os mais demagógicos (ou infantis) como o Sr. Ika ainda não perceberam que o que está em causa não é o “gesto” (tal faria sentido na escola primária), mas sim a falta de respeito entre colegas de profissão, numa profissão em que se exige alguma autoridade e exemplo. Mas dizer isto a um apóstolo incondicional do seleccionador que andou ao murro com Dragutinovic, é como lutar contra moinhos de vento!!!
 
Agora percebo o porquê de determinadas Ordens profissionais levarem a Deontologia tão a sério… parece que há alguns indivíduos que saem da faculdade com integridade tosca e sem sentido de respeito (embora ainda acredite não ser esse o caso de nenhum dos presentes). Custa-me no entanto compreender como é a Igreja Católica, que assenta os seus pilares no respeito pelo próximo, entrega a responsabilidade da formação moral de crianças a indivíduos que batem euforicamente palmas aos que ignoram por completo este mandamento.
 
Por fim, uma palavra para o Sr. Spaceship que parece também começar a ficar cego com esta euforia vermelha… com que então podemos comparar os lances dentro do campo entre jogadores com esta atitude lamentável entre dois treinadores!?!? Ao contrário do outro, tenho-o em boa conta, por isso vou fingir que a ceguez (ainda) não o impede de distinguir a virilidade e excessos dentro das 4 linhas de um desporto (que os há em qualquer modalidade) com atitudes baixas de mau ganhar e falta de respeito de um líder. Parece-me a mim que se está a esquecer que o futebol acontece entre aqueles 22 que estão lá dentro, e repito, em qualquer modalidade existe um árbitro para defender a integridade desses praticantes dos excessos que por vezes surgem… agora por favor não me venha dizer que isso desculpa per si, qualquer acto entre treinadores que seja menos grave do que arrancar olhos!
Sr. Spaceship, esperava mais de si… ainda por cima era sempre o primeiro crítico dos excessos dos dirigentes do nosso futebol e defendia que o exemplo devia vir de cima… mudou de crença anteontem, ou já não lhe convém defender essa corrente filosófica tão budista e politicamente correcta???
 
Abraço Champions
 
 
PS: Mais uma vez este texto, que inicialmente previsto como comentário ao post “O Benfica continua fraquinho…”, surge como post, desta vez por exceder o número limite de caracteres permitido em comentários. Desculpem, mas havia demasiado a ser dito a estes discípulos cegos de Jesus, até anteontem missionários da educação, respeito e bons costumes. Eu sei que andam na amargura há demasiado tempo para conseguirem manter a postura nestas vitórias folgadas, mas ficar-vos-ia melhor ganhar sem estas mesquinhices próprias dos famélicos e sôfregos de sucessos!!! A sério, olhem que seriam mais respeitados.

 

publicado por fred às 01:47

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
19
20
21
24
25
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
eu estava a nascer mas nesse ano a unica coisa que...
Correctíssimo ao dizer página mais negra da nossa ...
Então por que foi irradiado o Calabote?
Grande cabrinha... uma pessoa humilde.. de um cora...
....sou benfiquista " desde pequenino", ouvi o rel...
Oferecido de empréstimo ao privadosEstou pronto pa...
Oferecido de empréstimo entre detalheSão detalhe n...
Calabote ter sido erradicado (pois se fosse irradi...
benfica é o lider como a aguea e ...
Posts mais comentados
54 comentários
39 comentários
32 comentários
30 comentários
28 comentários
26 comentários
blogs SAPO